Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

The Bottom Line #10 – Rhodes Set To Fail

Como sabem na passada Raw tivemos o regresso de Goldust, ou Dustin Rhodes (como preferirem chamar-lhe), para mais um combate, desta vez com o actual campeão da WWE Randy Orton. E visto que o seu irmão, Cody Rhodes, está neste momento envolvido numa certa rivalidade com o “Poder” da WWE, resolvi dedicar este artigo de hoje à Família Rhodes. Assim sendo irei abordar a carreira dos 3 membros desta família famosa de Wrestling na WWE, carreiras que à partida eram suposto falhar na companhia de Vince Mcmahon. Sejam muito bem-vindos a mais uma edição do “The Bottom Line”.

Ora como referi acima, a família Rhodes é uma das famílias mais famosas e conhecidas no mundo do Wrestling. Tendo 2 gerações dentro do negócio, esta família mostrou ao mundo 3 atletas muito bons que mostravam ter acima de todo um Carisma enorme e uma capacidade de vencer muito grande. Porém as coisas nunca pareceram muito certas, em qualquer dos membros da família, no que toca a sua passagem pela WWE. Mas comecemos pelo inicio.

Dusty Rhodes começou a sua carreira no mundo do wrestling em 1968, mostrando-se a este mundo do entretenimento como alguém promissor. Dusty cumpriu essas espectativas quando nos anos 80 na Jim Crockett Promotions, Rhodes dominou todos, sendo considerado um dos melhores Talkers e personagens de sempre. Conquistou títulos Mundiais e possuía uma Gimmick que encantava uma plateia. Rhodes era o filho de um canalizador que mostrava ser o homem comum que era bastante trabalhador. De alcunha “American Dream”, Rhodes, durante a sua passagem pela companhia de Crockett, tornou-se numa lenda pelos seus feitos e rivalidades com wrestlers históricos como Ric Flair, Harley Race e Terry Funk. Também como Booker, Dusty tornou-se famoso ao inventar conceitos como o War Games e a Dusty Finish.

Após muitos anos de sucesso, Dusty chega á WWE em 1989, e a companhia de Nova Iorque quis continuar a sua personagem de “Homem Comum”. O problema é que a WWE fez dele alguém que parecia que tinha saído de uma festa Gay, ao aprovar que ele usa-se um vestuário que consistia em preto às bolinhas amarelas e que por vezes era acompanhado por um boné de agente da polícia. Não só isso, mas Dusty durante a sua passagem pela WWE nunca teve o push para o Main Event que realmente merecia, ficando preso no Mid card. Muitos acreditavam que isto era uma forma de Vince Mcmahon de humilhar uma ex-estrela da NWA, que estava em competição com a WWE. Apesar de ter tudo para falhar, Dusty, contra tudo e todos conseguiu com que a sua personagem com vestuário ridículo e presa no Mid Card, consegui-se ficar “Over”, bastante “Over”.

Os filhos do American Dream também passaram pelo mesmo. O mais velho, Dustin, começou a sua carreira de wrestling em 1988. Dustin nos seus primeiros 7 anos dentro do negócio, conseguiu ter uma carreira decente que muitos na altura gostariam de ter. Em 1995, ele chega à WWE (pela segunda vez) e a companhia decide dar-lhe esta personagem bizarra de nome Goldust, que estava obcecado por filmes e pela cor do ouro. Não só isso, mas esta personagem também tinha maneirismos estranhos e utilizava muito os jogos mentais para afectar os seus oponentes.

Mas mais uma vez, esta personagem à partida tinha tudo para falhar, visto que por volta desta altura a WWE estava a apostar nestas personagens muito pouco realistas e “Over the Top” que não estavam a conseguir-se afirmar na companhia (ex: Duke The Dumpster Droese e The Godwins). Mas graças à qualidade e porque o sangue de wrestler lhe corria nas veias, Dustin conseguiu fazer desta personagem bizarra uma das melhores na altura e uma das melhores de sempre. Com esta personagem, Dustin conseguiu ficar “Over” em três Eras de Wrestling diferentes (New Generation, Attitude Era e Ruthless Aggression), sendo que conquistou o Título Intercontinental por 3 vezes, o Título de Tag Team por uma vez e o Título Hardcore por 9 vezes.

Depois temos o jovem Cody Rhodes, filho de Dusty Rhodes e meio irmão de Dustin Rhodes. Este é talvez o membro desta família que mais conseguiu aproveitar com pobres Gimmicks que lhe foram dadas ao longo do tempo (não falo de todas, mas da sua maioria). Ora Cody começou a sua carreira de wrestling em 2006 ao assinar para um contrato de desenvolvimento com a WWE. Após um ano no território de desenvolvimento da WWE, a companhia de Vince Mcmahon decide traze-lo para o Roster principal. Isto provou ser um erro, pois o jovem Rhodes ainda era muito inexperiente e não estava preparado para tamanho “salto” na carreira.

Isso era evidente no seu primeiro ano, onde Cody não tinha praticamente nenhuma personagem, sendo um Face bastante monótono e básico. Sendo assim, a WWE pôs Cody ao lado do veterano Hardcore Holly como uma Tag Team, tendo ambos ganho os Títulos Mundiais de Tag Team. Isto continuou sem resolver o facto de Rhodes não estar “Over”, visto que não existia muita química entre ele e Holly, sendo que o veterano já vira melhores dias. Apesar de a sua personagem não ter melhorado, Rhodes tentou “nadar contra a corrente” ao ir melhorando as suas habilidades no ringue com o passar dos meses. Após um ano da sua chegada ao Roster principal, a WWE decide  fazer de Rhodes um heel, fazendo uma Tag Team entre ele e Ted Dibiase Jr.

Apesar da mudança de atitude, esta Tag Team apesar de ser um pouco melhor, não solucionou o problema de Rhodes enquanto personagem interessante. Cody começou a ficar “Over” quando ele e Dibiase juntaram-se a Randy Orton para formar a stable Legacy. Como lacaio de Orton, Cody começou a mostrar algum Carisma na sua personagem, evidenciando que poderia ter futuro. Quando os Legacy acabaram em 2010, muitos pensavam que Rhodes seria aquele que menos futuro teria dos 3 wrestlers. A própria WWE parecia acreditar nisso ao por Dibiase e Orton no show principal (Raw), enquanto Rhodes ficou no secundário (Smackdown). Apesar desta série de eventos, Cody não desistiu e tentou tornar as suas Gimmicks seguintes num sucesso. A personagem que Cody teve após o fim dos Legacy foi a de um narcisista que afirmava ter melhor aparência que toda a gente. De nome “Dashing” Cody Rhodes, ele conseguiu ter um sucesso mediano com a personagem, visto que não era nada de novo no mundo do Wrestling.

Porém, esta Gimmick teve uma transformação em 2011, que provou ser a melhor personagem que Cody teve até à data. Rhodes, após ter partido o nariz num combate (legitimo), começou a usar uma mascara protectora, evidenciando uma personagem mais negra, violenta e séria, oferecendo sacos de papel aos fãs e oponentes de forma a que escondessem os seus aspectos horríveis e feios. Isto levou a um reinado longo com o título Intercontinental e o ponto de viragem na carreira de Rhodes. Após Gimmicks e personagem de pouca relevância, Cody tinha conseguido vingar como personagem no Wrestling. E mesmo após o fim desta Gimmick e quando parecia que ia voltar aos maus momentos, Rhodes ainda conseguiu ficar “Over” com um simples bigode. Actualmente Rhodes parece estar muito perto do Main Event da Smackdown e se esta Storyline provar ser um sucesso talvez vejamos o primeiro Rhodes a ganhar um título Mundial na WWE.

Concluindo, podemos ver o quanto incrível é esta família de wrestlers onde os três membros provaram conseguir vingar na companhia de Vince Mcmahon, apesar dos inúmeros obstáculos. Espero que tenham gostado do artigo. Deixem a vossa opinião num comentário, por favor. Até para á semana!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

8 Comentários

  1. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Excelente artigo Rúben. Hoje nos comentários não estás a ter grande sorte, por causa de estarmos todos interessados e de “ressaca” do PPV de ontem. Contudo é uma pena, porque gostei e bastante deste artigo.

    Quanto ao conteúdo do artigo em si:
    Os Rhodes sempre foram aquela família que com o pouco que lhes deram muito fizeram, e é notório que a WWE nunca “gostou” dos Rhodes para os Main Events. Adorei o facto de o ódio dos McMahon para com os Rhodes ter sido mencionada pelo Cody Rhodes no seu “depedimento”. Quanto a carreiras individuais, sinceramente pouco posso falar, porque não acompanhei a carreira do Dusty Rhodes (nem nascido era para tentar), só acompanhei parte da do Goldust e a inteira do Cody. O Goldust foi uma personagem bastante inovadora, uma coisa um bocado “fora do comum” para aquela altura, mas tal como tu dizes sempre soube desempenhar e muito bem o seu papel. O Cody Rhodes… É a prova de que das evoluções resultam sempre coisas muito boas. Como tu dizes ele ficou marcado essencialmente pelo seu trabalho com a máscara onde foi nítido o seu Carisma e Mic Work, onde até á data não era reconhecido. Com este afastamento, sim poderá ser o Push da vida dele, e pode começar a partir daqui a assentar no ME. Um dos maiores talentos que há na WWE, e só nos resta esperar pelo seu futuro.

    Mais uma vez Rúben, Excelente artigo!

  2. Rhodes_Goldust_Edge - há 3 anos

    Se eu não me engano o cody tem o maior reinado do Intercontinental Championship, foi oq me falaram n sei se é verdade

    • Carlosilva - há 3 anos

      Não,não foi.
      Os primeiros reinados duravam bastante tempo,e eu lembro-me que o Rock e o Shelton Benjamin já tiveram reinados maiores ;)

    • Dolph Ziggler - há 3 anos

      Não tem o maior reinado, mas o reinado dele foi bastante longo e consistente. Uma pena o que aconteceu na WM.

      Excelente artigo, Ruben.

    • LageMane - há 3 anos

      o maior reinado foi do the honky tonk man com mais de 450 diaas

  3. Carlosilva - há 3 anos

    Mais um grande artigo Ruben.
    Aqui estão 3 lutadores que merecem mérito,muito bons lutadores.
    O Cody pode não ser main eventer,mas tmb só tem 28 anos,ele tem mt tempo para ser um Wwe champion ou um World champion.E como disseste,ele estreou-se muito novo no roster,aos 22 anos!Má decisão da Wwe.

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Acho engraçado a grande diferença no territótio de desenvolvimento da WWE, antes tínhamos wrestlers no roster principal muito novos e nada preparados e agora é aquilo que se vê

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador