Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Vintage #16 – O Mau e o Vilão!

Bem-vindos à edição 16 do Vintage. Em primeiro lugar queria agradecer a todos que assiduamente leem esta rubrica e colocam “Gosto” no Facebook ou Twitter.

Quando ligamos a televisão e vemos algum filme, história, telejornal ou mesmo no nosso quotidiano vemos que existem pessoas boas e pessoas más.

No cinema especialmente nos filmes de acção existe este “versus” entre Bad Guy e Good Guy. O Good Guy ou Baby Face  como é conhecido no Wrestling, é o amado pelo público, o que provoca sentimentos de afeto porque ele (Face) faz o correto, toma as vitaminas, ajuda os idosos atravessar a rua…é um queridocho! Já o Bad Guy ou Hell é o mauzão da rua, o que faz as coisas erradas o que provoca na audiência o sentimento de revolta.

Nos anos 80 e 90 (e mesmo atualmente) o Wrestling seguia essa norma para criar histórias para dar enfase aos combates entre os superstars. Claro que era tudo a fingir e no fim o Face e o Hell eram os maiores amigos entre eles.

A WWF na Golden Era fazia esse paralelismo entre o bem e o mau, utilizando muitas vezes o que se passava na realidade, como por exemplo o combate entre Sargent Slaughter e Hulk Hogan. A WWF utilizou a guerra do Golfo para criar algum Heat e mostrou ao mundo que estava atento ao que se passava no Mundo. Que melhor maneira do que colocar um Herói para os fás do Wrestling vencer um “militar” que traiu a pátria e juntou-se ao lado negro.

A rivalidade entre eles foi muito boa e a WWF aproveitou para mostrar ao mundo que os USA são uma nação unida e forte, mesmo agora a WWE continua a fazer tours e a louvar os militaras Norte-Americanos. Tudo culminou num combate na Wrestlemania 7 entre os dois.

A rivalidade entre eles – http://youtu.be/DjN7_C3DKRs
Melhores Momentos –

A vitória nos filmes é sempre do bom da fita. A minha avó que ainda é viva e que assim seja durante muitos anos, diziam-me sempre “Ai este é o bom da fita ele não pode morrer” eu respondia, “Claro que não bó é que ele é o Chuck Norris”. Isto para dizer que o bonzinho até pode perder o combate mas guerra ganha sempre…claro que no Wrestling não foge a regra.

As vezes o bonzinho muda de barricada ou vice-versa, ou seja por vezes o Hell faz chamado um “Face Turn” e fica bonzinho o que cria no publico uma sensação de que ele agora é o maior!

Pelo menos a mim criou quando Batista deixou os Evolution.A Stable que dominava a RAW constituída pelo passado, pelo presente e pelo futuro.

Esta união entre Rick Flair, Randy Orton, Batista e Triple H (lider) dominou as segundas-feiras no RAW, muitas vitimas caíram a seus pés. Rivalidades com HBK, Goldberg ficaram para historia mas uma das melhores foi o desertor Batista que ganhou o Royal Rumble e teve a oportunidade para lutar por um World Title na Wrestlemania. Ele tinha a opção, ou Smackdown ou RAW, o publico queria RAW porque lá estava o líder dos Evolution que também era o campeão e assim foi…muito vibrei com esta rivalidade.

Por vezes o mau torna-se bom e segue o caminho correto, por isso se és mau ainda vais a tempo de ficar bom…ouviste!

Assinatura do contrato para a Wrestlemania – http://youtu.be/I0uOAuuOJPU
As rivalidades entre eles que culminou no PPV Vengeance (Hell in a Cell)
Vengeance – http://youtu.be/xSWlsqsM0VE

A experiência de ser fã de Wrestling por vezes cria muitas contradições, pois no meu caso eu até posso gostar muito de um Face…bem se for o Bo Dallas não…e ser bastante contagiante mas ao mesmo tempo gostar de um Hell que provoca contradições do certo ou errado.

CM Punk é o caso disso ele consegue ter um “POP” enorme mesmo sendo Hell, mas não é de Punk que vamos falar vamos falar mas sim de Virgil.

Virgil era o guarda costas de Million Dollar Man Ted Dibiase, este lutador(Virgil) era praticamente desconhecido e só teve destaque quando começou a estar ao lado de Dibiase.

Dibiase era dos melhores Hell da companhia (WWF), ele tinha muito “dinheiro” e comprava tudo o que queria, chegou mesmo a “comprar” os serviços da oitava maravilha do mundo André The Giant.

Eu era rapazito e não vivi esta rivalidade vivi sim mais tarde quando o meu colega de escola disse-me que tinha uma coisa no computador que era fixe…Internet…

Ora a internet no longínquo ano 2000 foi o meu suporte para ver esta rivalidade e reviver os combates e quando podia pedia ao meu colega para gravar para um cd (sim já havia cd´s).

Foi o caso desta rivalidade, falo nesta porque foi ver um subordinado tirar o “spot” ao seu chefe. Virgil nunca foi nada nas companhias porque passou mas estes são os seus minutos de fama!

Combate entre Virgil e Ted Dibiase Summer Slam-

Temos que dar credito tanto aos bons como aos maus, cada um tem a sua função e se um mau esta a conseguir colocar o publico contra si então esta a fazer um bom trabalho e o mesmo se um Face esta a conseguir que o publico o apoie e grite por o seu nome, temos o caso de Daniel Bryan que está com um Heat que dava para aquecer uma refeição!

Cada um faz o que pode mas há mestres, por exemplo sabemos que Bo Dallas é um péssimo Face e Hell como será? Já há lutadores que nascerem para serem face e isso é a praia deles.

Hogan fez um Hell Turn histórico com o nascimento da NWO mas há mais casos um deles o de John Cena…estou a brincar…

O que dizer de superstars que eram adorados pelos fás como Bret Hart, MR Perfect que já foram odiados pelos mesmos. O Wrestling é mesmo isto, uma historia bem contada com bons e vilões o que nos leva ao vilão que dominou uma grande parte dos anos 90.

Yokozuna era um vilão perfeito, este Japonês (na realidade era Samoano) era uma personagem cativante. Tarzan Taborda dizia com o seu sotaque característico, que era um super pesado muito ágil e que era invencível.

Sábado de manha estava quase a chegar ao meio-dia, era altura de ver Wrestling na RTP 1 e qual o spot de abertura? um combate entre Jim Duggan e Yokozuna. Mas não era um combate tradicional mas sim um embate para ver quem conseguia derrubar quem.

O final do combate fica para os anéis da historia e provocou nos fás uma reação única!

Combate entre Duggan vs Yokozuna – http://youtu.be/0hFGerfn8OM

O herói foi derrubado e Yokozuna reinou durante algum tempo mas isto tudo para mais tarde um novo herói aparecer um Hell que se tornou face do dia para Noite…Lex Luger.

O Narcisista era a gimnick de Lex Luger, um lutador que adorava o seu corpo e fazia dele o seu templo.

Vince viu nele o Homem que podia derrubar o reinado de terror de Yokozuna, e que melhor dia do que o 4 de Julho dia da independência nos USA…quem lembra nunca esquece…

Body slam – Challenge – http://youtu.be/9w7RTu10Swk

O Bom e o mau sempre haverá, mas deixo-vos um conselho de amigo na vossa vida marquem a diferença para serem bons em pequenas acções da vida pois isso ira fazer de vocês melhores pessoas.

Espero que tenham gostado, tenham uma semana fantástica!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

27 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Olha nem mais André, e tinhas preparado isto sem teres visto o Payback e a Raw. Porque este paralelismo pode ser feito com o Del Rio e o Ziggler, isto porque como já disse ontem quando comentei a Raw o Del Rio é dos melhores heel(vilãos) dos últimos anos da WWE. Melhor que o Punk o ano passado porque tinhas pessoas(eu incluído) que mesmo sendo o Punk heel queria que ele vencesse o Rock. Com o Del Rio recuperaste este espirito do passado que tu apresenta, ele é aquele heel que queres que pague pelo o que fez. Eu consigo dar valor a ambos porque ambos estão notáveis.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Mesmo José!Eu normalmente agendo a minha semana e faço 2 artigos e depois tento colocar o que pode estar mais próximo do que está a se passar na actualidade, porque o meu artigo é mais recordar grandes momentos, sejam eles divertidos ou temáticos.
      E concordo contigo Del Rio como hell é a sua praia e nota-se nas suas expressões faciais que isto sim é que ele gosta de fazer!Gosto mais desta personagem do que a do aristocrata Mexicano.

      • danielLP21 - há 3 anos

        André, o vilão é o “heel” e não o “hell”.

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Tens razão Daniel erro meu
        Obrigado!

      • Miguel - há 3 anos

        Era o que eu ia comentar.

        De resto excelente artigo.

        Tudo bons combates.

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim eu já tenho planos para os artigos até ao MITB e depois do Money in the Bank. Mas esta semana troquei o artigo no Domingo, mas creio que fiz bem e vocês vão gostar do artigo( Eu pessoalmente gostei de o fazer e inspirei-me)

      • Miguel - há 3 anos

        André, o que achas do Cesaro?

        Tem sido um heel muito pouco credível.

        Agora com o Zeb Colter ao microfone melhora mas será o melhor acompanhante? Visto o Cesaro ser estrangeiro e o Zeb sempre ter criticado isso.

      • José Sousa - há 3 anos

        Olha Miguel sobre isso nem a prepósito. Tweet do Zac Colter:
        Zeb Colter ‏@WWEZeb
        Never ONCE have I said I opposed Immigration. I’ve always said ILLEGAL IMMIGRATION. GET YOUR FACTS RIGHT”

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Cesaro é dos atletas mais completos no ringue!O grande problema é a sua personagem que ainda não esta vincada…falta alguma coisa que Zeb pode completar…

  2. LuisMPBO - há 3 anos

    Bom artigo! Confesso que nao ligo nada a quem e heel ou face para torcer ou nao, tenho os lutadores que gosto e os que nao gosto e mantem-se sempre assim (mas tambem acho que e esse o caso de todos os que conhecem bem o wrestling e ja nao sao crianças).
    Bons momentos que colocaste aqui
    O Lex Luger e um bocado overrated na minha opiniao, mas nao deixa de ter sido um lutador importante
    Um extra, porque me lembrei agora: o Yokozuna a tentar fazer o Banzai Drop e as cordas a soltarem se todas e dos momentos mais divertidos de sempre! (apesar de ter sido planeado)

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Luis, também partilho da tua opinião!é me indiferente ser bom ou mau.
      Yokozuna perdeu o WWF title para o Bret Hart dessa maneira, as cordas não aguentaram o peso(claro planeado)

      • LuisMPBO - há 3 anos

        E depois o mesmo com Stone Cold Steve Austin XD

  3. Miguel Silva - há 3 anos

    Bom artigo André!
    Concordo contigo, para mim o wrestling é uma história entre o bom e o mau em que o bom vence.
    Mas são as formas como constroem as histórias que nos cativam a todos!
    A partir do momento em que nos tornamos “smarks”, eu acho que mais tarde ou mais cedo, nós não nos vamos importar se quem vence é o “heel” ou o “face” : apenas vamos torcer pelos nossos favoritos porque são bons atletas ou porque têm alguma coisa que nos atrái neles!

  4. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Realmente a base para as rivalidades são entre o bom e o mau, mas depois como dizes já pouco interessa.
    Por exemplo gosto do CM Punk e por mim ele pode ser face ou hell tanto faz!

  5. Cadu Ito - há 3 anos

    Gosto muito desta visão de bem e mau… é de onde vem a magia do Pro-wrestling, nada contra quem olha para seu lutador preferido, mas as histórias bem contadas com vc ficando com raiva daquele lutador que não pára de interferir as lutas e atacar o face, por exemplo, dão todo o charme para o contexto.

    Sinceramente, é uma questão de gosto, até acho legal as análises técnicas que são feitas nos blogs, mas sinto falta de, por exemplo, contarem como foi determinada storyline completa de uma rivalidade, não se acha nem no wikipedia. Saber como começou o confronto, como foram os encontros e promos, depois como finalizou o contexto.

    Vejo muita gente reclamando de crianças que veem o seu herói e torcem por ele, mesmo que o heel seja muito melhor tecnicamente… Mas esta é a magia do Pró-Wrestling que não podemos perder.

    Viva a magia!

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Cadu gostei muito do teu comentário!Não sei se costumas comentar aqui no site mas se for a primeira vez …bem – vindo!

      • Cadu Ito - há 3 anos

        Comento sim, normalmente leio todos os artigos… acho muito interessante… acompanho a WWE desde a Golden Era e fico um pouco desapontado como tudo está ficando muito robótico… gostava quando eu queria ver o The Rock vencer o chatão do Vince…kkkk

        Excelente artigo, gosto muito da coluna!

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Obrigado Cadu !olha eu também vejo wrestling desde a golden era …já sou um bocadinho cota!
        Mas olha a WWE está com um roster brutal e daqui talvez 1 ou 2 anos teremos superstars do calibre do Rock,Triple H, HBK, Macho Man, Bret Hart…etc ou mesmo melhores…Acredita em mim!
        Aconselho-te a leres os artigos da Salgado(opinião feminina), José Sousa(Smoke and Mirrors)que são artigos mais da actualidade do wrestling…bons artigos!
        Entre outros do universo.
        Obrigado!

      • Cadu Ito - há 3 anos

        Estou acompanhando deles também… até comentei no Smoke and Mirror estes dias atrás…
        Também acho que se a WWE se inspirar um pouco tem show num nível excelente pra mais de anos.
        Abraços!

  6. babumba - há 3 anos

    Excelente Vintage André. Este assunto é muito interessante e para mim pouco interessa quem e o bom e o mau. eu tenho os meus preferios como toda a gente, mas nao tem nada a ver se e bom e mau: simplesmente e porque gosto de alguma coisa que nao consigo explicar.

  7. FranciscoAP - há 3 anos

    Dos artigos mais bem escritos que já li aqui no site, os meus parabéns André, que trabalho soberbo. Eu sempre senti maior ligação com os faces, principalmente com os underdogs/os que são mal aproveitados (ai Christian..). Mas qualquer das formas, sou um fã das gimmicks, faces ou heels, que não precisam de forçar as coisas para convencer o público a vê-las da forma que eles querem. Ou seja, os faces ou heels naturais. É aí que acontece a magia.

    Relativamente ao Bo Dallas, eu se fosse a vocês ia-me habituando a ele… E ele não é assim tão mau como o pintam, tem bastante potencial por explorar no ringue. Com a gimmick certa… Deixo aqui uma curiosidade para quem se queixa do “finisher” actual dele (as aspas não estão aqui por acaso): http://www.youtube.com/watch?v=vVBqowWcjFg

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Francisco!
      Realmente este finisher é bem melhor…e gosto mais de Bo Rotunda como nome!

  8. Duarte_WWE - há 3 anos

    André tu és espectacular, a tua maneira de escrever e a qualidade dos artigos semana após semana fazem com que este seja o meu artigo preferido e que eu aguardo ansiosamente todas as semanas, toda a tua experiência por veres wrestling há tanto tempo e seres já um veterano ou um “cota” como te gostas de chamar xD talvez contribuem muito para que faças sempre artigos muito bons!
    Adorei a forma como escreveste todo o artigo!
    pois no meu caso eu até posso gostar muito de um Face…bem se for o Bo Dallas não… ahahhahhaha muito bom…
    temos o caso de Daniel Bryan que está com um Heat que dava para aquecer uma refeição! ahhaah… perfect (esta foi para ti xD)
    Hogan fez um Hell Turn histórico com o nascimento da NWO mas há mais casos um deles o de John Cena…estou a brincar… outra passagem excelente!
    É isto mesmo que faz o wrestling, um herói contra um vilão, a forma como a sua rivalidade é contada seja dentro ou fora do ringue faz disto tudo uma arte linda, por isso é que nós a amamos tanto e eu gostava ao menos que as outas pessoas tivessem a minima noção do que é o wrestling mesmo que seja uma coisa muito pequena, e não fazerem a coisa que mais me irrita do mundo e só me apetece deixá-las KO, quando dizem que o wrestling é infantil porque é a fingir, irrita-me tanto nao tens noção!
    Quando começamos a ficar smarks deixa-mos de apoiar só os faces como quando começá-mos a ver mas sim apoiar os que mais gostamos (sejam heel´s ou faces) quer seja pelo seu talento ou porque nos cativam mais de alguma forma!
    É como dizes, eu também amo o CM Punk heel ou face, o homem é para o melhor do mundo para mim e eu vou sempre idolatrá-lo, por outro lado há lutadores que quando são heel’s tens um hate enorme por eles e queres que eles sofram o que quer dizer que também estão a fazer um bom trabalho como por exemplo agora o del rio, há uma coisa essencial para um wrestler a pior coisa que lhe pode acontecer é a indiferença, por isso heel ou face os lutadores têm de tentar prender a atenção do publico seja por onde for!
    É isto que faz a magia do wrestling como disse ali o cadu!
    Muitos parabéns mesmo andré, espero ansiosamente pelo próximo vintage como pelo próximo raw xD até para a semana!

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Duarte por leres e continuares a gostar…”bem não posso desiludir no proximo artigo”
      O vintage é uma artigo que pode ser mais temático, divertido depende do meu estado de espirito!As vezes posso colocar a subrubrica”stupid vintage debuts”!
      Obrigado! e espero continuar e melhorar!

  9. Evandro Monari - há 3 anos

    Artigo muito bom, mas confesso que mesmo agora que eu entendo mais de wrestling , quando assisto eu tento ver as coisas um pouco do jeito que via como criança . Esquecer que os caras estão encenando e deixar-se ir no balo da historia . Mas é claro se o Orton vencer sempre seria muito bom .

  10. Almeidadxx - há 3 anos

    Um excelente artigo, concordo plenamente com o ”filme” que se tornou a vida de Batista quando teve o face-turn foi basicamente um conto de fadas com o bonzinho a vencer, novamente excelente artigo

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador