Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #19 – Os inimigos do Vince

Sejam bem-vindos ao mês de Agosto e sejam bem-vindos a mais um Top Ten! As tensões têm aumentado entre Daniel Bryan e Vince McMahon que já nos deixa alguma água no bico para uma rivalidade daquelas à antiga com Vince a fazer a vida negra a alguém. A palavra-chave  aqui é “antiga” pois isto já aconteceu muitas vezes e talvez desse para fazer um Top maior que só 10, mas para já juntam-se aqui 10 nomes… 10 inimigos do velhote… 10 nomes que são tudo menos pequenos…

10 – Daniel Bryan

Fica aqui a inaugurar porque ainda está a aquecer. Confesso que estou mesmo à espera de uma feud dessas que me farão lembrar os  velhos dias de quando comecei a acompanhar o produto. Mas para já, ainda só parece estar em banho-maria. Vince a acusar um dos seus  maiores talentos de ser embaraçoso? A criticar o seu tamanho? A deitá-lo abaixo cara a cara? A perder do seu tempo para ir a TV para  lixar o homem do “Yes”? Sim, finalmente aconteceu… Vince percebeu o valor de Bryan…

9 – Bobby Lashley

Isto começou a partir de uma outra feud do Sr. McMahon com Donald Trump, que eu não incluí neste Top por querer envolver aqueles com  quem houve altercação física em ringue. A menção honrosa fica neste número – Donald Trump, grande amigo de Vince e agora Hall of  Famer, também teve uma rivalidade caricata com o Chairman da WWE. O velhote da carapinha escolheu Bobby Lashley para o representar e  foi a partir daí que Vince começou a fazer a vida negra ao agora lutador de MMA. Chegou mesmo a um dos pontos mais caricatos da  história – Vince McMahon como Campeão da ECW. Levou muitos combates Handicap e muita porradinha para que esta rivalidade acabasse.  Por esta altura pensava-se que Lashley ia ser mais enorme devido a este momento, mas ele lá encontrou as portas da TNA e perdeu-se  nos encantos de porrada mais a sério…

8 – CM Punk

Os primeiros ares foram pós-Pipebomb. Punk tratou-o como um tapete, obrigou-o a pedir desculpas por uma data de coisas e exigiu  gelados – que ainda não constam nos cartazes da Olá ou da Nestlé dos cafés a que vou, para muita desilusão minha. Isto porque Punk ia  ganhar o título, fugir com ele e embaraçar Vince ao exibir-se com o cinto noutros sítios. Tentou um “screwjob”, sem sucesso e, lá  quantas voltas isto deu, conseguimos ter um combate entre Triple H e Kevin Nash. Avançando um ano e pico para Punk no pique do seu  percurso Heel como Campeão e o velhote até o desafia para andar à porrada e mostra que ainda é tolo varrido. Talvez não tenha sido  muito bom para Punk, ser exposto como vulnerável a um velhote que já não está com muita capacidade para isso. Um banano a um fã na  bancada e está a credibilidade recuperada. Sonharia o Punk das indys enfrentar Mr. McMahon?

7 – John Cena

Lá atrás devem ser tudo menos rivais. Mas em ringue já tiveram as suas divergências, assim como as suas alianças. Entre as suas  “turras” contam-se os problemas que também envolviam CM Punk, a caminho do histórico Money in the Bank de 2011. E ainda mais antigo,  enquanto Vince se preparava para enfrentar Bret Hart na Wrestlemania XXVI – hmm… será que este constará neste Top… – quis armar  estrilho com Cena e enfrentou-o numa espécie de “Gauntlet Handicap” de regras confusas em que Vince tinha um parceiro diferente a  cada minuto para tentar derrubar Cena. Isto exemplos que saltem à cabeça porque pensando no menino de ouro da companhia e no vilão  maquiavélico, as rivalidades deviam ser uma a cada dois meses…

6 – Hulk Hogan

E daqui saiu o Mr. America que, através da sua parvoíce, até conseguiu ser das coisas mais divertidas a sair do Hulk Hogan – isso e quando ele disse que era o “right gay” nessa mesma altura. Mas não  deixou de ser parvo. Tudo a partir de uma interferência por parte de Vince num combate entre Hogan e The Rock por considerar que a  Hulkamania estava morta e por o considerar um traidor por partir para a WCW e testemunhar contra ele no escândalo dos esteróides, na  década de 90. Tudo se resolveria numa Street Fight na Wrestlemania XIX, onde Hogan venceria para não se retirar – porque ele ainda  era um jovem com muito para dar. Street Fight em Wrestlemania deveria representar uma feud bem azeda… E o Mr. America também fez  isto valer a pena…

5 – Ric Flair

E por falar em Street Fights… Outro senhor com quem Vince partilhou um ringue sob esta estipulação foi o Nature Boy. Pela altura da  conclusão da história da “Invasion”, Ric Flair seria proclamado como “co-owner” da companhia e daí sairiam as cabeçadas com Mr.  McMahon. Resolver isso à homem, numa Street Fight no Royal Rumble de 2002. Eventualmente a partilha da companhia se decidiria num  novo combate que Vince venceria com interferência de Brock Lesnar. Foi uma rivalidade quase tão amarga como a de Flair com o seu  casaco…

4 – Os próprios filhos

É claro que isto tinha que acontecer, o Vince é suficientemente doente para isso. O Shane, pronto, tudo bem. Era um moço crescidinho,  se quisesse andar à porrada com o pai, tudo bem, todos nós fazemos isso, não é verdade? E pronto, aconteceu por duas vezes, para ter  a certeza que a família McMahon era do mais funcional – e não é que os combates até eram qualquer coisa? Mas agora ser-nos vendido um  combate “I Quit” entre pai e filha no No Mercy de 2003, com a estipulação de quem perdesse abandonaria o seu cargo… Isto já me  parece um pouquinho mais estranho. Mas vá, não foi assim tão mau, só acabou com o Vince a estrangulá-la com um tubo…

3 – D-Generation X

Nos seus velhos dias em que gozavam com toda a gente, chegaram a ter também problemas com os “The Corporation”. Mas talvez não seja propriamente aí que a nossa memória esteja mais viva em relação a um conflito entre Vince e este grupo de indivíduos infantilóides.  Teremos que avançar alguns anos para 2006, para o meu tempo de mark. E, pela quaquilionésima vez – quem tenha lido banda desenhada do  Tio Patinhas conhece este número – menciono o quão mark era pela dupla. Começou por envolver problemas com Shawn Michaels que acabou  por dar num No Holds Barred na Wrestlemania XXII – não propriamente uma Street Fight, mas vai dar ao mesmo. Triple H também acabaria  por se desentender com o sogro. E não tardaria nada e estava a dupla a juntar-se de novo para feudar com o patrão e o seu filho. Daí  para a frente foi o frenesim: criancices, badalhoquices, trollanços, imitações, Spirit Squad, anões, estrume, churrascos, sangue,  traseiros ao léu, galos, “Suck It”, controlo do programa clandestino, vandalismo, HBK a perder mais de 30 anos de vida em mentalidade  e eu a ligar a TV no Raw todas as semanas para os ver. Nunca consigo esconder aqui o quanto adorava aquilo na altura e, a nível  pessoal até colocava isto na primeira posição, não fossem outras rivalidades históricas…

2 – Bret Hart

… Como esta, que já mencionei anteriormente. Que especulei a sua presença aqui, com um tom duvidoso. E com certeza que vos deixei a  pensar “será que entra?”, porque há caso para dúvidas. A rivalidade mais verdadeira que aqui se encontra. O homem que ergueu Vince  McMahon da mesa de comentadores e fez nascer a malvada personagem Mr. McMahon, dono da companhia. O homem que tinha altercações  físicas com ele e mandava-lhe uns quantos bitaites fortes para a televisão da altura. O homem que foi tramado na sua própria terra,  num episódio que não acho que valha a pena dizer o nome. Isto na altura fez de Hart o maior inimigo de Vince durante anos… Na  realidade. Se quisermos passar isto para o ringue, temos que avançar para 2010, para a Wrestlemania XXVI quando Bret finalmente se  vingou num combate contra o velho patrão num No Holds Barred – mas o velhote gosta de porrada dura… Em termos históricos, reais e  intensos, certamente ficaria com a primeira posição… Mas para esse lugar preferi considerar um outro indivíduo ujas altercações em  ringue marcaram uma era…

1 – Steve Austin

Creio que nem é preciso fazer qualquer menção acerca da rivalidade que representou a Attitude Era praticamente. Uma longa feud com  direito a momentos hilariantes e momentos sérios. Lá está, não é preciso dizer nada, as vossas memórias podem tomar conta do caso.  Longa e com muitas fases – quantas vezes ela reatou – e quando Stone Cold regressa esporadicamente é para armar estrilho com o seu  patrão. Os mais amargos dos rivais no seu tempo que, na verdade se traduzia como os melhores amigos devido à sua química e gosto em  trabalhar juntos. Talvez o tipo que Vince tenha mais gostado de ter como seu empregado e a quem quis dar a honra de lhe dar as mais  valentes sovas da sua vida… É claro que em primeiro lugar fica… STONE COLD! STONE COLD! STONE COLD!

E é este o Top Ten que tenho para vos apresentar que, como sempre, espero que tenha sido a vosso gosto. Estão à vontade para comentar  o tema e as posições – muitos podem considerar que a posição 1 devia pertencer a Bret Hart – ou até acrescentar outros casos que se  lembrem – eu mesmo lembro-me de Randy Orton e dos Legacy, mas fiquei apertado e indeciso com 10 posições. Tudo o que quiserem  apontar. Mas já sabem… Don’t cross the boss! Eu vou evitar fazer parecido para ver se volto a cá estar para a semana com novo tema.  Até lá fiquem bem e continuem a desfrutar do Verão.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

13 Comentários

  1. Miguel Silva - há 3 anos

    Muito bom top! Gostei de relembrar isto pois assim dá-me ainda mais esperanças para saber que o Daniel Bryan é a próxima grande estrela da WWE.
    E concordo com o 1 lugar, aquela feud foi ÉPICA!!

  2. Rubinho16@ - há 3 anos

    Excelente artigo!

    O número 7 deve ter sido o maior kayfabe de sempre xD

  3. Tibraco - há 3 anos

    Gostei bastante. Concordo com quase tudo mas tiveste que “forçar a barra” para incluir o Bryan nessa lista xD De resto, um artigo de excelente qualidade!

  4. BRRM - há 3 anos

    Bom artigo como sempre.
    A feud com o SCSA foi simplesmente épica e a feud com os DX, principalmente quando estes se disfarçam de Vince e Shane McMahon, foi bastante engraçada.

  5. BRYAN_PT - há 3 anos

    Bom artigo.

  6. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Como sempre um bom artigo!

    A “cuspidela de Bret a Vince é epica! podias fazer um top de cuspidelas…hehehehe!

    Parabéns pelo artigo!

  7. El Shaarawy92 - há 3 anos

    Bom artigo so fiquei a achar que o Orton merecia tar nessa lista!

  8. Rui Ribeiro - há 3 anos

    Bom artigo! Da todas essas rivalidades, as minhas favoritas foram com os DX e com “Stone Cold” Steve Austin! A 7 dá que pensar…

  9. danielLP21 - há 3 anos

    Não concordo com a presença do Cena. Não se pode dizer que eles tenham tido uma verdadeira “feud”… Trocava pelos Legacy.

    De resto, gosto bastante das tuas ironias, acho que acrescentam qualquer coisa ao artigo.

  10. Coisa - há 3 anos

    Quem faz os tops deve ter algo contra o Orton, fogo, o Orton foi dos que teve uma rivalidade mais a sério e metem cena’s neste top?

  11. Andre_ZiggyNation - há 3 anos

    É um artigo de qualidade boa e também de um certo humor..

    Não concordaria com o Bret em 1º..sem dúvida nenhuma que o grande Stone Cold foi o maior nemesis de sempre do tiozão Vince.

    Continua assim :)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador