Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #60 – Os menos afortunados do Money In The Bank

Começa mais uma semana, passou mais um Money in the Bank, e eu aqui para vos dar mais um Top Ten! Money in the Bank é, realmente, o tema mais quente actualmente e com certeza que está a dar muito que falar… Quaisquer que tenham sido os resultados. Escrevo isto muito antes de saber. Mas de uma coisa temos a certeza: os dois combates de escada estavam bem compostos em termos de competidores. Porque olhando para anos passados… Nem sempre se via estrelato a trepar escadotes para ganhar um campeonato Mundial garantido.

Aqui neste Top Ten olho a isso mesmo: dez mancebos que já passaram pelo combate “Money in the Bank”, mas que agora mal os vemos a ter “money in the bank” sequer…

10 – Santino Marella

O pecado que se ia cometer é aquele que se esperava e que cometem sempre: Santino não ia ser um competidor sério neste tipo de combate. Até medo de subir as escadas tinha. Mas é o que acontece sempre. Vem ali alguma altura do ano em que o tentam vender como um midcarder credível e dão-lhe coisas destas, por vezes até títulos se quiserem mesmo desperdiçar um cinto. Por esta altura, era candidato a vencer uma mala que o podia beneficiar na hora de se querer tornar Campeão Mundial. Levante a mão quem gostava mesmo de ver isso…

9 – Ted DiBiase Jr.

No seu tempo, foi um midcarder credível. Já um legítimo Campeão de Tag Team, aventurou-se na carreira a solo, atraindo alguma atenção com uma gimmick herdada de seu pai e até o “Million Dollar Championship”. E se não se olhasse para ele, ao menos que se olhasse para a Maryse. Mas foi sol de pouca dura, não tardava nada e era jobber e servo de Cody Rhodes. Uma Face Turn alterou-lhe a personagem, mas não tanto a relevância daí que uma lesão o apagasse dos mapas para que o seu regresso fosse esquecido, adiado e com pouca faísca quando realmente aconteceu. Se não tivesse acontecido era exactamente igual, tamanha foi a velocidade com que ele voltou a desaparecer. Já não integra o plantel da WWE, como seja de se constar, mas teve aquele amostra de trajecto no midcard que o permitiu competir no combate “Money in the Bank”, que valeu à Maryse roubar a atenção num spot. Duvido que se visse o recente DiBiase como um legítimo Mr. Money in the Bank. Caramba, não se via DiBiase sequer…

8 – Fandango

Este é daqueles exemplos que escrevo e insiro aqui com muita pena. Já todos devem ter percebido que sou grande fã do alegre e excêntrico bailarino, desde os tempos em que ele era o… alegre e excêntrico Johnny Curtis. E sempre estive entusiasmado com a sua nova personagem. Entusiasmadíssimo com o seu push inicial em plena Wrestlemania. Radiante quando o vi a ser lutador legítimo para o combate Money in the Bank e onde ainda conseguiu roubar uns spots jeitosos. Lá se foi o meu entusiasmo quando o deixaram cair e agora não o conseguem vender como um bom midcarder e apenas transmitem a ideia de ser um disparate considerá-lo para um combate por uma mala que garanta uma oportunidade ao grande título. Esta gente tem que se aperceber que podem haver personagens “flashy” e engraçadas sem ser em dance-offs e desperdícios de tempo… Sempre foi assim antes…

7 – Vladimir Kozlov

Não é surpresa nenhuma. Vladimir Kozlov, no seu auge, esteve em todo o lado. Participou em Elimination Chambers, foi candidato ao título da WWE, derrotava o Undertaker no Smackdown e tinha feud com o Triple H. Pelo meio também ia ter a oportunidade de competir por uma mala que lhe garantisse um título Mundial. Para a altura, até é algo muito evidente, de esperar e até é um passo lógico, se não tinha lugar num main event ou numa feud própria desse PPV. A questão é mesmo a retrospectiva. Hoje em dia, mal nos lembramos de Kozlov e a nossa primeira memória arrisca-se a ser a dançar com o Santino ou a não conseguir saltar por cima das cordas. Foi a muitos sítios muito depressa… E tão depressa de lá saiu…

6 – Justin Gabriel

Da lista de elite da WWE. Do grupo dos “onde é que ele anda?”, que muitas vezes flui com o grupo do “Ainda está lá?”. E está, é visto de quando em vez no NXT, porque de resto… Não há nada para o Justin. E que suspire ele de alívio por não ter feito parte do molhe de despedidos que cometeram o erro de atender o telefone há coisa de um par de semanas ou mais. Não há nada para o Justin, mas já houve. Já houve três títulos de equipas, os Nexus e os Corre. E, claro, uma entrada num combate para determinar um novo Mr. Money in the Bank, em 2011, ano em que esse PPV se tornou histórico por razões não relacionadas com os combates Ladder. É um indivíduo muito bom para combates que peçam spots mais doidos… Mas não tem calibre para ficar com a mala para si. Alguém imagina Gabriel a caminhar por aí como candidato ao título Mundial, com uma oportunidade de ouro? Imaginam-no, sequer, a caminhar por aí?

5 – Evan Bourne

E por falar na extensa lista de lutadores que já foram à sua vidinha com as trouxas… Evan Bourne também era daqueles que era preciso verificar para ter a certeza que ele ainda lá estava… Desde a sua suspensão-que-se-tornou-lesão-séria que não voltou a aparecer… O que faz passar dois anos desde que vimos Evan Bourne num ecrã da WWE! Mas teve os seus momentos, na sua passagem, quando não estava a jobbar. Foi Campeão de equipas com Kofi Kingston – uma tag team de spotfests – e aproveitou esse seu estatuto de “momento OMG andante” para ir ao combate Money in the Bank e fazer das dele – leia-se, Shooting Star Press de cima da mais alta escada para um monte de corpos de homens. Mas a ideia de Bourne a Campeão Mundial é capaz de ser mais cómica que o que devia ser. E dois anos depois sem o ver ainda se torna mais caricato imaginá-lo com uma mala. E conhecendo os seus maus hábitos que já lhe valeram duas suspensões… Quem sabe o que ia andar por dentro daquela mala…

4 – Heath Slater

ONE MAN BAND, BAYBEEEEH!! Ainda em negação e luto com o fim dos 3MB – aquela maldita lista dos despedidos – já estou a entrar na fase de reflexão e aceitação em que me lembro que Heath Slater já teve uma cómica carreira a solo antes dos 3MB – e os mesmos três títulos de equipa que Justin Gabriel. E pode embarcar numa agora… Em que possa voltar a ser um competidor legítimo para o Money in the Bank, onde ele já competiu sem obter frutos. A imagem de Slater a cantar a pulmão cheio enquanto carrega uma mala que nos dá a possibilidade de um dia podermos dizer com confiança, “the WWE World Heavyweight Champion, Heath Slater” é demasiado boa para se ignorar. Que se eleve deste estatuto de jobber da casa, capaz de jobbar para jobbers, para objectos e contra alguma lei qualquer… Contra si mesmo, de alguma forma. Slater para Mr. Money in the Bank!

3 – Sin Cara

Olha este! Em termos de “falhanço”, “irrelevância” ou, entrando nuns campos mais maléficos e inventores de palavras… “Nabice”… Não há pai para o Sin Cara e ele podia constar em muitos Tops. Apresentado como um promissor Superstar Mexicano fenomenal… Mostrou ter um estilo incompatível com os restantes, não ter capacidade de comunicação com os seus colegas e de ter uma bela colecção de botches. Mas já constou no combate Money in the Bank também… Onde mal durou, por ter andado a fazer asneiras pouco antes. Foi logo ao entrar que Sheamus o arremessou por uma escada dentro, para o arrumar e deixá-lo de “baixa” por um tempo coincidente aos tempos de suspensão. Chegou, fez asneiras e espatifou-se. Uma bela representação da sua carreira, em pleno Money in the Bank…

2 – Alex Riley

Então aquele comentador que vemos frequentemente nos Pré-shows já andou nesta vida? Andou e parecia que ia longe. Colocado over por um ex-Campeão da WWE e ex-headliner de Wrestlemania, Alex Riley captou a atenção de muitos e parecia preparar-se para ser um Superstar imparável. Vieram as oportunidades básicas como shots ao título dos Estados Unidos ou, como neste caso, participação no combate Money in the Bank. Depois vieram as asneiras, a queda, o jobbing, o desaparecimento e Riley viu o seu nome escrito em letrinhas pequeninas num rodapé do plantel. Podia sempre ir bebendo umas gasosas com o JTG, o Yoshi Tatsu e o Curt Hawkins. Enumerei nomes tão enterrados que já lá não estão, como sobrevive Riley? Arranjando um emprego novo, como é o caso, agora que é comentador e analista. Não é essa a posição mais comum para vermos futuros Mr. Money in the Banks, pois não?…

1 – Damien Sandow

Tem que haver uma boa razão para este pobre desgraçado estar guardado para a primeira posição. É que, não só ele já competiu pela mala… Como já ganhou a maldita sacana! E vejam onde ele está agora. Vejam quem ele é agora… Nem ele sabe, tão indeciso ele está a cada semana que aparece com um traje diferente, a interpretar alguma parva personagem e a deixar-nos a questionar quando é que aparece a interpretar o “desempregado”, o que já deve estar para breve. E sim, ele já foi um candidato legítimo ao título Mundial. Ele autointitulava-se o “Uncrowned World Heavyweight Champion”. Nós queríamos e acreditávamos que ele podia ser Campeão! E foi o que se viu. Viram o estado em que estão todos os outros integrantes do combate, mas algo é grave e digno de primeira posição, quando alguém está no estado em que Damien Sandow está… Após já ter sido Mr. Money in the Bank…

Com estes dez desgraçados atrás de uma mala para ver se ganham alguma coisa da vida, completo a lista e concluo o artigo, com o habitual paleio de que agora a palavra é vossa. E é mesmo. Manifestem-se quanto ao tema e quanto a cada um destes indivíduos, à sua posição actual e o que acham de tal, ao que merecem e ao que mereciam na altura em que os inseriram em tal competição. Acrescentem outros casos que considerem semelhantes a este e que não constem aqui, façam o que vos apetecer. Também planeio voltar a ter palavra para vos passar na próxima semana, se nada me impedir de voltar com novo assunto. Até lá, tudo de bom para todos e um bom Mundial a todos, mesmo com Portugal a chuchar e a ver de fora… Pensavam eles que podiam ganhar uma mala que pudessem trocar pela copa, mas não funciona assim, agora chorem. Boa sorte aos nossos leitores Brasileiros, então. Fiquem bem e até à próxima semana.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

13 Comentários

  1. JoãoRkNO ® - há 2 anos

    Fantástico .

  2. NickSombra - há 2 anos

    ótimo artigo,mas, aquele que mais decaiu(pra min) foi o riley que nos primeiros combates lutava genialmente e agora se tornou um mero comentarista.

  3. kidwonder - há 2 anos

    e adivinhem quem enterrou o pobre sandow… JOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOHN CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEENA!

    • Marcio - há 2 anos

      tavas la para ver ke foi o cena ke o enterrou?? nao fales de factos ke nao sabes! so falam é do cena cena cena,pode custar a engolir mas ele é a cara dakilo e ponto final..nao merece mais ke os outros nem é melhor do ke os outros mas trabalha pa caraças ali dentro e isso é mais ke sabido

  4. YO - há 2 anos

    Menção honrosa: nós ontem a noite,graças ao “melhor WWE champion da história”(Michael Cole) John “boring” Cena.

  5. MicaelDuarte - há 2 anos

    Bom trabalho, Chris JRM.

  6. Allweneedislove - há 2 anos

    John Cena a enterrar talentos desde 2002.

  7. 434 Days - há 2 anos

    O Nº1 teve o infeliz acaso de entrar na escola de enterros de John Cena.

  8. John_3:16 - há 2 anos

    Grande artigo parabéns.

  9. BNB - há 2 anos

    Exceptuando o Sandow que ja venceu (e que raiva que ele me deu ao tirar a vitoria e o momento ao Cody!) com toda a justiça a mala dos 9 restantes vejo alguns nomes que tinham todas as condições e mais algumas para ser mr.mitb a meu ver:

    Santino – Nao tem qualquer condição de ser um mr.mitb credivel. Eu nao digo que ele nao tem talento porque o tem e demonstrou-o numa tal Elimination Chamber por exemplo. O problema é que o personagem atingiu um nivel de comedia e de descridibilizaçao absolutamente impensavel e impossivel para um futuro campeao mundial. E sinceramente após tanto tempo acho que nem uma mudança radical nele poderia remediar todos estes anos em que Santino foi o palhaço de serviço da wwe.

    Dibiase – Este vejo-o perfeitamente com uma mala, tem talento e qualidade para tal e o tempo em que nao foi credivel nao foi assim tanto como para o excluir para sempre a meu ver claro. Teve tempos dominantes tanto na Legacy como a solo e na maioria do tempo em que foi jobbe foram mais as vezes em que nao apareceu que aquelas que jobbou dai um regresso com um bom push e acredito que ele iria corresponder com qualidade porque essa nao lhe falta.

    Fandango – Já vi como um potencial mr.mitb ainda que considerasse que a personagem iria necessitar de uns retoques caso isso realmente acontecesse. Hoje é impensavel porque a wwe descredibilizou-o completamente nestes ultimos tempos e tirou-lhe todo o impacto que este tinha. Quem sabe aquela lesao que lhe tirou um titulo tenha mudado o seu destino. No entanto nao me parece totalmente impossivel que o homem que venceu o Y2J na wrestlemania nao fosse voltar ser credivel. Convem que a wwe pense nisso enquanto é tempo.

    Vladimir Kozlov – Este é daqueles que se divide em dois: O Kozlov antes de Santino e o Kozlov depois de Santino. O primeiro era uma ameaça, um candidato credivel e levado a serio e a meu ver faria sentido como mr.mitb naquela epoca. Depois de Santino é dificil voltar a levar este homem a serio. Nao digo que seja um caso tao irremediavel como o do Santino mas pelo menos eu nao conseguiria voltar a vê-lo como candidato credivel a titulos principais.

    Gabriel e Bourne – Estes dois falo em conjunto. Nunca os vi como candidatos a vencer a mala nem antes nem depois de perderem o push. Sempre os vi mais como superstars interessantes para o midcard ou para a divisao de tag team e para os spots mas sem a tal coisa que um mr.mitb precisa.

    Slatter – A este tb nunca consegui ver como mr.mitb. No maximo dos maximos serve para midcard e mesmo ai nao é indiscutivel. E depois claro depois dos 3MB parece-me que este individuo ser portador da mala do dinheiro seria a coisa mais estranha da wwe.

    Sin Cara – Outro que nunca com condições para isso. Provavelmente apenas na estreia: novo rey misterio e tal… durou pouco e a minha opiniao mudou completamente. É como o Gabriel e o Bourne serve para midcard e divisao de tag team e para abrilhantar combates.

    A-RY – Este eu continuo a achar que tem todas as condiçoes para singrar. No fundo a sua imagem nao foi tao denegrido pois ele foram mais as vezes que nao apareceu que aquelas que jobbou. A-RY era unico, irreverente e o publico adorava-o e a culpa de ele estar onde está é do Cena e ele ate estava para voltar a ter uma oportunidade mas o Cena arruinou-o de novo. Eu continuo a ver Riley como um superstar com futuro, basta tirarem-no dos comentarios talvez aproveitando para iniciar uma rivalidade com alguem que o publico odeia um pouco à imagem de Y2J e JBL e como o publico gosta dele naturalmente nao me parece dificil o regresso de A-RY.

    Sandow – Sineramente vejo mais o Kofi Kingston nesta lista do que o Sandow. ok o Sandow nao tem estado nos seus melhores tempos, mas o Barrett antes de ir de ferias tambem estava a ser humilhado e olhem como ele esta agora! O Sandow pelo menos chegou a ser credivel e pode voltar a ser. O Kofi para mim nunca o foi e nunca o vejo como vencedor de nada que nao seja um titulo secundario de transiçao.

  10. Henrique YES! - há 2 anos

    FANTÁSTICO, ABSOLUTAMENTE FANTÁSTICO….
    Há já muito tempo que esperava um Top Ten sobre este tema, concordo plenamente com as tuas escolhas, mas sem dúvida o que mete mais pena é o Sandow, pobre Sandow…
    Mais uma vez parabéns pelo artigo… ;)

  11. Rodrigo Neves - há 2 anos

    John ” Enterra Talentos ” Cena

  12. Hildo - há 2 anos

    Excelente artigo, Muito bom mesmo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador