Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #143 – Rivais Aliados

Bem-vindos a um retornado Top Ten. Um imprevisto afastou-me de todo o clima de rescaldo da Wrestlemania e agora cá estou de novo. As pausas são sempre involuntárias. E agora cá estou eu com um novo Top Ten que até nem toca na Wrestlemania. Vai buscar ao passado Raw e até nem é ao que mais interessa ao povo. É assim mesmo.

Deixemos os Bullet Club de lado por um breve momento. Foquemo-nos no final. Como eles queriam. O mundo foi surpreendido por uma aliança improvável entre Roman Reigns e Bray Wyatt, rivais de longa data. E até podia ter resultado pior. Nem resultou mal de todo. Já é algo antigo no wrestling. Rivais a trabalhar juntos porque tem de ser ou porque até convém. Não me refiro a meras Turns ou a equipas formadas por lutadores que já se enfrentaram antes porque o wrestling foi sempre assim. Tem que haver uma mínima consciência de que são rivais a trabalhar juntos. Por vezes encontram-se “na mesma página”, outras vezes não. Mas mais vale perder tempo a ler os exemplos do que a introdução!

10 – Roman Reigns & Bray Wyatt

Vá, abrem a contagem. Porque isto ainda não pode ser daquelas coisas assim tão históricas. Eles até podem trabalhar mais nisto para ser a grande rivalidade/parceria desta era, mas para já, aconteceu uma vez e veremos se realmente foi memorável. E veremos se o Bray Wyatt também não fica de baixa durante muito tempo. Mas após meses a rivalizar e com, o que se pode dizer, pó um ao outro, considera-se improvável que consigam trabalhar juntos. Coisas que a League of Nations faz. Das muito poucas. Shane McMahon marcou e Bray Wyatt disse que Reigns podia confiar. E lá teve que confiar. Resultou. Lá veremos se ainda tornará a haver disto.

9 – Sgt. Slaughter & Colonel Mustafa

Um caso mais extremo. Mas é a história toda, nem é esta aliança em particular. Até acho mais marcante uma aliança com Saddam Hussein. Mas esta também é significativa. Naquele que será o angle mais arriscado da história, fizeram a mais perigosa Heel Turn ao mais patriota dos patriotas. Sgt. Slaughter. Começava a simpatizar com o governo Iraquiano e a virar-se contra o seu, achando o seu governo fraco e mole. Estava desiludido. Adaptava costumes e vestimentas orientais e até montavam fotografias com o líder Iraquiano Hussein. Só lhe valeu ameaças de morte do público, heat mesmo à League of Nations. Daí também tinha que vir uma aliança intencional para acrescentar (mais) choque. O seu velho e eterno rival, The Iron Sheik, que então se dava por Colonel Mustafa. Ainda hoje Sgt. Slaughter é vivo, logo a história teve que ver o seu fim!

8 – John Cena & The Rock

O Once in a Lifetime com um ano de construção e que aconteceu duas vezes. Não é nada confuso, vocês é que não percebem. Teve muitas peripécias pelo meio. Como quando Cena andava a ser atormentado pelos Awesome Truth, de Miz e R-Truth, equipa pouco lembrada hoje em dia, para infelicidade geral, porque aquilo até era muito bom e acabou cedo demais e mal. John Cena queria dar-lhes uma sova no Survivor Series mas precisava de um parceiro. Não devia estar muito interessado no Jack Swagger ou no Tyler Reks. Foi logo para o rival dele da Wrestlemania, com rivalidade de um ano. The Rock! E foram para o Survivor Series, como uma equipa, John Cena, The Rock e aquela lula que Cena disparou para o microfone ao berrar o nome de Rock. Até foram felizes.

7 – Ivelisse, Angelico & Son of Havoc

Tinha que incluir este caso recente pela razão muito simples de que não há como não adorá-los. Aos três, não é só a Ivelisse, isso já um “no brainer”. Os actuais Campeões de Trios no Lucha Underground tornaram-se numa equipa às turras. Actualmente e já na altura, o torneio de trios tinha e tem esse mesmo conceito. Dario Cueto a adorar juntar equipas disfuncionais de gente que se odeia. Mas custa ter toda a malta a entender-se e muitas vezes acabam todos a tentar esganar-se. Estes três não. Começaram a identificar-se, a adorar-se… E a tornar-se Campeões e a tornar-se inseparáveis e dependentes uns dos outros. Tudo a partir de um relacionamento rompido entre Ivelisse e Son of Havoc, que mete Angélico ao barulho. Estivesse eu com a Ivelisse e me acontecesse algo semelhante… Eu ia lá reparar no resto, estava com a Ivelisse!

6 – Andre the Giant & Bobby Heenan

O mais histórico gigante da indústria e aquele que poderá muito bem ser o melhor manager de sempre – melhor comentador Heel, já lhe dou eu esse título. Nunca foram os melhores amigos naquele ringue. Aliás, Heenan fazia muitas vezes sua missão tentar derrubar Andre the Giant. Tornava-se manager de lutadores para o enfrentar. Era um constante alvo. Mas parece que afinal havia algo que podia forçá-los a aliar e até com algum bom grado. Derrubar um outro gigante que não era propriamente em tamanho. Mas em tudo o resto. Hulk Hogan. Chocaram o WWE Universe – que ainda não era uma coisa há três décadas mas podemos fazer de conta que era – quando apareceram em conjunto e com Hogan como alvo. Foi este choque que se dirigiu ao incontornável clássico da Wrestlemania III!

5 – Kane & Daniel Bryan

Os nossos amigos. Estes já os lembramos bem como parceiros e conseguiram marcar lugar na história como tal. Mas não começaram como amiguinhos. Os depois conhecidos como Team Hell No eram rivais e até se enfrentaram no SummerSlam. Bryan andava cada vez mais nervoso e acabou em terapia. Onde encontrou Kane que, pronto, como o gajo que gosta de pegar fogo a tudo, também não podia estar muito estável. Ainda se detestaram mais. Mas aqui já víamos a coisa de forma diferente. Já havia muita química e os segmentos eram hilariantes. E ainda havia o bónus que era o Dr. Shelby. Num instante eram uma equipa, que ainda não se entendia, que ganhava os títulos mas que continuava a garrear por eles e que se tentavam tramar constantemente ainda enquanto parceiros. Pelo Dr. Shelby e até por mim podiam chamar-se Team Friendship, após um hilariante segmento de um abraço. E foram uma equipa dominante que deixou saudades. Obrigado, Dr. Shelby. E obrigado ao Bryan também, ainda está em tempo de se ir dizendo sempre isso.

4 – The Rock & Vince McMahon

Na Attitude Era, variava quem encabeçava. Mas nenhum gostava muito de autoridade. Heel Rocky até era muito reaccionário, nos Nation of Domination. Mas num torneio pelo WWF Championship, numa final entre The Rock e Mankind, Vince decide brincar com um assunto sério. Mas que dá para brincar. O ainda recente Montreal Screwjob. The Rock prende Mankind no Sharpshooter e… Vince manda soar a campainha, premiando Rock com o combate e o título. Ali o menino Maivia afinal até nem se importava de andar de mãos dadas com o inimigo, se isso o beneficiasse como foi o caso com a Corporation. Sabem, a Authority da altura mas com promos mais pequenas e menos chatas.

3 – Mick Foley & Edge

História foi feita quando vimos estes dois à pancada em plena Wrestlemania e ninguém se esquecerá, nunca, do icónico Spear pela mesa em chamas dentro. Daqueles combates Hardcore a ficar marcados e registados nos livros. Depois de uma dessas não podia haver nada – além de uma carreira e reconhecimento de Hall of Fame, que ambos já têm – que os juntasse. A não ser… Isso mesmo. O tamanho respeito de Foley por Edge e a vontade de livrar a WWE da violência que se avizinhava com o regresso da ECW com um novo One Night Stand, Foley e Edge aliaram forças contra esse demónio que era a ECW. Aqui representada por Tommy Dreamer e Terry Funk. Quando chega o PPV e as duas equipas combatem… Pronto, dão mais um para os livros, pelo menos os pessoais, porque marcou-me imenso e ainda é dos favoritos até hoje! E também teve fogo!

2 – John Cena & Randy Orton

Eternos rivais e eternos amigalhaços. A representação disso nesta era mais recente. A combinação mais explorada até à exaustão para combates ao ponto de se tornar uma piada corrente. Também já aliaram muitas vezes forças para combater inimigos em comum quando eram os Faces de topo na companhia e não estava nenhum deles de baixa. E eles davam muito destaque à bonita imagem de ambos a trocar apertos de mão de respeito. Coisas normais de se fazer ao gajo que ganhou hábito de dar uma sova no teu pai. Pronto, no wrestling perdoa-se de tudo um pouco. Até mesmo a constante repetição de combates John Cena vs Randy Orton que já chegámos a ver, creio eu…

1 – Steve Austin & Vince McMahon

Dois dos maiores rivais de toda a história. A representação do anti-sistema contra a figura de autoridade. O ódio com que muitos fãs se identificavam e que os ajudava a adorar Stone Cold ainda mais. Mas até ele teve os seus deslizes. O primeiro caso foi diferente. Foi Vince a implorar ajuda de Austin contra Undertaker e os Ministry of Darkness que queriam fazer-lhe mal à filha, já que o Rattlesnake rivalizava com o macabro líder da seita. Mas foi tudo uma armadilha porque pronto, “IT WAS ME AUSTIN, IT WAS ME ALL ALONG!”. Logo essa aliança ainda faz parte da própria rivalidade. Caso mais grave foi na Wrestlemania X-Seven, onde Austin enfrentou The Rock no main event pelo título, pela segunda vez. Austin tinha que ganhar, não havia outra opção. Estava disposto a tudo… Incluindo vender a alma ao Diabo. Que era Vince, neste caso, chocando o mundo com nova aliança que mais tarde viria a tornar-se mais intrigante ainda quando incluiu Triple H, nos Two-Man Power Trip. Hoje são amigalhaços, claro, mas apertos de mão entre dois dos integrantes de uma das maiores feuds de todos os tempos não é imagem vulgar.

E com estes dez casos fecho a minha parte no Top Ten. Como isto é um caso comum que existe mais e foi feito muito a partir de memória, vem a vossa parte, que espero que seja frutuosa. Mencionem mais casos que se possam lembrar e comentem estes e o assunto em geral. Espero que seja um Top Ten a gosto. Se não for este, é o próximo, prometo eu de dedos cruzados. É para sair na próxima semana, espero que nada me impeça. Até lá portem-se e, se quiserem e puderem, façam lá pazes com os vossos inimigos. Não vão a lado nenhum às turras!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

4 Comentários

  1. I'm - há 8 meses

    Bom top, porém acho que se encaixava ai um “Triple H e CM Punk” quando formaram Tag pra combater com Miz e Truth.

  2. Anónimo - há 8 meses

    Makind e the rock

  3. RFBM - há 8 meses

    Bom Top Ten.

  4. José Pedro Almeida - há 8 meses

    Steve Austin & Triple H, os primeiros nomes que me vieram à cabeça quando vi o titulo e nem sequer estão presentes ahah

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador