Top Ten #28 – Mascotes do Wrestling

Altura para mais um Top Ten e sejam todos bem-vindos. Muita coisa se está a passar actualmente no wrestling e, pela altura em que este artigo sai, ainda se deve estar a ressacar de um Bound for Glory. Mas como ainda não tive qualquer acesso a ele devido à chata incapacidade de viajar no tempo, lá tenho que me entreter com outra coisa. E por falar em entreter, aqueles Los Matadores têm-se tornado notáveis. São bons em ringue, mas será que estão tão over como a sua mascote… O estimado El Torito? Muitas vezes calha às mascotes roubarem a atenção, outras vez são descontinuadas. Sim, porque já houveram muitas. Quer fossem animais, pessoas vestidas em fatos parvos ou outra coisa qualquer… Muita mascote já esteve ao lado do ringue no mundo do wrestling. Serão assim tantos? Apresento aqui dez e ainda sobram mais, ora vejam lá:

10 – Swagger Soaring Eagle

Primeira indicação de que não sabiam fazer com Jack Swagger? Colocá-lo com uma mascote de uma águia gigante atrás porque sim. Enorme indicação de que não sabiam nem queriam saber do que fazer com Chavo Guerrero? Era ele o pobre coitado que estava dentro daquele fato. Não durou muito tempo – porque será? – e Chavo estaria depois a ter uma breve rivalidade com essa mesma mascote, personagem facilmente esquecível da história recente da WWE. Olhando para o currículo de Chavo e atentando às más ideias… Entre isto e o Kerwin White, quem leva a taça?

9 – Chloe

E passamos de um marmanjo num fato ridículo para um animal a sério. E um animalzinho adorável para caramba. Quem também era adorável era quem a carregava e talvez se lembrem dos tempos em que Torrie Wilson ia para o ringue acompanhada de uma cachorrinha a que chamava Chloe que estava lá só para ser fofa ou para atrapalhar – enquanto era fofa na mesma. A especialidade desta cadelinha é que ela tinha direito ao seu próprio perfil no roster oficial da WWE, algo que me fascinava. E olha, fazia melhor figura que muitos! Quem também gostava muito de Chloe era o Jerry Lawler porque… PUPPIES!

8 – Head

Bem, se já tivemos um indivíduo vestido de mascote e um animal a sério, o que é que falta? Exacto, falta um objecto inanimado. Inanimado, dizemos nós, mas dissessem isso ao esquizofrénico Al Snow que ele contestava, pois tinha ele ali naquela cabeça uma grande mascote ou um manager ou um companheiro de vida ou sabe-se lá que mais ele viria ali. Das “personagens” mais caricatas na história do wrestling e uma das mais subvalorizadas protagonistas da Attitude Era. Por vezes estava mais over que o próprio Al Snow, como se notou no seu recente regresso, no Bound for Glory do ano passado. Podem não considerar bem isto uma mascote, mas a meu ver é uma mascote com mais propósito e eficácia que muitos outros que aqui constam. Head para sempre!

7 – Pepé

Pronto, se já falámos em objectos inanimados e já falamos no Chavo Guerrero… Porque não fundi-los? Muito bem, recue-se então até aos tempos de novato de Chavo Guerrero na WCW em que o mau tratamento por parte de Eddie o levou a perder a cabeça e a… fixar-se num cavalo de pau a quem chamava de Pepé. O que ele galopava até ao ringue naquele cavalito falso que ele tanto estimava. Porque realmente não dava lá muito jeito levar um cavalo para o ringue e mantê-lo lá todas as semanas a servir de mascote, um de madeira deve ser mais prático… E mais cómico também. Acho que é caso para dizer que o Chavo já passou por tudo em que se possa imaginar… E mais algum que não se imagine sequer…

6 – El Torito

O nosso mais recente amigo. Tem vindo a ter presença assídua na programação da WWE, acompanhando os Los Matadores que têm feito a vida negra aos 3MB. Quer pela entrada como pela atitude nos combates e pelo seu atletismo… Rouba a atenção e acaba por ser a estrela do grupo. Já tem vários fãs – como é o caso do acérrimo JBL – e também já deu para ver que o pequenote luta de caramba, pelo menos atlético é ele. Que futuro podemos antever para este Giant González miniatura? – bem visto por parte de Michael Cole…

5 – Frankie

Um papagaio, ou seja, um animal que se pode treinar para falar. Talvez desse para o treinar a dar promos que ainda as dava melhor que muitos. E se calhar lembrava-se melhor que o Randy Orton. No entanto, não arriscaram esse acto – seria lindo – e era apenas a mascote que Koko B. Ware levava ao ringue, juntamente com o seu equipamento que tinha mais cores que a própria penugem do Frankie. Só fica uma dúvida… Frankie também é um Hall of Famer ou foi só o Koko que foi lá parar por alguma razão que ninguém sabe…

4 – The Dragon

Passamos para um animal um pouco mais ofensivo que um papagaio. E que partilhava o nome com o seu dono, Ricky “The Dragon” Steamboat e que tinha o doentio de prazer de acagaçar adversários e o público pelo simples facto de ser um temível e não muito manso réptil, cuja segurança naquela arena não era muito garantida. Não acompanhou a carreira toda de Steamboat, afinal para que é que ele precisava de um outro “dragão” quando ele já era o dragão ali? Mas ainda chegou a ser domado pelo Hall of Famer e a ter um duelo com um outro réptil que veremos mais à frente…

3 – Matilda

Segunda cadela a entrar na lista. E se já tivemos o “The Dragon” a ser representado pela seu meio “dragão” e um senhor que também constará na lista bem representado por um animal relacionado consigo… Porque não termos Bulldogs representados por um bulldog a sério? Apesar de eu não concordar que Matilda seja o melhor nome para se dar a um cão, a bicha ainda andou a acompanhar os British Bulldogs, apoiando Davey Boy Smith e Dynamite Kid e chegando mesmo a ser raptado pelos Islanders. Uma mascote mais comum que muitos de nós também temos, mas quando faz parte dos British Bulldogs já é outra coisa…

2 – Damien

Não, não é o Sandow. Mas conseguiu tanta ou mais fama no seu tempo quanto ele agora. Quem se lembra do lendário Jake “The Snake” Roberts, lembra-se também com certeza do seu melhor amigo que costumava enrolar ao pescoço… Damien, uma assustadora serpente que dava juz ao seu nickname de “Snake”. Um verdadeiro perigo de se ter ali ao pé do ringue e o que não deviam faltar era adversários cheios de medo de trabalhar com Jake, temendo ter que trabalhar um segmento com aquele bicho. Jake é uma grande lenda, mas Damien ainda partilha bastante da sua fama. Por mim introduziam-se os dois no Hall of Fame separadamente…

1 – Gobbledy Gooker

Lenda! Quem não se lembra do fantástico Gobbledy Gooker e da sua inesquecível estreia no Survivor Series? Melhor estreia naquela noite, muito mais promissor que aquele gajo que andava lá a fazer que estava morto e que acho que não foi a lado nenhum. Já que tanto se falou em Chavo, pode dizer-se que isto já é um mal de família, pois afinal foi o desgraçado do Hector Guerrero que atafulharam naquele fato. Tecnicamente… Ele não era a mascote de ninguém, ninguém o levava ao ringue. Mas… o que é suposto eu considerar isto? Por mim é uma mascote de si mesmo. Ou então a sua própria categoria, um Gobbledy Gooker. E coloquei-o na primeira posição porque… Dá para incluí-lo nalgum Top sem ser no topo?

E assim se completa o Top Ten desta semana, que espero que tenham gostado e que não tenham levado a mal que viesse para aqui falar de mascotes e animais de estimação. Podia falar do meu cão e dos tremendos combates que tenho com ele, que ele ganha sempre por submissão, mas isso sim já fugia um pouco ao assunto. Agora é a vossa vez de comentar e recordar todas estas personagens e acrescentar alguma que vos suba à mente que não conste aqui. É o ritual do costume e que é para ser repetido na próxima semana. Até lá, fiquem bem e um bom Bound for Glory a todos.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

6 Comentários

  1. NuggetDePapel - há 3 anos

    Faltou o Little Jimmy

    • CmPunk_Cult.Of.Personality - há 3 anos

      Acho que ele procurou colocar apenas mascotes visíveis para todas as pessoas,… como apenas o R-Truth vê o Little Jimmy, nem vale a pena colocar xD

  2. Kauê Souza - há 3 anos

    Muito bom seu Top Ten, na próxima semana, faz um com as Divas principais da WWE ou os piores WWE Championship.

  3. Eugen3 - há 3 anos

    Eu até me esqueço que estou a ler um Top Ten, e nem sequer me importo de não conhecer algumas personagens, só pela escrita vale a pena.
    Parabéns.

  4. Coisa - há 3 anos

    Podias ter realçado a mordidela da Damien em direto a um oponente do Roberts, resta saber se a mordidela foi verdadeira…

  5. don_ricardo_corlone - há 3 anos

    Isto das mascotes não serve para nada. E que me desculpem os fãs e o próprio Torito, que já vi que sabe mexer-se, o que é dificil para um anão, mas tem que isto leve a um regresso do Hornswoggle e um feud entre ambos.
    E já agora, falta o Hornswoggle, afinal de contas ele foi a mascote do Finlay durante um bom tempo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador