Visão Brasileira #230 – Audiências em queda

Pessoal, estamos a quatro semanas do próximo PPV da WWE, o Hell in a Cell e neste próximo final de semana, teremos o especial em que Brock Lesnar’s enfrentará Big Show Madison Square Garden e também teremos outros grandes combates neste especial, mas nesta semana resolvi abordar sobre o porquê das quedas gradativas das audiências, que semana após semana vem em queda, chegando a números que não ocorriam deste os anos 90. Mas quais seriam os fatores que contribuem para isso.

Pela quarta vez consecutiva, as audiências da Raw continuaram a descer. Nesta semana, a edição da Raw teve média de 3.330 milhões de telespectadores. Caindo nume média de 19.000 em relação a semana passada, com média de 3.349 milhões de telespectadores. Só para termos de comparação a NFL teve uma audiência de média de 13.514 milhões de telespectadores.

A NFL (National Football League), historicamente é um grande rival da Raw nas noites de segunda e com seu reinicio de temporada é um dos fortes fatores que contribuem para a queda das audiências, nesta últimas semanas, mas claro que isto só não se deve apenas a NFL, mas a outras questões que são pertinentes a própria WWE.

Diria que o primeiro destes fatores para esta queda das audiências é o aumento de tempo da Raw de duas para três horas. Isso começou na Raw 1000, em 23 de julho de 2012. Naquela altura parecia ser uma boa ideia, mas com o decorrer dos meses se mostrou não ser a melhor opção, pois apenas torna cansativa todas as edições e esta uma hora a mais não se justifica de forma alguma. Acho que as três horas poderiam ser utilizadas apenas em edições especiais, como era utilizado antigamente.

Outro dos fatores que para mim favorecem a queda das audiências, são que as rivalidades do midcard, não servem de muita coisa. Servem apenas para encher tempo de programa e a cada semana um superstar derrota o outro e na semana seguinte temos o resultado inverso. Depois o combate se repete no Smackdown e a rivalidade não avança a nada relevante. Pois o superstar que acaba vencendo a rivalidade e não é alçado a lugar algum. Nem mesmo aos cinturões intermediários.

Por falar nos cinturões intermediários, ambos possuem novos campeões após o Night of Champions, mas possuem casos distintos. John Cena recuperou o cinturão e numa tentativa de ajudar as audiências, desde que o havia conquistado na Wrestlemania 31, coloca o cinturão toda semana em jogo e para mim seria interessante se ele o tivesse perdido em uma destas oportunidades, mas na única oportunidade em que ele perdeu o cinturão, foi no SummerSlam, para Seth Rollins.

Acho que esta ideia de toda semana Cena colocar o cinturão em jogo, de inicio foi interessante, mas para mim hoje em dia não contribui para um possível aumento nas audiências, pois todos já sabemos o resultado do combate e ao final Cena vence e continua seu reinado, dizimando um a um um possível push a um superstar do midcard.

Kevin Owens por exemplo foi uma destas vítimas, chegoua vencer Cena, mas sem o cinturão em jogo e quando disputou o cinturão foi derrotado por Cena. Felizmente os meses se passaram e Owens conquistou o Intercontinental Championship no Night of Champions, onde derrotou Ryback. Ele poderá ter sua primeira defesa no próximo PPV na revanche de Ryback, ou poderíamos ter a inclusão de Dolph Ziggler e Rusev, quem sabe em uma Fatal 4 Way, que poderia ser interessante.

Owens é um dos jovens superstars da WWE e espero que ele possa contribuir com bons combates e que assim auxilie no aumento das audiências. Potencial ele possui, basta a WWE lhe proporcionar bons adversários, para termos combates de qualidade e rivalidades que chamem a atenção das audiências.

Outro dos problemas para mim, mesmo que não interfira de forma direta na Raw, mas sim no Smackdown, foi a unificação dos principais cinturões. Isto restringiu muito o número de superstars ao Main Event e assim também aumentou o número de superstars no midcard, a espera de uma oportunidade na disputa pelos principais cinturões.

Se tívessemos dois campeões principais, acredito que teríamos mais superstars em disputa de combates principais e também a chance de aumento das audiências, tendo pelo menos a cada PPV uma rivalidade de topo a mais, da forma atual, temos uma rivalidade de topo, outras pelos cinturões intermediários e outras que não possuem relevância, pois não levam a lugar algum.

Outro fator que acredito que possa ter contribuído para a queda de audiências, seria a falta de disputas para se definir os desafiantes a qualquer um dos cinturões. Sinto tanto a falta de combates, seja para que cinturão for para a definição do novo Nº1 contender. Hoje em dia basta vir dar um discurso ou então retornar, que você é o novo desafiante ao campeão.

Basta pegar por exemplo os últimos desafiantes ao principal cinturão da WWE. No Battleground, tivemos o retorno de Lesnar para enfrentrar Rollins. Depois para o SummerSlam, Cena pediu e a Autoridade atendeu em um combate dele contra Rollins. Para o Night of Champions, tivemos Sting que retornou depois de muitos meses e simplesmente desafiou o campeão e pronto, já estava definido o novo desafiante. Agora mais uma vez a WWE opta por este mesmo caminho e Kane deverá ser o futuro desafiante de Seth Rollins. Outro que retornou e já esta alçado a disputar o WWE World Heavyweight Championship.

Deveríamos por exemplo termos nas rivalidades do midcard, combates que poderiam por exemplo definir futuros desafiantes aos campeões, para o próximo PPV, ou até mesmo para que o vencedor deste combate, por exemplo tivesse oportunidade a disputar o cinturão na semana seguinte na Raw, acho que isto poderia ser benéfico ao aumento das audiências.

Mas para mim o principal vilão e claro que envolve muitos dos fatores anteriores citados é o mau booking por parte da WWE, que envolve estas vitórias alternadas nas rivalidades dos midcard, a falta de grandes combates, a colocação do cinturão de John Cena em jogo a cada semana e a falta de combates para a definição dos desafiantes, a qualquer um dos cinturões da WWE.

Porque não se fazem rivalidades do midcard, com objetivos e que levem a disputa por exemplo de combates contra o United States Champion e contra o Intercontinental Champion e das duplas que não estiverem na disputa pelo cinturão tenham rivalidades que os levem mais adiante a desafiar os campeões de duplas.

Acho que o caminho para mim seria, diminuir a Raw para duas horas, fazer boas rivalidades no midcard que façam os superstars chegarem a disputa dos cinturões intermediários, voltar o World Heavyweight Championship, até para termos mais superstars de topo em disputas por cinturões importantes e não perdidos no midcard.

Visão Brasileira #160   Já era de se esperar!

Agora vamos ao espaço para interagirmos:

– Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?
– O que você faria para aumentar as audiências?
– Você é favorável a 3 horas de Raw?
– A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?
– A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?
– O Booking é o principal culpado pelas más audiências?

Antes de encerrar, gostaria de dizer que espero um grande evento para sábado e nos meus sonhos eu gostaria que Lesnar dizimasse Big Show e lhe desse umas boas férias, seria muito interessante que isto acontecesse e tomara que os outros combates da noite tenham grande qualidade também.

Abraços a todos e até o próximo Visão Brasileira.

Sobre o Autor

- Autor da Coluna Visão Brasileira e da pesquisa dos combates em listas elaboradas pela WWE. Um grande fã da WWE, desde os anos 90. Geógrafo de formação, um riograndino, que vive em Porto Alegre.

26 Comentários

  1. Na minha opinião o que faz a audiência cair, é essas 3 horas de raw, que faz com que em determinado momento do show, fique entediante assistir, alem de muitas das feuds atuais não estarem a empolgar.
    Para melhorar tinha que ter a volta da Brand split, do WHC e do raw de 2 horas. Parabéns pelo artigo Mário, meu preferido do site!

    • Obrigado Ronai Menezes

      Também não sou favorável a 3 horas de Raw. Claro que as feuds que não levam a lugar algum contribuem com a baixa audiência.

      Sou favorável a um retorno da brand split e claro do WHC.

  2. ANDRÉ - há 1 ano

    Parabens por mais um bom artigo Mario
    – Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?
    Resp: A falta de storylines que prendam o telespectador, lutas repetitivas e de resultado previsivel

    – O que você faria para aumentar as audiências?
    Resp: De imediato a brand split e a volta do raw de 2 horas, se persistir as baixas audiencias, o fim da PG era

    – Você é favorável a 3 horas de Raw?
    Resp: Não. O horário dos shows, na minha opinião deveria ser assim: 4 horas pros 4 principais PPV, 3 horas pros demais PPV e shows especias de sábado (beast in the east, live from MSG e outros que poderiam ser criados), 2 horas pro raw, smackdown e nxt takeover e 1 hora pro nxt, superstars e main event

    – A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?
    Resp: Acho que não, mas não seria má ideia se voltassem a ser disputados separadamente

    – A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?
    Resp: De uma certa forma sim, se criarem storylines interessantes em torno disso

    – O Booking é o principal culpado pelas más audiências?
    Resp: Sem duvida, não aproveitam o máximo que essa nova geração tem a oferecer

    • Obrigado André

      A sequência de repetições dos mesmos combates todas as semanas realmente nos cansa.
      A Raw com duas horas acho que deveria ser a primeira medida a ser tomada, pois deixaria quem sabe o show mais intenso. Também sou favorável a brand split.

  3. BRUNOju - há 1 ano

    Excelente artigo!

    – Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?
    O péssimo booking é o principal fator em minha opinião. Seja nos segmentos, nas storylines, combates e etc.

    – O que você faria para aumentar as audiências?
    Primeiramente, a mudança deve começar lá dentro, a equipe criativa precisa melhorar. Depois como você citou no artigo, faria combates para definir 1 contenders. Além de criar storylines mais interessantes. É também tiraria alguns superstars q não acrescentam mais nada.

    – Você é favorável a 3 horas de Raw?
    Eu não acho que seja esse o problema da ma audiencia, pra mim semanas atrás tivemos RAW’s muito bons em que todo o tempo foi bem utilizado. É também eu posso estar enganado mas na última hora do RAW era quando as audiências estavam aumentando, isto porque os jogos tinham acabado.

    – A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?
    Muito, neste aspecto eu não tenho nada a acrescentar, concordo com sua opinião.

    – A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?
    Sim, com certeza! Chega de lutadores descredibilizados apenas chegarem ali e pedirem uma oportunidade pelo título e pronto.
    Semanas atrás tivemos Orton X Kevin Owens X Cesaro, definindo o desafiante ao título na mesma noite, coisas assim deveriam ser mais frequentes.

    – O Booking é o principal culpado pelas más audiências?
    Sim, já disse acima.

    • Obrigado BRUNOju

      O booking claro que é o grande responsável pelo mau momento da WWE. Eu sou muito contrário a esta questão de não termos combates que definam os desafiantes aos campeões, chega a ficar entediante, pois aí passamos 4 semanas entre um PPV e outro sem uma boa disputa para se tornarem o novo contender.

  4. 434 Days - há 1 ano

    Bom artigo Mário.

    Basicamente disseste tudo. Um Raw demasiado longo, a falta de talentos de Main Event por causa da unificação dos títulos e um booking com muita inconsistência, especialmente no MidCard. Por mim é simples. Raw e SmackDown de duas horas, cada um com um título principal e a criação de mais combates com algo em jogo e não apenas repetições de combates sem importância.

    • Obrigado 434 Days

      Concordo contigo, a Raw deveria voltar a duas horas, as rivalidades precisam envolver algo e não apenas existir por existir, elas deveriam por exemplo estar em torno de definição de desafiantes aos cinturões. A brand split poderia mesmo ser uma boa ajuda as audiências, com a volta do WHC.

  5. Marques - há 1 ano

    A razão das audiências descerem é simples: Não existe motivo para as pessoas assistirem. As rivalidades são quase todas entediantes, os lutadores não têm a liberdade para tentar apimentar as coisas, o facto de ser PG obriga os lutadores a dizer coisas que mais parecem ditas por crianças( piadas infantis etc), a equipa criativa deve ser a mais preguiçosa de sempre ( trocas de Vitórias exageradas nas rivalidades, os Hells comportam-se quase todos da mesma forma, as mulheres são tratadas como crianças malucas, colocam o Dean Ambrose num papel secundário enquanto tentam elevar o Roman como babyface, constantes puches cancelados ou mal feitos, exaustiva referência aos parentes dos lutadores achando que isto os vai ajudar a ficar over.
    Resumindo, a WWE perde audiencias porque não é credível o suficiente e nota-se perfeitamente que aquilo que os lutadores fazem é forçado e sem realismo nenhum ( falta de storyteling).

    Ps: Eu ouço algumas pessoas a dizer que os open chalenge beneficiam os lutadores que têm menos oportunidades mas se repararmos bem o único beneficiado tem sido o Cena. Ora vejamos, ele mantém sempre o titulo, o publico passou a apoia-lo como à muito não fazia e a sua personagem ficou refrescada.
    Os adversarios do Cena em nada foram beneficiados, continuam perdidos como sempre estiveram ( a única excessao é o Owens e mesmo ele não saiu beneficiado da rivalidade).

    • Esta alternância de vitórias nas rivalidades, acaba descredibilizando mesmo praticamente todo o midcard.

      Concordo o Open Challenge, só fez aumentar o numero de vitórias do Cena e diria que apenas Owens e Cesaro foram beneficiados com bons combates contra o Cena, seus outros adversários, serviram apenas para perderem.

      • Anónimo - há 1 ano

        Eles podem ter tido bons combates mas não saíram beneficiados. O Owens perdeu grande parte do ímpeto que tinha e o Cesaro continua sem sair da cepa torta.

      • Marques - há 1 ano

        O anonimo sou eu.

  6. you cant see me - há 1 ano

    Excelente artigo.
    -Acho que as histórias estão a ficar fracas.
    -Melhorava as histórias,punha melhores combates,por exemplo três combates mid card,um ou dois combates tag team de main eventers open challenge pelo título intercontinental e pelo título dos estados unidos.
    -Sim era melhor o raw ter três horas.
    -Acho que a unificaçao dos títulos foi prujudical para a wwe há tantos wrestlers bons e era melhor voltar a regressar o título.
    -Sim quantos melhores os combates são mais audiencias.
    -Acho que as adiencias têm descendo por causa do booking acho que o booking está a ser mal feito.

    • Obrigado you cant see me

      As rivalidades acabaram ficando fracas e a alternância de vencedores e a repetição de combates, além da falta de um objetivo, não ajudam a querer ver regularmente a Raw.

  7. Reigns one versus all - há 1 ano

    Antes de mais,ótimo artigo,Mário.

    Para mim é a falta de histórias interessantes que cativem o público a assistir ao programa,e quando falo em histórias falo no geral,porque se a WWE fizesse um booking melhor em geral,seja na divisão tag team,divas,etc.Para o programa ser atractivo e não massador.

    A primeira coisa que faria era dar mais interesse e,sobretudo,qualidade as histórias que são colocadas em TV,para atrair o público a ver o produto,vejamos,se a qualidade for boa atrair pessoas a ver e consequentemente as audiências melhoram.

    Depende do ponto de vista.
    Em termos de tempo é bom porque é mais conteúdo de wrestling e para quem gosta de ver é bom.
    Em termos de qualidade é mau,porque é muito tempo e a qualidade não é muito boa e acaba por tornar-se massador e não atrai quem não conheça wrestling e pode ficar com má impressão do conteúdo,ou seja,o wrestling.

    Acho que não foi isso,acho que foi mais o booking que prejudicou as audiências.

    Seria algo que daria interesse ao show,em vez de escolherem candidatos “a dedo”.

    PS:Espero que o Lesnar dê uma tareia no Big Show no sábado,e o leve a grande Suplex City.

    • Obrigado Reigns one versus all

      Sim o booking é o grande culpado por este mau momento da WWE, pois não temos o que ficar assistindo se as rivalidades não levam a lugar algum.

      Penso que se tivéssemos combates para definir os desafiantes aos cinturões, poderia ser algo a ajudar a alavancar as audiências.

  8. Miguel Carlos - há 1 ano

    Muito bom artigo. Concordo com quase tudo, só não acho que ter dois títulos mundiais fizesse sentido sem brand-split, e apesar de achar que os N°1 contender matches são lógicos e ajudariam a melhorar o produto, nem acho que seja por aí que as audiências iam subir.

    • Obrigado Miguel Carlos.

      Dois títulos principais sem brand split, é algo que vinha ocorrendo e não via grandes problemas nisso. Os combates para definição do contender, acompanhados de boas rivalidades do midcard poderiam auxiliar na melhoria das audiências.

  9. Iago_Awesome - há 1 ano

    Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?

    O Raw de 3 horas na minha opinião é o principal fator, os combates se tornam muito repetitivos, e alguns a gente já sabe que vai acabar em desqualificação, e outro ponto que eu não sei se colabora com a queda da audiência, mas é irritante é o excesso de propaganda no Raw.

    O que você faria para aumentar as audiências?

    Cortaria o Main Event e o Superstars e não botaria toda semana aparecer os mesmos lutadores, isso faz o público cansar deles.

    Você é favorável a 3 horas de Raw?

    Nenhum pouco, somente os PPVs tem que ter essa duração.

    A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?

    Acho que não pois o World Heavyweight já estava muito desvalorizado quando estava perto de ser unificado e com o fim da Brand Split a muito tempo vejo a unificação como positiva.

    A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?

    Bem lembrado Mário, ajudaria a subir as audiências sim, existiria mais emoção com combates que iam levar a algum lugar e não só com combates para encher chouriços. Aliás faz tempo que não tem nada nesse sentido tirando o Beat the Clock que a Charlotte ganho.

    O Booking é o principal culpado pelas más audiências?

    Acredito que sim, como eu disse antes muitos combates acabam em DQ, e lutadores com um bom momento e apoio como o Cesaro do nada são enterrados e perdem para veteranos que em nada mais vão ajudar a indústria.

    • Este excesso de combates finalizados em DQ, acho que contribuem para a queda das audiências, pois é massante se esperar por um combate que tem um final desta forma.

      A realização de combates para a definição dos desafiantes aos campeões é algo que é tão interessante e tem diversas formas de ser realizada, desde um vs um, triple threat e beat the clock, acho que poderiam alavancar combates, com algo em disputa.

  10. Anónimo - há 1 ano

    saudades da brand slipt..essa é a solução, cada brand com seus lutadores e cinturões

  11. The Chosen One - há 1 ano

    – Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?
    Os citados no texto e, na minha opinião, a duração dos reinados, acho que alguns reinados curtos não fariam nenhum mal.
    – O que você faria para aumentar as audiências?
    Complicado.
    Desunificaria o WWEWHC
    Daria importancia para o SD
    Alguns reinados curtos, com mudanças de cinturão no RAW e no SD
    Mudaria a equipe criativa
    Mandaria o Cena para Hollywood
    – Você é favorável a 3 horas de Raw?
    Não, é péssimo
    – A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?
    Sim
    – A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?
    Sim, a TNA faz isso, a ROH também e deixa os programas semanais interessantes.
    – O Booking é o principal culpado pelas más audiências?
    Sim, se o booking fosse melhor, teríamos mais estrelas ou main-eventers (Cody Rhodes, BNB, Sandow,etc)

    • Os reinados mais curtos poderiam ser uma saída, mas fatores como desunificar os cinturões, e a volta da brand split acho que ajudariam na melhoria das audiências. Além é claro de combates que definam os novos desafiantes, ao invés de se escolher alguém a dedo.

  12. FPS3000 - há 1 ano

    – Quais os fatores que contribuem para a atual queda das audiências?
    A dificuldade de ter mais rivalidades consistentes atrapalha muito. Não há um bom face dessa nova geração, e Seth Rollins está carregando sozinho o piano contra muitos veteranos porque não se sabe a quem agradar: se à crowd dos grandes centros, que quer bons wrestlers, ou as famílias, que se agradam dos personagens e da eterna luta do bem contra o mal.

    – O que você faria para aumentar as audiências?
    Concentrava meus esforços no tripé RAW-Smackdown-NXT; acabava com produtos como o Total Divas e o Tough Enough, que não acrescentam nada ao wrestling; orientava os bookers a colocar mais “viradas” nas estórias, dando a todos nós uma storyline menos previsível e entediante.

    – Você é favorável a 3 horas de Raw?
    Só tem justificativa esse tempo todo por causa do uso do satélite. 2 horas de RAW, mais 2 de Smackdown já seriam o suficiente – desde que se faça do Smackdown um segundo capítulo da RAW, e não um produto “menor”.

    – A unificação do WWE Championship e do World Heavyweight Championship foi prejudicial as audiências?
    Em termos. Acho que o main roster não tem tanta gente a ponto de justificar quatro títulos, ou dois principais. Entretanto, a falta de disputas constantes, sempre com os mesmos nomes, torna tudo muito sem sal (Cena vs Rollins, de novo? pelamor …).

    – A falta de combates para a definição dos desafiantes aos campeões, poderia ajudar a subir as audiências?
    Deveríamos ter MUITO mais combates desse tipo – aliás, o título de desafiante deveria ser disputado diretamente, tanto quanto o campeão. Outra coisa boa seria aumentar a periodicidade de torneios como o King of the Ring, até para que se possa dar valor a quem não está no topo.

    – O Booking é o principal culpado pelas más audiências?
    Sem dúvida alguma. Ring skill ou mic skill dos lutadores até adianta, mas sem booking, tudo fica chato. WWE não é só lutas, é, principalmente, uma boa história.

  13. RFBM - há 1 ano

    Bom artigo:

    – Na minha opinião, o principal factor é o facto do Raw ter a duração de 3 horas, com muitas das vezes o tempo a ser ocupado por combates ou segmentos sem interesse.

    – Eu diminuiria o horário do Raw para 3 horas e faria muitos mais combates para determinar os nº1 Contenders aos vários títulos.

    – Não creio que a unificação dos títulos Mundiais tenha alguma coisa a ver, até porque mesmo os dois títulos tendo esse estatuto, o título da WWE tinha sempre muito mais destaque do que o título Mundial.

    – Sim, acho que desde que o Raw passou a ter a duração de 3 horas, o booking da WWE não tem sido o melhor, embora também ache que 2015 tem sido um ano razoável/positivo para a WWE.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador