Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Top Ten #88 – Jeff-Hardyzices

Bem-vindos a mais uma edição semanal do Top Ten e espero que estejam todos a sentir-se melhores que o Jeff Hardy. Mesmo que já tenha sido há umas semanas, foi na edição desta semana do Lockdown que vimos Jeff Hardy tornar a fazer uma das suas que até faz um gajo virar a vista mas ficando obrigado a ver repetidamente. Coisas que normalmente acabam com carreiras, Jeff Hardy fez carreira com essas.

Antes do mais, pode já adiantar-se que a TNA passará pelo Reino Unido brevemente e Jeff Hardy ainda não está ileso para ir. Logo é aquela altura do ano em que lhe escrevem alguma história que o tire do ecrã. Desta vez calhou ser ele quase a matar-se, pronto, é diferente. E é do tipo de coisas que ele já devia estar a concordar antes de acabarem a sugestão ou que tenha sido ele próprio a sugerir. A verdade é que ele já bem se fartou de fazer destas. Olhem só para estes dez momentos e depois deitem-se um bocado para recuperar, porque há algumas que dói só de ver.

10 – Dixieland!

http://youtu.be/kCSz_RPl_TM

Um combate com uma má premissa de tentativa de inovação a envolver jaulas e escadas e uma estrutura de combate confusa. Tinha o título Mundial da companhia em jogo e via Hardy a disputar o cinto vago com Magnus. Ora, escadas e jaulas num só combate não é boa ideia, para Jeff Hardy deve ser uma ideia brilhante só porque ele pode preparar alguma. Desta vez aqui precisou de um empurrãozinho – literal – de Rockstar Spud para evitar que este conquistasse o cinto. E vai Hardy da escada abaixo contra… o chão. Nada de mesas ou corpos a amortecer, directo ao chão. Se quiser ser um céptico a questionar toda a veracidade desta modalidade, nem vou dizer que o chão era acolchoado, vou logo falar em ilusões ópticas: a escada era baixinha.

9 – O amor por CM Punk

http://youtu.be/yIsmNYId0wE

Eu se calhar até já fazia “walk out” depois desta, isto não é vida com condições para andar a levar com gajos encima a vir do céu. Mas Punk ainda aguentou uns anos desde que viu o seu repouso na sempre segura mesa dos comentadores Mexicanos ser interrompido por uma Swanton Bomb de Jeff Hardy, que vinha do topo de uma escada que nem era das mais baixinhas e que se calhar já era alta demais para usarem em casa para mudar uma lâmpada. Aqui doeu para todos. Se disserem a Jeff Hardy que existem formas de magoar o adversário sem causar danos a si próprio, ele deve ficar a olhar com cara de muito confuso.

8 – Peso e gravidade para que vos quero

No Mercy 1999. Edge & Christian emancipavam-se de Gangrel e tornavam-se Faces. Gangrel introduz os seus novos vampiros para a “Brood” e tratavam-se, nada mais nada menos, do que uns jovens irmãos Hardy. Equipas enfrentam-se num combate “Ladder” e começa aqui uma lenda à custa destes dois pares. Agora reza a história – de acordo com o próprio Jeff – que no momento em que este retira o cinto para vencer, este encontrava-se preso e obrigou Hardy a utilizar todo o seu peso ao atirar-se da escada abaixo para que o cinto saísse. O certo é que olhamos para o spot e… Ele já estava com o cinto na mão quando decide atirar-se como se tivesse sido atingido por um relâmpago. Estará o Jeff Hardy a dar-nos baile só para não dizer que ele se atirou daquela altura só porque ele é o Jeff Freakin’ Hardy?

7 – Os outros amigos que fizeram história

http://youtu.be/yFYwopUlqoQ

Se já os E&C entraram na festa, faltam os outros que se divertem mais a pôr a mesa. Os nossos velhos amigos Dudleys. O que lhes quebra aqui o hábito é que são normalmente os veteranos da ECW a pôr a mesa para depois servir um adversário por ela dentro. Aqui não. Aqui o D-Von era o prato e Jeff Hardy é que não viu qualquer problema, risco ou perigo em subir à varanda da bancada e fazer de lá uma Swanton Bomb das suas para fazer D-Von provar um pouco da sua própria sopa. E se o público já gosta de ver maluquices destas no ringue, quanto mais à beira deles!

6 – Pionés aleijam. Especialmente aí.

http://youtu.be/w2E404lCrew

Longo historial de combates “Monster’s Ball” com Abyss e Jeff Hardy. Sem ter que ir muito longe, os desgraçados já estiveram às voltas com um, ainda agora, há um par de semanas. E também não é preciso ir muito longe para ir buscar este momento. Em termos de tempo, talvez se tenha que vasculhar um pouco em termos de exposição. Temos que recorrer aos despercebidos “One Night Only” e ver o confuso card do “#OldSchool” – com tanta coisa tão old school como o EC3… que estava lá – para ver que eles já brincavam aos combates violentos mais uma vez. E, como Abyss bem gosta de fazer, vão-se buscar pionés como se fosse essa a sua utilidade. Chokeslam a Hardy para os deslocados utensílios de escritório. A parte especial? Hardy nem quer saber como cai, vai de cabeça e temos a horrenda imagem de pionés enterrados atrás, no crânio. Se ele já não era fino antes…

5 – Mais amor para o Orton

http://youtu.be/gU4ZNt_I-Zg

É uma constante no “Charismatic Enigma”. Se há um gajo que ele não gosta nadinha, ele tem como lhe fazer a folha à sua própria maneira. Aponta para ele e diz-lhe “Odeio-te tanto que quando for para te fazer a Swanton Bomb, vou fazer de um sítio mais alto para ter a certeza que me rebento todo ainda mais.” Quanto mais detesta o gajo, mais ele sobe. Torna-se extra-engraçado dizer as coisas desta forma quando ele está mesmo a subir cada vez mais na estrutura ao pé do palco. O estupor ainda por cima nunca está satisfeito! Quando ele acha que já é suficientemente perigoso, lá vai ele achar que voa e partir o Randy Orton a meio. Ou ele mesmo. Quem estourar primeiro.

4 – A suavidade dos degraus

http://youtu.be/5nFzv5WaNAM

Nem sempre o assunto é a altura. Nem sempre tem que acertar no adversário para ser uma Swanton daquelas. Nem sempre que ele vai para fazer uma manobra destas ele deve pensar a 100% que é uma boa ideia. OK, quanto a esta última é que já não sei. Mais um caso recente e foi a tentar retirar o título a Lashley, num combate de elevada qualidade. Hardy recorre às suas tácticas e está pronto para introduzir a Swanton a Lashley enquanto este repousa nos degraus. Mas este não está lá para isso e levanta-se, deixando Hardy embater com um grotesco baque morto que até nos faz levar a mãos às costas como se fossemos nós os tolos. Se isso lhe causou problemas? Julgando pela forma como prosseguiu e pela forma como ele continuou como se nada fosse, tal e qual como o fizera em toda a sua carreira… É capaz de se poder dizer que os pobres degraus foram os que mais sofreram.

3 – Aquele Spear!

http://youtu.be/IrjjlXdO39s

Tinha que aqui estar, aquele momento histórico. E como já se falou na história que esta gangada escreveu, há vários episódios disto. Mas claro está, que para o tango são precisos dois. Também há um outro indivíduo que se atira de cabeça e ainda faz questão de ir bater com ela no chão – não foi directamente, o corpo caiu primeiro, mas já se atordoa bastante com menos. Mas Jeff Hardy não deve ter tido qualquer problema em oferecer-se para ser o outro membro da dança e é ele que leva com aquele que possivelmente se verá como o melhor Spear de sempre. Tinha que ser um que acontecesse uns metros acima do chão, claro. E com o Jeff a querer partir as costas no processo, também.

2 – Escadas não são para isso

http://youtu.be/0q1XqW3Ta7E

Sim, ele subiu-a e elas realmente são para isso. Normalmente também são para se descer, não para se atirar, os degraus funcionam nas duas direcções. E lembram-se de eu ter dito que são precisos dois para o tango, ainda na entrada anterior? Pronto, nesta são os mesmos a querer dançar outra vez, uns anos depois, com papéis invertidos. Agora foi a vez de Edge sofrer mais ao levar um bump que já doía de ver antes e só dói ainda mais agora que compreendemos a sua reforma e tudo o que a causou. E tudo porquê? Porque o Sr. Hardy achou engraçado atirar-se de uma escada abaixo, para cima do pobre Edge, que repousava encima de outra escada. Essa é que não é a utilidade delas. Agora a utilidade das vénias… Essa aí acho que a estou a executar bem.

1 – “Tentem isto em casa”, com Jeff Hardy

http://youtu.be/hpjqkT_zc1Y

Se estavam a acompanhar o decorrer desta contagem e viam que o momento desta passada semana, que deu ideia para o Top Ten não estava a comparecer, podiam estar a estranhar. De doidos? Se calhar, tal é porque achei esse bump tão grotesco que foi directo para a primeira posição. Se os fãs que assistiam às gravações do Lockdown ao vivo já se exaltaram quando o viram a cair de virilhas no cimo da porta da jaula, porque achavam que já não ficava pior que isso, bem que tinham mais com que se pasmar. Após um golpe de James Storm com uma cowbell – “MORE COWBELL!” – este cai daquela altura… Encima dos duros degraus, embatendo em peso morto numa posição perigosa, preocupando toda aquela plateia que, no entanto, não resistiu aos cânticos. Legítima preocupação com o estado de Jeff Hardy e justifica-se. Algo tão feio, que deu tanto que falar pela imprensa fora e que podia ter sido muito pior ainda. E a esta altura, quando ele já anda há quase duas décadas a fazer disto. É que ele até pode estar extremamente bem conservado em termos físicos, mas já não vai para novo. A este andar temo-lo com 60 anos a atirar-se de cima de titantrons para um monte de degraus e a levantar-se a tempo de se arremessar de cabeça contra a barreira. Fazendo um “title drop” lamechas para fechar, é o Jeff Hardy a fazer Jeff-Hardyzices.

E com estes dez dolorosos momentos fecho o Top Ten. Mas é claro que nós, como bons fãs que ainda assistem ao Raw todas as semanas, somos um pouco masoquistas, logo encorajo-vos a acrescentar mais casos de que se recordem e que achem escandaloso que não constem aqui, visto que isto foi mais uma lista feita à base de memória e alguma superficial pesquisa. Espero que tenham gostado e espero que o Jeff se mantenha inteiro até chegar à altura de uma reforma devida. Vénias e respeito para o moço, todos são dedicados ao produto e aos fãs, mas nem todos fazem as loucuras que este faz. Para a semana, pretendo voltar com novo tema e espero que estejam cá para o receber e que tenham gostado deste. Um feliz Dia de S. Valentim para todos os que têm como o passar e boas poupanças para todos os solteiros solitários como eu. Até à próxima!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

12 Comentários

  1. MicaelDuarte - há 2 anos

    Excelente, Chris. Muito bom.

    Eu sou fã do Jeff e não tenho stress nenhum em admitir isso. Há muita gente que não gosta dele pelas mais variadas razões (as drogas; o exagero nas oportunidades que lhe foram dadas durante toda a carreira, quando só fazia merda; etc…), mas eu gosto do gajo. E também gosto do Matt.

    Lá está, entendo que seja difícil ter respeito por um gajo como o Jeff Hardy, mas como não ter ALGUM respeito pela forma como ele põe o corpo em risco, sabendo que poderá ser a última vez que faz algo do género?

    Arrepiei-me todo quando vi o spot do último “Friday Night iMPACT” (ai Josh, Josh xD).

  2. Galloway - há 2 anos

    Belo Top Ten, com as acrobacias e spots mais loucos do Jeff.

    Sou um grande fã dele e do irmão, adoro os Hardys, e não se pode ficar indiferente a eles, têm uma conexão com a crowd fantástica, o Jeff então é adorado onde quer que lute.

    Muitos que andam pela WWE já fizeram coisas condenáveis e são os heróis do pedaço, mas o Jeff parece que matou alguém e tudo, para algumas pessoas.

    Não gostam, ok, passem à frente. Deixem quem goste que os aprecie e puxe por eles, onde quer que vão ou estejam.

  3. Carlos - há 2 anos

    Há milhares de pessoas que pagam pra ver estas “Jeff Hardyzices”…

    Há milhares de pessoas que preferem ver os “hig-Flyers” darem espectaculo no ringue…

    Uma coisa é certa, arrisca a sua saúde e o seu corpo, nisso concordo plenamente…

    Assim como arrisca também a dos seus adversários, mas, os adversários não são obrigados a ceder a estas manobras…

    Ninguem é obrigado a ceder a este tipo de coisas…

    Se aceitam é por vontade própria…

    Quanto ao resto, é escusado dizer a quantidade de fãs que tem este gajo, principalmente quando estava na WWE, é porque se calhar há muita gente a gostar do que ele faz…

    Se “castiga” assim o seu corpo… Isso é problema dele…

  4. Renan - há 2 anos

    Excelente top ten. São essas Jeff Hardyzices que o fazem diferente do resto. Jeff é um verdadeiro daredevil e tem todo meu respeito por tudo o que ele já fez pelo pro-wrestling.

  5. AwesomeTheMiz - há 2 anos

    Excelente artigo, Chris! É incrível ver como Jeff Hardy depois de tudo isto e tantos anos consegue ainda estar ativo e nos dando combates de qualidade. Por estes momentos e outros e digo que (pelo menos in-ring): JEFF HARDY É FODA!

  6. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Belo top ten, Chris!

    Era um grande fã de Jeff quando ele estava na WWE (principalmente na feud com o Orton em 2008). Quando ele foi para a TNA não consegui mais acompanhá-lo, pois não tenho como assistir.
    O pior spot, na minha opinião, foram as tachinhas na cabeça. Não sabia que havia acontecido, mas foi algo completamente insano (aliás, o que o Hardy faz que não é insano?).

    Se você quiser alguma sugestão, poderia fazer um Top Ten com as Theme Songs mais marcantes de todos os tempos.

  7. Inzayn - há 2 anos

    houve um que sempre me doeu so de ver foi no cmpunk vs jeff num ladder match, um super suplex direito em cima da escada deitada no chao…

  8. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    O último enganou-me bem. Principalmente quando o via cair no Lockdown (muito mais feio que no video amador que circulou por aí e que está neste artigo) e vi o árbitro a ver o pulso. Eles também podiam não o levar sem justificar mas pronto, para quem gosta disto é bom, sempre tem mais lógica embora todos saibamos o porquê de ele não ir.
    Não sou fã do estilo nem dele, não o acho grande wrestler apesar de ser um bom entretainer para quem gosta de ver um gajo quase matar-se. Curiosamente o Ric Flair chamou ao Mick Foley um duplo glorificado, eu acabo por ter essa opinião do Jeff Hardy. Mas respeito o seu legado, os seus fãs e o que ele deu ao Wrestling.

  9. FranciscoAP - há 2 anos

    Não há ninguém como o Jeff Hardy, é tão simples quanto isso. O que ele faz, a forma como se sacrifica em prol do espetáculo, é impressionante e inigualável. Eu tanto desprezo o gajo pelo seu passado e a forma como, em tempos, prejudicou a imagem da TNA (razão pela qual nem devia ter continuado na companhia), como a seguir estou completamente rendido. O Jeff tinha tudo para ser, indiscutivelmente, um dos wrestlers mais marcantes de sempre, e certamente que ainda é para muita gente, mas a sua conduta fora do ringue estraga tudo. É uma pena.

  10. 434 Days - há 2 anos

    O spear que sofreu do edge e o spot no Orton são os que mais gostei. Jeff Hardy é isto.

  11. Pirikito - há 2 anos

    Me lembro do Swanton no Orton foi transmitido pelo SBT aqueles narradores eram demais narravam com o coração, saudades nostalgia.

  12. danielLP21 - há 2 anos

    “Friday Night iMPACT” loool

    Bem, o meu favorito é o do “Spear” do Edge. E atenção que não foram 2 a a entrar na dança, mas sim 3: o Bubba Ray Dudley ajuda-o quando ele fica com o pé preso no escadote, permitindo o tal “spot” do Edge e o Jeff.

    Tenho um enorme respeito pelo Jeff Hardy. Faz-me lembrar o RVD: não acho que sejam calibre de main-event permanente (embora ganhando um ou outro Título Mundial), mas são daqueles gajos que temos que respeitar. O episódio mais triste da carreira dele foi o do Victory Road, que o fez perder imenso respeito. Enfim, é daqueles episódios que marcam de forma negra uma carreira. Ainda assim, e tendo sempre preferido o Matt, gosto bastante do Jeff e de tudo o que fez ao longo da carreira.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador