Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Vintage #26 – Badd Blood 1997

Sejam bem-vindos a mais uma edição do vintage, o artigo que “puxa a fita atrás” para relembrar a todos os fás, um bocado da história do Wrestling, especialmente momentos marcantes da WWE e WCW.

Normalmente os cronistas do Universo e Wrestling PT, fazem a antevisão e uma análise aos PPV. Como é costume, fazem previsões dos possíveis vencedores. Quando o mesmo (PPV) termina, fazem a mesma analise aos combates e se os vencedores foram as melhores opções.

Para os assíduos participantes do site, isto não é novidade. O que eu vou tentar fazer, é analisar os combates de um PPV passado na WWE , começando pelo Badd Blood de 1997.

BAD BLOOD 97

Este evento pago, fez parte da edição do Show In Your House, ocorreu no dia 5 de Outubro de 1997 em St.Louis, Missouri. Infelizmente recebeu um revés brutal, com a morte de Bryan Pillman, que ocorreu na tarde antes deste evento. Estaria previsto ele lutar contra Dude Love, infelizmente perdeu-se um grande performer e talvez dos maiores rebeldes do Wrestling.

O Main Event era o combate mais esperado, pois ia se realizar o primeiro Hell in a Cell match da história da WWE, para o Number One Contender do WWE Championship.

A qualidade do “card” era bastante boa, o destaque para além do Main Event, era o combate entre a Hart Foundation, com os membros Bret Hart e Davey Boy Smith (British Bulldog) contra, a equipa de Vader e Patriot, num Flag match.

Os combates anunciados eram os seguintes:

3-on-2 Handicap match:
Nation of Domination (Rocky Maivia, Kama Mustafa e D’Lo Brown) Vs The Legion of Doom (Hawk and Animal)

Tag Team match:
Max Mini e Nova VS Tarantula e Mosaic

Tag Team match pelo WWE Tag Team Championship:
The Godwinns (Henry e Phineas) (com Uncle Cletus) VS The Headbangers (Mosh e Thrasher)

WWE Intercontinental Championship:
Owen Hart VS Faarooq

Eight-Man Tag Team match:
Disciples of Apocalypse  (Crush, Chainz, 8-Ball e Skull) VS Los Boricuas  (Savio Vega, Jesus Castillo, Jose Estrada, Jr. eMiguel Pérez, Jr.)

Flag match:
Bret Hart e The British Bulldog VS Vader e The Patriot

Number One Contender pelo WWE Championship:
Shawn Michaels VS Undertaker Hell match

Combates:

Nation of Domination VS The Legion of Doom
3-on-2 Handicap match:

Um combate que foi anunciado inicialmente, como ser 3 contra 3 mas, devido a lesão de Ken Shamrock (provocada por Farooq) que seria companheiro de Animal e Hawk, foi alterado para um handicap match.

Sempre adorados pelos fás os LOD iriam defrontar a stable de Farooq, que tinha como diamante um lutador chamado Rocky Maivia, que tinha atacado o antigo membro Ahmed Johnson, para ser ele a juntar-se a stable.

Um combate que teve a duração de 12 minutos e 12 segundos, com os LOD a dominarem o início do combate, como powerhouses, quase todas as suas manobras eram aplicadas com impacto e força. Já começava haver um heat do público para com Rocky, o combate seguiu com bastante qualidade com uma parte final com muita emoção. Quando os LOD se preparavam para efetuar talvez a manobra mais brutal aplicada em conjunto, eis que surge Farooq para distrair os LOD e a vitória a sorrir para os Nation of Domination. Um bom combate de abertura para o PPV.

Max Minie NovaVS Tarantula e Mosaic
Tag Team match:

Este seria o espaço para o combate entre Bryan Pillman e Dude Love, mas que infelizmente não aconteceu devido a morte inesperada de Pillman. Nesta altura ainda não se sabia a causa de morte mas, mais tarde, veio a saber-se que foi um ataque cardíaco, devido ao uso abusivo de drogas e especialmente painkillers.
Em substituição a WWE colocou um combate entre anões, muito para alegrar os fás, parece que foi conseguido apesar de ter tido muitos erros ao efetuarem manobras. 6 Minutos de diversão, com a vitória de Max Mini e Nova.

The Godwinns VS The Headbangers
Tag Team match pelo WWE Tag Team Championship:

Um combate que teve Sunny como “ring announcer”, entre os desafiantes The Godwinns, contra os campões Headbangers, estes últimos estão no top 10 das equipas mais estranhas, sem dúvida nenhuma! Um combate que teve uma duração 12 minutos e 17 segundos, onde a equipa face os Headbangers, teve o apoio do público mas que foi o pior combate do PPV.

Com um final bastante mau e com os títulos a trocarem de donos, foi combate para encher o card apesar de os títulos estarem em jogo.

No final deste combate houve uma cerimónia para honrar algumas lendas da cidade natal do PPV, St Louis, com Jim Ross como mestre das cerimónias, a WWE honrou, ex. lutadores como Harley Race, Jack Brisco, Terry Funk e Lou Thesz.

Owen HartVS Faarooq
WWE Intercontinental Championship:

Este combate entre Faarooq e Owen Hart, é a final do torneio do título de Intercontinental Championship, Owen Hart chegou á final derrotando Goldust e passou diretamente á final devido o combate entre Dude Love e Pillman nunca se ter realizado.

Já Faarooq, foi derrotado por Ken Shamrock na primeira ronda mas, um ataque deste (Faarooq) depois do combate, lesionou Shamrock, impossibilitando de continuar o torneio. Na segunda ronda venceu Ahmed Johnson, como mencionei anteriormente, com um ataque de um membro dos Nation, Rock Maivia.

Este torneio foi realizado, devido a Stone Cold Steve Austin ter-se lesionado gravemente no PPV SummerSlam, num combate contra Owen Hart.

O combate foi muito rápido, para uma final de um torneio, durou 5 minutos e 51 segundos. Stone Cold estava presente para atribuir o título ao vencedor, mas Austin mal teve oportunidade atacou o líder dos Nation, talvez para Owen ganhar e mais tarde este (Austin) defronta-lo para o título, o que veio acontecer no Surviver Series.

Um combate que podia ter sido bastante melhor, para os intervenientes que estavam em jogo.

Disciples of Apocalypse VS Los Boricuas
Eight-Man Tag Team match:

Este foi outro combate agendado à última da hora, para suprir o tempo de vago devido a morte de Pillman. Combate com pouco interesse com a Vitoria a “sorrir” para os Disciples of Apocalypse em 8 minutos e 4 segundos. Uma stable liderada pelo já falecido Crush.

Bret Hart e The British Bulldog VS Vader The Patriot
Flag match:

Este foi dos Melhores combates, a estipulação foi bastante inovadora. Consistia na colocação de duas bandeiras, em um dos cantos do ringue. De um lado a Canadiana e do outro a Americana. A Hart Foundation, liderada por Bret Hart, iria defrontar a equipa Americana, constituída por Vader e Patriot. Bret Hart era o atual campeão e com ajuda do seu cunhado, Davey Boy, formavam uma equipa que aliava a força há técnica.

O vencedor, neste caso os vencedores, eram encontrados, se algum dos membros chegasse primeiro as respectivas bandeiras, ou por pinfalls e submission. Um combate bastante intenso, foram 25 minutos e 7 segundos de luta, com grandes manobras mas com poucas regras, o árbitro perdeu completamente o “fio a meada”, com Vader a entrar no ringue várias vezes ilegalmente.Bret fez o pin com um roll up, agarrando as calças a Patriot, um combate que valeu pela emoção.

Shawn Michaels VS Undertaker
Hell in Cell match:

E chegamos ao Main Event, o combate tão esperado pelo público e cabeça de cartaz do PPV. Este combate iria encontrar o number One contender para o WWE Title de Bret Hart. Foi a primeira edição de um Hell in a Cell Match  e não podia ter melhores intervenientes. Este combate foi agendado depois de HBK ter sido nomeado como Special Referee, no combate entre Bret Hart contra Undertaker no SummerSlam. O incidente da cadeira foi o motivo para agendar este combate.

A brutalidade foi total, com um domínio inicial de Undertaker, com um castigo permanente no corpo de Michaels. Foi um combate inovador, com os lutadores a subir para cima da jaula. Sangue foi abundante, HBK, sangrava profundamente e quando a vitoria parecia ser certa de DeadMan eis que surge o meio irmão…Kane.

Ele tinha sido anunciado por Paul Bearer, e surgiu no Bad Blood, o que se passou a seguir ficará para história do Wrestling!

HBK venceu e sagrou-se Number One Contender! 30 Minutos de história!

Este PPV foi um marco no Wrestling, depois deste PPV Vince McMahon deixou de ser comentador e passou a ter mais intervenção nas histórias e rivalidades. O debut de Kane irá ficar para história como dos mais chocantes e marcantes.

Um Bad Blood que valeu pelos dois combate finais, mas marcou pelo primeiro Hell in a Cell!

Teve uma assistência de 21 151 espetadores!

Espero que tenham gostado deste Vintage, que relembrou o Bad Blood de 1997.

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

16 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Priceless. Este PPV eu já tinha visto é absolutamente fantástico.

  2. danielLP21 - há 3 anos

    “That’s gotta be Kane!” Vince, you suck como comentador, mas até tiveste piada nesta situação.

    É caso para dizer que o Kane ajudou a que o “Montreal Scewjob” acontecesse ahahahah

    Excelente trabalho André, só faltou referir que o Bret Hart era o Campeão da WWF.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Daniel, tens razão só coloquei que era o actual campeão e não especifiquei!

      • danielLP21 - há 3 anos

        Já agora André, espero que faças análises destas ( a PPV’s mais antigos) mais vezes.

      • MR Perfection André Santos - há 3 anos

        Ok Daniel, fica registado!

  3. JV Hardy - há 3 anos

    Excelente artigo confesso que so vi o main event desse ppv mas depois dessa analise verei concerteza.

  4. Rubinho16@ - há 3 anos

    E o artigo mais inoador do site volta a atacar! :D

    Este artigo foi bastante bom e adorei o formato, coisa que recomendo a repetires.

    Não semana passada tive ausente e não li o teu artigo, mas este artigo valeu pelos dois!

    Fico à espera do próximo tema e espero que avalies outros PPV´s num futuro próximo!

  5. Marco - há 3 anos

    Excelente ppv

  6. LuisMPBO - há 3 anos

    Bom artigo André, também gostei deste formato, podes fazer mais vezes, como já disseram.
    “Um Bad Blood que valeu pelos dois combate finais, mas marcou pelo primeiro Hell in a Cell!”. Sim, é basicamente isso, mas já é motivo de sobra para ver o PPV! Primeiro Hell In A Cell, sendo os seus intervenientes considerados pela maioria como os dois mais importantes de sempre e o debut do Kane! Histórico.
    Ah, e o dia em que o Vince Mcmahon saiu dos comentários! (porque ele não era nada, nada bom…)
    Um momento excelente: o Shawn Michaels acaba a entrevista antes do combate, o Triple H começa a falar e a câmara corta e passa para o ringue xD.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Luis, o teu comentário é sempre bem vindo! Sem duvida um PPV que só foi realizado 3 vezes na historia da WWF/E, que originou um conceito “Hell In a Cell”

  7. Nuno - há 3 anos

    Bom artigo ! O main event foi o máximo !

  8. Mario Magalhaes - há 3 anos

    Excelente artigo André, é muito bom rever os PPVs, ainda mais eu um fã incondicional da Attitude Era :D

    Me lembro muito da estréia de Kane, foi espetacular.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador