Top Ten #103 – Caos Sobre Rodas

Já terá passado um Elimination Chamber na altura em que sai este Top Ten mas ainda nada sei sobre ele. Logo tenho que me focar noutras coisas e dou-vos as boas-vindas a mais uma edição do Top Ten que se debruça sobre algo decorrido no Raw. Que é mais uma prova de que dar um veículo para as mãos de um wrestler nunca é boa ideia. Seja qual for o propósito. No passado Monday Night Raw vimos Dean Ambrose usufruir de uma carrinha da polícia para regressar ao ringue e assinar o fulcral contrato para a sua presença no evento principal do Elimination Chamber. E até veio equipado e tudo. As piadas à volta de “Grand Theft Ambrose”, “Grand Theft Auto: Dean Ambrose Edition” ou “Grand Theft Auto: Long Island”, enumerando algumas das variações, formaram-se com rapidez. Mas isto de causar estrilho com carros já é o pão nosso de cada dia.

Já aqui enumerei vários tipos de diferentes veículos, dos mais aos menos ortodoxos, que Superstars já utilizaram no caminho para o ringue, este foca-se em episódios em que um veículo, normalmente um carro, é feito para estragos. Ou estragos ao carro, causados pelo carro, com o auxílio de um carro… Lutadores são, muitas das vezes, do tipo de pessoas que não sabemos como são permitidos andar na estrada. Para quem bem estima um automóvel, leiam estes dez casos com cuidado:

10 – Um Wrestlemania moment para o carro

https://youtu.be/ibn01aIX9ZM

Na fase inicial da sua carreira na WWE, o Alberto Del Rio era um preguiçoso que nem queria caminhar até ao ringue. Tinha que exibir um carrão alugado que alegava ser seu – de que tamanho era aquela maldita garagem? – e entrar com ele na arena porque é uma coisa que Mexicanos ricos fazem. Outra coisa que ele também fazia muito era anunciar o seu destino de vencer a Royal Rumble em 2011 e tornar-se Campeão Mundial na Wrestlemania. Acertou numa, falhou noutra. Foi à Wrestlemania e voltou de mãos a abanar, quando Edge retém o seu World Heavyweight Championship no fim da sua carreira. E também voltou quase sem carro, porque o sacana do Edge e o seu compincha Christian fizeram questão de riscar todo o belo veículo e partir o que para isso dava. Era como ver dinheiro a cair à medida que o risco aumentava. Um caso leve em comparação a outros, mas isto não se faz!

9 – Agente Ambrose

Caso decorrido no passado Monday Night Raw, que envolveu Dean Ambrose trajado de polícia, a brincar com possíveis fantasias que muitas mulheres que engracem com ele possam ter. Aqui até nem existiram estragos assim tão visíveis. No que se viu. Não sabemos o que aconteceu antes para que Ambrose conseguisse obter a carrinha. Após ser detido por andar a bater no Will Ferrara quando este decidiu pegar numa câmara, outro tipo de segmento clássico, tudo se revelava como uma tramóia para impedir Dean Ambrose de assinar o contrato que lhe permite um campeonato contra Seth Rollins no Elimination Chamber. Tudo parecia correr bem mas as coisas foram descambando, revelações foram feitas e Ambrose regressou, com o conhecimento do seu amigalhaço Roman Reigns que, não tendo com quem rivalizar, vai ajudando o tipo que o público gosta mais do que ele. E vinha na carrinha policial em que foi, equipado a rigor e tudo. Só é pena que não a tenha levado até ao ringue para realmente causar estragos. Mas assinou o contrato. É bom saber que agiu de acordo com a legalidade.

Nota: Ou é a chegar num carro da polícia ou a sair num carro conduzido por Luke Harper. Nem sei qual dos cenários é mais doido.

8 – Quando o Kofi importava

https://youtu.be/q85fX_3oPqY

Maneira de dizer, até gosto bastante dele agora. Esta foi na sua infame rivalidade com Randy Orton que o podia ter levado a altos patamares, se não tivesse tido um abrupto cancelamento que nunca mais o deixou provar um pouco do main event. Nos tempos em que Randy liderava os Legacy, houve uma altura em que andava a implicar com Kofi Kingston. E nem sequer se preocupava em ser politicamente correcto nisto. Pronto, o Kofi também não se preocupou muito com danos e aproveitou que Randy andava a estimar muito um carrinho desportivo jeitoso que lá tinha com uma pintura personalizada. E quis dar-lhe uma pintura nova. Nada de tunnings, foi um simples vandalismo de tinta laranja espalhada por todo o carro, nunca ele faria uma atrocidade dessas. Mas ele falou, ameaçou, cumpriu, sujou, escorregou, segurou-se e mandou a mensagem. Aparentemente não tinha o mesmo sucesso a receber mensagens pois um spot falhado levou-o a comer o chão com a força de um RKO e ouvir uns coléricos “STUPID! STUPID! STUPID!”. E cá para mim essa raiva toda foi mesmo por causa do carro…

7 – Nunca emprestem o carro ao Sheamus!

https://youtu.be/R7eZvedN-kI

Aquela história dos Irlandeses serem todos uns bêbados pode vir à baila se quiserem muito ir por aí, mas nem é o caso. Foi outra vez o Alberto Del Rio a vítima. Cá para mim foi por isso que ele quis ir embora. Mas pronto, ele até se punha demasiado a jeito e aqui andava em feud com o Irlandês que decidiu levar o carro emprestado para dar uma volta. Sem qualquer aparente problema com a lei, se calhar o Del Rio até é muito bom rapaz. O então Campeão Mundial levou o carro a dar uma volta e de vez em quando lá ia mostrando o seu percurso e o que ele andava a fazer, recorrendo ao Tout, se é que ainda se lembram que isso já foi uma coisa. Quando voltou, o carro vinha feito num oito. Vingança e jogos mentais é o que normalmente justifica este tipo de acções mas cá para mim o gajo é mesmo um aselha ao volante e eu é que nunca lhe emprestava algum carro.

6 – “Last Ride” com o Heidenreich

https://youtu.be/2wocefoVIic

Temos algo pouco comum em mãos quando temos algo que envolva o Heidenreich. E isso era, na verdade, um combate “Last Ride” entre Undertaker e JBL no No Mercy de 2004 pelo WWE Championship. Para esse tipo de combate já era necessário o veículo na arena e lá estava a carrinha funerária à espera que alguém fosse lá metido. Era basicamente um Ambulance Match mas um pouco mais à moda do Undertaker. E foi uma disputa intensa, já com JBL a verter sangue e a faltar o objectivo: meter alguém na carrinha e levá-lo para o pé da Katie Vick. Undertaker ia fazê-lo mas tinha uma surpresa em Heidenreich dentro da carrinha que ali esperou que nem um menino paciente, como se tivesse lá dentro o Michael Cole para o entreter, e que lhe custou o combate recorrendo a, entre outras coisas, clorofórmio. E rais’parta ao clorofórmio na carreira do Undertaker! Após o combate, Heidenreich não se deu por satisfeito e espetou o seu próprio carro contra a carrinha, causando uma exagerada explosão que nem fruto cinematográfico de Michael Bay. O gajo deve ser dos maiores psicopatas a passar por ali, como é que ele não é mais lembrado hoje em dia?

5 – If you smell what’s cooking in the ambulance

https://youtu.be/RiIMf2FLOws

De vez em quando lá existe uma ou outra tentativa de homicídio em TV no wrestling. Cenas que lhes dá para fazer. E tendo em conta os protagonistas deste segmento, até dá ainda para formar Hall of Famers adorados, visto que foi esta reencarnação dos originais nWo com Hogan, Nash e Hall que deu asas à mais doentia imaginação para dar cabo de The Rock. Com o “Great One” incapacitado numa ambulância, o trio de rebeldes de meia-idade decidiu trancar a ambulância para impossibilitar qualquer tentativa de saída de Rock, para que Hogan lhe pudesse fazer uma carícia a seguir com o seu camião. Se o impacto dos veículos pesados não for suficiente para vos causar um pequeno arrepio, então que seja o JR a fazê-lo. Com The Rock lá dentro, Hogan “atropelou” a ambulância por mais que uma vez, para gozo do sádico grupo. E tudo isso por ele ser um actor melhor e com mais sucesso que tu, Hogan?

4 – Leitinho antes de dormir

https://youtu.be/OBLkIWeqFKI

Um clássico entre segmentos clássicos e que teve como base de inspiração um outro gigante clássico. Por alturas da Invasion, Angle era um Superstar algo instável, alternando entre Heel e Face e mostrando por várias vezes indecisão em relação a lados a tomar na disputa entre a WWF e a Alliance. Mas quando era Face, marcava e fazia sentir a diferença com segmentos bastante over e capazes de se manter recordados até aos dias de hoje. Quem não se lembra do célebre momento com Kurt Angle a dirigir-se ao ringue com o famoso camião e regar toda a Alliance de leite? Um banho pouco usual mas merecido aos olhos de muitos e que deixou Kurt Angle visto como um herói à maneira mais anti-herói. Porque não são todos os heróis que andam por aí a distribuir leite à mangueirada. Como já disse, este segmento tem inspiração num outro clássico que já vos deve ter vindo imediatamente à mente quando viram qual era o tema. Aguardem um pouquinho e continuem a ler.

3 – Foi o Paul London!

https://youtu.be/6iCFrgU0HDA

Momento mítico que marcou qualquer fã de wrestling da minha geração. Todo o plantel tê-la tão pegada com Vince McMahon que havia algum capaz de o assassinar. Ou tentar. Num segmento bizarro que hoje recordamos com nostalgia, Vince segue o seu caminho para a limusina, sem antes passar por todo o plantel e staff que o olha com olhos de quem adorava que ele falecesse minutos depois. Novo momento mítico inigualável com Vince a entrar na limusina, retirar uma perna inexplicavelmente e… PUM! Vai veículo pelos ares, vai Mr. McMahon, vai a postura do fã que se divide entre o chocado e o que se desmanchou a rir com a manobra que eles foram arranjar. A história tinha muitas voltas a dar, muitas investigações, até um push para o Mr. Kennedy havia no papel. Mas um gajo achou que era boa ideia matar a família e a ele mesmo naquela altura – ao menos esperavas que a história acabasse, caramba! – e estragou tudo, trouxe Vince de volta à vida para nos avisar que não estava morto – WOW! – e que a existência da personagem de Benoit seria apagada. Tanto efeito visual a explodir coisas para nada. Mas quem o fez? Olhem para o sorriso do Paul London, olhem para o sorriso do Paul London!

2 – Para cimentar um legado

https://youtu.be/4gLjQiYBPQI

Momento em que ergo a mão para receber mais cinco pelo trocadilho genial que fiz no título e em que sou totalmente ignorado e com razão. Um dos muitos segmentos épicos que saíram da inigualável feud entre Stone Cold Steve Austin e Vince McMahon. Sim, porque o Vince agora apodera-se do pódio como se isto fosse tudo dele – e realmente é. Vince, como dono de uma companhia bilionária, é bem capaz de ter uns troquitos jeitosos que possa gastar assim nuns carritos que são capazes de andar mais que os nossos comuns ou que tenham assim um aspecto e toda uma qualidade diferentes. É rico mas não é lá muito esperto e acha boa ideia exibir aquela bugiganga no sítio onde emprega tolos. Onde emprega Stone Cold. Que achou que o carrão ficaria mais bonito se fosse retocado com… cimento. Até dói na alma. Ou doía se o segmento não fosse um clássico!

1 – Outro banho diferente

https://youtu.be/PM_X-2Y6OZo

Já tinha o spoiler noutras entradas: disse que Kurt Angle tinha ido buscar a ideia a um outro segmento semelhante e já adiantei que o Vince ia tomar conta do pódio. Neste inesquecível segmento, dos que já foram reproduzidos vezes sem conta, marco da Attitude Era, Steve Austin faz aquilo que todos os empregados gostavam de fazer aos seus patrões. Chegar à beira deles com um camião de cerveja e dar-lhes um belo banho da dita substância, deixando-os ensopados e humilhados. Se for num ringue escorregadio como aqui foi o caso, ainda melhor, mas nem todos têm empregos com essas condições. Digno de um número 1 e daquele tipo de segmento que ocupa a primeira posição em rankings de muita coisa. Banhos de cerveja dão para tudo aparentemente. Ainda deu para repetir o acto uns anos mais tarde, desta vez tendo Santino Marella e Maria como vítimas. É claro que já não é a mesma coisa e o impacto está longe de ser o mesmo mas sempre tem a Maria Kanellis molhada.

E aqui ficam dez exemplos de como não se comportar na estrada ou em qualquer sítio com carros ou qualquer veículo por perto. Como já disse, é apenas um Top Ten e isto dava para cinquenta ou cem, há muitos mais segmentos que eu até me consiga lembrar logo, mas vou deixar todas essas menções honrosas para vocês. Atropelar pessoas e vandalizar carros já foi moda no mundo do nosso wrestling mas aqui quis misturar um pouco os clássicos com alguns casos recentes para mostrar que isto é algo que acontece sempre. Estejam à vontade para acrescentar todos os exemplos que também mereçam estar aqui em destaque e aguardem até à próxima semana, que planeio ter mais qualquer coisinha para vocês. Lá veremos o tema. Para já só me resta desejar que fiquem bem, que se portem bem, que não façam deste tipo de maluqueiras na estrada ou em garagens, que aproveitem o calor e que já tenha sido uma boa Elimination Chamber. Até à próxima!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

5 Comentários

  1. JoãoRkNO - há 2 anos

    O Milk Truck foi o melhor dos melhores .

  2. Pirikito - há 2 anos

    na fox sport2 tem um quadro chamado WWE Vintage, eles fizeram 1 top 10 com os melhores segmentos envolvendo carros, podia tirar o do Ambrose e colocar 1 no qual o Edge para no meio da estrada vestido de Flair, ou então quando o Del Rio queima as rodas co Onibus do Show vale a pena da uma conferida

  3. Reigns one versus all - há 2 anos

    Bom top ten,gostei.
    Realmente o austin com o camião com cerveja foi muito bom,inesquecível.

  4. JL Paes - há 2 anos

    Bom Top Ten, mas eu teria colocado a vez em que JBL atropelou John Cena

  5. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Excelente Top Ten, Chris!

    Os veículos, quando bem utilizados, podem ser um bom ingrediente a mais em uma feud e podem definir momentos históricos, como o ‘Beer Bath’ do Stone Cold sobre a Corporation. um momento que poderia ter sido incluído foi o atropelamento do Big Show pelo Del Rio.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador