Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #21 – As piores gimmicks de Tag Teams

Sejam todos bem-vindos a mais um Top Ten e introduzo com um pedido de desculpas pela minha ausência a semana passada e noutros compromissos que tenho para com este site. Muitos trabalhos escritos aos quais me dedico e ultimamente tenho estado estranhamente apertado em tempo para me dedicar a todos – tendo que me dedicar pelo menos a um numa semana. Espero poder retomar a minha actividade normal e espero que não tomem a mal – até o meu trabalho de júri se atrasou. Agora quanto ao artigo: o tema pode parecer-vos familiar.

À primeira pode parecer-vos que até ja fiz isto, mas não. Já listei os piores nomes… Mas nem sempre é no nome que reside o cancro de uma tag team… Com tanto indivíduo com más gimmicks, o que não falta também são equipas com paupérrimos temas! Algo que também podem achar é que sou um tipo com olho para ver o pior das coisas, porque faço muitos Tops “pior disto e daquilo”. Não digo que seja… Mas é muito mais divertido. E então com o anúncio da vinda dos “Los Matadores”… Será que dava para eu resistir? Vejamos se também será divertido recordar alguns destes cromos.

10 – Men on a Mission

We’re on a mission! Uma coisa era certa, os tipos eram populares e conseguiam boa reacção do público. Ver isto anos depois é que não pode ser com os mesmos olhos. Numa altura em que a coisa mais fixe que se podia fazer para atrair a atenção dos miúdos era um rap, e também numa altura em que ainda sobrava algum conservatorismo da década de 80, antes de entrarem na era da “trash TV” – onde se inclui a Attitude Era – em que se tentava sempre dar uma mensagem positiva aos pequenotes. Um anúncio foleiro a tentar ser “cool” com um rap mas a ficar apenas embaraçoso? Os Men on a Mission, compostos por Mable e Mo e o manager/rapper Oscar, eram exactamente isso. Com vinhetas que os mostravam nas ruas como se fossem gangsters… Com uns versos e uns movimentos que garantiam que eles não aguentariam nem 2 minutos num ambiente daqueles… Por onde o Viscera já andou…

9 – The Quebecers

Não eram uma má tag team, até tinham um trabalho em ringue bem sólido e tiveram um push razoável e feuds minimamente interessantes. Foi maior problema as personagens e a altura em que vieram. Em 1993 – tal como a equipa do número 10, com quem chegaram a rivalizar – ainda se vivia um patriotismo cego que ficava a roçar o xenofóbico, e com o tremendo push a Lex Luger, foi um frenesim de criar Heels que eram Heels por serem estrangeiros. Os Quebecers foram mais um exemplo de mau estereótipo de Canadianos, com vestes e sotaques exagerados, uma música de entrada cantada pelos próprios e claro… Muito ódio pela nação porque nesta altura, os EUA tinham todos contra eles. Já ganhar os títulos aos Steiner Brothers por desqualificação foi um pouquinho insípido, mas acho que a gimmick ainda era o pior…

8 – The American Males

Uma entrada familiar, porque já viram este horrível nome noutro lado. Sublinho o “horrível nome”, porque foi nesse mesmo Top que os incluí. Ou seja, não é só nome que é parvo – são machos Americanos, extremamente específico – ainda carregavam umas gimmicks horrendas. Supostamente, as suas personagens seria de uns machões valentes, autênticos garanhões, que conseguiam as mulheres todas que quisessem… No entanto parecia que tinham acabado de sair de uma “rave party” gay em algum bar com muito untz untz, fumos e lasers. E de qualquer maneira… Qualquer tag team que se apresente com aqueles cortes de cabelo e de suspensórios merece estar numa lista de “piores” de qualquer coisa que seja…

7 – Billy & Chuck

Darren Young fez história no wrestling recentemente, assumindo-se como homossexual. Foi muito bom para o wrestling, porque pode finalmente vender-se um lutador gay como alguém normal. E agora estão a dar-lhe um push para recompensar a sua coragem, para ficar com boa imagem perante o público e… para tentar limpar as porcarias que fizeram por esta altura. Billy Gunn e Chuck Palumbo, dois grandes lutadores, como um casal gay. Com direito a casamento e tudo. Foi tudo uma falcatrua, mas eles até pareciam estar a levar a brincadeira a sério. O problema? Até chegar a essa revelação, a equipa não passava de um muito fraco estereótipo da comunidade gay – algo que Darren Young veio corrigir. O pior disto tudo é ainda pensar na alcunha do Billy Gunn…

6 – 3-Minute Warning

Belo conceito. Eric Bischoff, senhor de grande importância que ele é, se estivesse aborrecido após 3 minutos, com um combate ou com um segmento qualquer, ele mandava vir dois macacos que vinham do público – que nem uns Shield – para destruir aquilo. “Bischoff is not entertained!” – poderia pensar-se. O nome “3-Minute Warning” acabou por sair daí mesmo, 3 minutos era o tempo limite antes de vir os dois brutamontes acabar com o “aborrecimento”. E era isso que eles faziam da vida. Para além de pensarmos em quem terá tido a ideia para esta brilhante “gimmick”… Se aquilo era uma “gimmick”… Temos que pensar como é que eles se dariam em alguns momentos mais recentes…

5 – The Heart Throbs

Também não sei dizer muito bem o que é que estes são, exactamente. Eram o Antonio e o Romeo, portanto já os nomes eram bons. Dançavam que nem tolos e até o Fandango lhes devia achar piada. E jobbavam que se fartavam. Devia ser essa a gimmick deles, bailarinos esquisitos que jobbavam para comer. Afinal até nem é assim tão mau, pensando bem…

4 – The Killer Bees

Já bem antiguinha e até foi notável. E conseguiu uma boa feud com os Hart Foundation. E havia uma certa piada no conceito da equipa mascarada que podia utilizar tácticas para enganar o árbitro – tipo “Twin Magic”. Mas o facto de escolherem abelhas como o conceito e até utilizar o seu padrão de cores, como se realmente de abelhas se tratassem, é que pode deixar alguma confusão e pode não ser do mais intimidador. Tudo por uma questão de sátira a uns atletas da NFL conhecidos como “Killer B’s” e até com notabilidade e sucesso, mas a equipa composta por Jim Brunzell e Brian Blair – grande amigo de Iron Sheik, como nós bem sabemos – era muito mais fixe se zumbisse…

3 – Super Destroyers

ECW quando ainda era Eastern Championship Wrestling… O que por lá passava até à chegada do Paul E. Dangerously, vindo da WCW. Assim que a companhia conseguiu chegar à TV, com o seu ainda paupérrimo produto, os Campeões de Tag Team da companhia eram dois indivíduos grandes conhecidos como os Super Destroyers, que eram dois tipos mascarados, conhecidos como Super Destroyer #1 e Super Destroyer #2. E a sua gimmick era a de… Dois tipos mascarados, conhecidos como Super Destroyer #1 e Super Destroyer #2. Horas de conferência para chegar a este ponto criativo – já para não falar na explosão de imaginação que era o nome. Eventualmente a equipa implodiria e teríamos um combate entre o Super Destroyer #1 e o Super Destroyer #2 em que não dava para perceber qual era qual. E quem perdesse era desmascarado. Lá o 1 ou o 2 ou o que fosse teve que remover a máscara para revelar… um gajo. Ah ECW, pelo que passaste antes de chegar àquilo que conhecemos…

2 – The Ding Dongs

Outros que já são conhecidos por estas bandas pelo seu genial nome. E claro que um nome destes só podia levar a uma fantástica personagem, como era o caso dos gajos todos revestidos e com campainhas. E enquanto um lutava, o outro no canto irritava toda a gente a tocar uma campainha. Porque era esse o conceito… “Ding Dong”… Campainhas… Perceberam?! Genial! Como é que isto não está no número 1?

1 – The Johnsons

Porque isto aconteceu! E, pelo nome… Não pensem no Dwayne. Pensem no pior que a palavra “Johnson” vos pode lembrar. TNA! Esta também teve assim umas coisas negras no seu início, antes de chegar onde chegou. E foi no seu primeiro PPV, em Junho de 2002 que fomos apresentados a uma tag team composta por dois irmão gémeos… Revestidos com fatos de latex que os fizesse parecer… Órgãos sexuais masculinos. Exactamente… Fecho este Top com chave de ouro e perdoem-me o directo calão, mas… Os “The Johnsons” eram uma Tag Team cuja gimmick era serem umas pilas. E mais não digo.

Pronto, uma curiosidade: Estes dois barrotes – peço imensa desculpa – acabariam por aparecer na WWE como os Gymini, protectores de Simon Dean. Se não se lembram deles, não faz mal, ninguém se lembra. O Simon Dean sempre foi o único que interessou.

E foi desta brilhante forma que fechei o Top Ten, espero que não tenham achado de muito mau gosto – mas não fui eu que inventei esta tag team! Agora estão à vontade para acrescentar exemplos de que vocês se lembrem, porque o que não deve faltar são equipas com gimmicks terríveis. Quiçá os Los Matadores venham a ser dignos de aqui constar, após estrearem. Podem também comentar quanto aos exemplos apresentados. Lembram-se desta gente toda? Para a semana, a ver se cá estou de novo, quero voltar à minha assiduidade. Até lá fiquem bem e aproveitem o resto do Verão que já não é assim tanto.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

10 Comentários

  1. ThaGr8One - há 3 anos

    O “pro-wrestling” passou por momentos tenebrosos, credo..

  2. don_ricardo_corleone - há 3 anos

    Eu até acho que Antonio e Romeo são bons nomes. Mas quem sou eu? Eu até gosto do conceito dos 3MB. LOL

  3. MaskedHeel - há 3 anos

    The Godwinns: P.I.G and H.O.G não era tão bizarro mas era um tanto qwuanto diferente enfim dava pra fazer um top 20,30.Bom trabalho

  4. therocker77 - há 3 anos

    uma equipa também que apesar de serem talentosos tinham um gimmick pateta era o jesse & festus, quando o jesse fazia o tag ao festus e ele passava de def a maluco no ringue era para rir. quanto a essa lista concordo em absoluto com as escohas, imaginar o viscera gangster…

  5. danielLP21 - há 3 anos

    Pobre Billy Gunn… Dos D-Generation X àquilo… As voltas que a via ( e uma carreira de Wrestling) dá…

  6. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Quebequers, são das minha equipas favoritas!:(

    Grande TOP!

  7. akujy - há 3 anos

    Eu acrescentava aí os Prime Time Players. Porque aquilo não tem ponta por onde se lhe pegue. Nunca teve. Mas é a minha opinião. Não é pelo outro ter saido do armário que vou passer a gostar deles. xD Nunca gostei, não vou começar a gostar agora. Infelizmente já os vejo a campeoes de Tag Team em não muito tempo. Enfim.

  8. Miguel Silva - há 3 anos

    Grande top!

  9. João Pinto - há 3 anos

    Toda a gente, oiçam a música dos The Heart Throbs

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador