Wrestling, Diz Ele #18 – Athletes Who Need More Exposure

Dizem que a publicidade, boa ou má, é importante que exista porque significa que o individuo/produto em causa tem o “je ne sais quoi” necessário para ser comentado/falado/explorado em determinada altura. O mesmo pode ser dito da designada “exposição”. A exposição de um atleta está calculada pela quantidade de tempo que passa em televisão, pelos combates em que participa, promos que defende, rivalidades que realiza e mais importante que tudo, a conjugação plena, as apostas que lhe são dadas. Daqui importa denotar duas dimensões: good exposure, e bad exposure. A good leva o atleta a subir todos os degraus da grande escada que é o caminho para o topo; a bad exposure leva simplesmente ao declínio do atleta mais ou menos permanentemente.

O facto é que a WWE tem actualmente um roster completamente lotado, em parte devido, ao fim da brand division; e se por um lado a panóplia de opções é diversificada (o que é um “bom” problema por assim dizer), por outro lado, inevitavelmente há atletas que ficam de fora do radar, nas ruas da amargura, ou seja, num autêntico limbo profissional, com um pé dentro e outro no centro de emprego, ou, no mundo free lancing.

O artigo de hoje à semelhança de outros tem por base um artigo recente, de cariz internacional, com ideias minhas implementadas, e pretende demonstrar 6 atletas da WWE que estão a ser subvalorizadas e necessitam de um maior “exposure”.

6. Ted DiBiase

26 de Maio de 2008. Esta foi a data em que Ted DiBiase, Jr ingressou na WWE afirmando que queria ser um campeão como o seu mítico e lendário progenitor. Ora, facto é que no inicio tudo estava encaminhado para tal, pertenceu aos Legacy que foram só talvez a última grande stable a sair da WWE na década passada e que mexeu com o panorama do wrestling mundial, aliás, foi graças precisamente a Orton, Rhodes e DiBiase (e o “desaparecido” Manu) que o termo “third-generation superstar” tomou todo um novo significado. A verdade é que em inicios de 2010, toda a gente apontava DiBiase como o “the next big thing” e o membro que sobreviveria à eventual extinção da stable em detrimento de Cody Rhodes. Bem, a verdade, é que foi exactamente o contrário.

Desde 2011 e a sua rivalidade com Cody Rhodes que DiBiase basicamente não fez nada. Caiu no ridículo com aquele Million Dollar Championship e apesar de demonstrar poder funcionar como babyface com o DiBiase Posse, a verdade é que quer por motivos de atitude nos bastidores, quer por outros motivos alheios, DiBiase tornou-se uma grande desilusão.

Com Mic skills razoáveis ainda que um bom entertainer dentro do ringue é esperar para ver se com os seus 30 anos de idade, DiBiase regressa à WWE nem que seja num mid-card.

Ultima grande aparição: 9 de Maio no WWE Superstars + RAW do dia 10 de Junho no Lumberjack match entre Ryback e John Cena.

5. Wade Barrett

Bem o caso do Sr. Barrett talvez não seja tanto de subvalorização mas mais de mau uso da personagem. A verdade é que em 2010 este senhor andava em rivalidades com John Cena, Randy Orton e era presença recorrente na programação da WWE; agora quer seja devido a uma tentativa falhada de criar uma stable como os The Corre ou então dois reinados como Campeão Intercontinental algo sui generis, ou ainda inúmeras derrotas consequentes; a verdade é que Barrett perdeu todo aquele momentum e fogo dos velhos tempos.

O que se verifica sem qualquer sombra de dúvida é que a carreira de Barrett está estagnada no tempo, não avança nem recua; a WWE não sabe se aposta ou se o deixa  a competir no WWE Superstars.

A verdade é que Barrett tem todo o talento necessário para cingrar na WWE, a questão é que a WWE não parece ter todo o talento para o utilizar como deve ser.

4. Cody Rhodes

“Potencial”; “rising star”; “future world champion”. São estes os termos que recentemente podemos e devemos associar a Cody Rhodes. Aquele que no inicio todos duvidavam de que seria alguém a ter em conta dentro da WWE acaba por se tornar o maior “dark sheep” dos últimos tempos.

A verdade é que Rhodes desde o separamento dos Legacy começou a mostrar indícios do que haveria de estar para vir e acabou por dar de novo prestigio a um titulo há muito esquecido pela WWE: o título Intercontinental; reinventando-o, re-formatando-o e re-estruturando-o; e logo por ai seria de pensar que a WWE apostaria sempre nele.

Mais recentemente juntou-se a Damien Sandow naquela que foi das stables mais estimadas pelos fãs da WWE, mas é de destacar que Rhodes nunca teve o tempo necessário para brilhar, “that one single shot” por assim dizer.

A questão é que com os mais recentes eventos do Money in the Bank e pelos rumores que circulam relativamente ao Summerslam, parece que talvez Rhodes esteja finalmente a ter a oportunidade que tanto precisa.

3. Justin Gabriel

O que acontece quando temos um atleta que tem um look diferente, luta de forma diferente e soa diferente e destaca-se do restante do roster por ser diferente? De tanta diferença não se sabe o que fazer com ele. E a bem ver, desde os Nexus e o reinado pelos Títulos de Tag Team, Justin Gabriel anda a deambular pelos estádios e arenas onde são realizados os shows, e pelas ruas dos estados americanos aos quais a WWE dá um ar da sua graça.

A questão é que Gabriel é sem qualquer sombra de dúvida dos wrestlers mais atleticamente capazes actualmente, é um babyface natural, que qualquer espectador delira à espera do próximo 450 splash. A WWE parece no entanto não saber onde coloca-lo logo resta-lhe nos últimos tempos combates persistentes ou no WWE Main Event ou no WWE Superstars.

É carismático e tem tudo o que funciona num Campeão Intercontinental por exemplo, mas o mote na carreira de Gabriel parece ser um irrevogável “para já não.”.

2. Antonio Cesaro

Em termos teóricos, Cesaro tem um reinado com o Título dos EUA de 239 dias, o que seria realmente algo a ter em conta e de destaque se não fossem as condições em que tal foi permitido, ou seja uma completa falta de uso do título e de rivalidades que permitissem manter a chama deste. Cesaro é dos wrestlers mais completos da WWE, já o disse montes de vezes, mas por algum motivo parece que falta qualquer coisa, falta aquele gatilho que impulsionaria Cesaro, que lhe permitisse ultrapassar a linha da mediocridade estatal e resignada que a WWE lhe oferece.

E se por um lado muitos afirmam que tudo pode mudar agora com a parceria com Swagger e Zeb Colter, a questão é que eu acho que só descredibiliza mais uma gimmick que necessitava de novos contornos. Colter defendia uma atitude xenófoba e vai fazer parceria com um russo?  Qualquer que seja a justificação não é sequer válida dados os contornos da situação, assim como, qualquer justificação da WWE para o facto de não usar Cesaro mais na sua programação é completamente infundada.

Cesaro necessita de um “shot” e rapidamente ou então a WWE arrisca-se a proceder ao Efeito Gail Kim, e destruir  as chances de uma excelente superstar.

1. Drew McIntyre

De “O Escolhido” para “Quem-És-Tu-Miúdo”… É assim que se descreve o percurso de McIntyre na WWE, que inicialmente tinha tudo e tudo mesmo para dar certo e agora parece que pura e simplesmente é um resultado de uma sucessão de erros de programação, de falta de eficácia aliado a uma pura descredibilização total.

Com 27 anos de idade pode ser que as coisas mudem, ei, afinal Stone Cold também foi em tempos o “The Ringmaster” mesmo antes de ser o 3:16, certo?

A questão é que dado onde McIntyre se enfiou, num buraco que mais parece não ter fundo, só um milagre criativo o pode salvar. Mas vamo-nos manter expectáveis, afinal com a WWE, tudo é possível realmente.

E pronto estes são os 6 atletas que a WWE precisa de dar mais exposição, sendo que é de ressalvar ainda Zack Ryder que poderia se encontrar na lista de 7.

E para vocês, quais são os atletas que necessitam de mais exposição na WWE?

Deixem o vosso comentário, e até para a semana ;)

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Wrestling, Diz Ele”.

24 Comentários

  1. ITS_ME_ITS_ME_ITS_DDT - há 3 anos

    Excelente artigo.
    Uma coisa que não sei se sou so que sente mas na minha opinião um lutador que se fosse bem aproveitado ate podia ter um bom futuro era o heath slater ele tem alguma coisa que curto sempre quando ele aparece na tv

  2. Diogo_67 - há 3 anos

    Tyson Kidd, ele pode estar lesionado mas é sem duvida o mais underrated, a unica vez que teve um combate por um titulo individual foi no NXT. A isto é que eu chamo “An Athlete Who Need More Exposure”. Todos os que mencionaste já foram ampeões ou já tiveram hipóteses por um titulo individual.

    • Diogo_67 - há 3 anos

      *campeões

      • DirtCrit - há 3 anos

        Tyson Kidd desafiou Antonio Cesaro numa edição do NXT pelo Título dos Estados Unidos da América. Quanto ao facto d não o ter incluido é pelo simples facto de que se encontra actualmente lesionado e como tal não sabemos até que ponto é que sem a lesão as coisas mudariam ou não. Daí que, limitei-me apenas ao roster activo actual.

      • Diogo_67 - há 3 anos

        E eu disse que a unica vez q ele teve uma opurtunidade por um titulo individual foi no NXT, mas essa vez nem devia contar devido ao facto que eles obviamente não iam dar o titulo usa no NXT. Mas sim eu compreendo não o teres incluido por ele estar lesiunado. Mas se ele não estivesse lesionado metias o Tyson em que posição? (Eu metia-o em 1º)

      • DirtCrit - há 3 anos

        desculpa, não li com cuidado :O
        1º não, 2º.
        Acho que o grande problema como ficou implicito é realmente as gimmicks que têm actualmente e que não lhes permite gerir bem o que fazem. Se bem qeu mais uma vez Ringmaster======Stone Cold Steve Austin. Portanto…

  3. Matheus Moia - há 3 anos

    Muito bom artigo, eu colocaria junto com estes superstars o christian e o titus o’ neil.

  4. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Dava para fechar uma lista com dez:
    1. R-Truth
    2. Zack Ryder
    3. Tyson Kidd
    4. Curt Hawkins

    Fora outros como Marella, acredito que ele poderia ter uma chance de grande mid-carder, mas com uma gimnick boa. Outro que poderiam receber chances seria o Riley, mas todos sabemos com a WWE o ama. JTG seria uma grande aposta para mim também e Evan Bourne, mas ele precisaria ter mais cuidados com a Weliness Police.

  5. El Shaarawy - há 3 anos

    Dibiase – Muito talentoso e os combates que protagonizou com os legacy sao a prova disso! recordo-me de um brutal contra o shawn e o HHH !!! Era dado como o mais talentoso e acabou por ser o Cody a roubar-lhe o protagonismo!! Ainda tenho alguma esperança que possam fazer algo com ele porque talento é coisa que ele tem e muito!!!

    Wade Barrett – Talvez o caso mais revoltante depois daquilo que já foi na wwe!!! Nao consigo compreender o porquê disto porque o Barrett tem main event escrito na testa e só a wwe ainda nao percebeu isso! Eu também entendo que o roster esteja algo lotado neste momento mas o Barrett já podia ter sido campeão Mundial noutra altura sem qualquer problema e depois de tanto destacarem o seu retorno estão a tornar-lo num jobber que é um insulto ao enorme talento que este superstar possui!!

    Cody Rhodes – Apesar de muito maltratado nos ultimos tempos parece que finalmente vai ter a chance que merece e isso agrada-me imenso!!

    Gabriel – Ele de facto é muito bom no ringue mas falta qualquer coisa àquela gimmick para funcionar e falta claramente storylines e rivalidades para ele pois ele só é usado para combater no superstars ou no main event!! Gabriel e Kidd poderiam afirmar-se como dupla credivel quando este regressar!!

    Cesaro – Outro que tem um talento fenomenal no ringue mas que é horrivel fora dele em todos os parametros!! Acredito que com Colter vai longe!!

    Drew – Talvez a situação mais dificil de recuperar de todos!! Está numa stable sem qualquer tipo de credibilidade e em que nem é o destaque da mesma e o pesadelo do drew parece nao ter fim à vista!!! É uma pena perder-se este enorme talento!!

    Acho que faltaram aí dois nomes:

    A-RY – o jobber com reacções de main event e que tinha tudo para ser um grande nome na wwe !! E o Hunico que era sempre fantastico ver combater!!

  6. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Bom artigo. Acho que os lutadores que precisam de mais exposição na programação são:

    6) Tyson Kidd – Um excelente talento em ringue e o Punk até já o elogiou numa promo há alguns meses atrás. Acho que de momento está lesionado, mas quando voltar, não me importava nada de o ver numa feud, por exemplo, com o Ambrose pelo título dos USA. Tenho a certeza que o Tyson Kidd tem muito para dar no mid-card.

    5) Alex Riley – Mais um bom talento que merecia mais tempo na actual programação da WWE. Parece que está a seguir a carreira de comentador visto que tem comentado Superstars e agora vai fazer o mesmo com o NXT. Ele estava over quando estava em feud com o The Miz mas infelizmente o John Cena aconteceu ( se é que isto é de facto verdade )

    4) Antonio Cesaro – Um dos melhores lutadores em ringue, apesar de não ser um poço de carisma e não ser nenhum mestre no micro, mas para isso é que tem a ajuda do Zeb Colter mas parece que nem assim vai sair da cepa torta pois tem o Swagger com ele agora. Vai ficar enfiado na tag team division por uns tempos mas espero que depois a WWE aproveite o seu talento.

    3) Cody Rhodes – Acho que o seu face turn e a sua feud com o Sandow significa que a WWE quer apostar no Rhodes para o futuro. Não sou grande fã nele no que toca ás suas mic skills, mas também não é mau. Aliás, é bem melhor que certos main-eventers. Espero que a sua feud com o Sandow o ajude a cescer a sua personagem.

    2) Curt Hawkins – Eh pah, juro que não percebo porque é que a WWE não aproveita este homem, nem que seja metê-lo numa tag team com o Zack Ryder. Apenas metam o homem no meu ecrã pois ele tem mais do que talento para chegar longe na WWE.

    1) Wade Barrett – Não sou o seu maior fã mas ele é talentoso demais para andar a jobbar forte e feio todos os shows. É talentoso no ringue, bom mic worker – apesar de nunca lhe darem oportunidade – e tem carisma. A WWE estava a pushá-lo como top heel da companhia em 2010 mas não sei mesmo o que aconteceu.

  7. kenneth - há 3 anos

    Eu acho que faltou o Hunico ele é um lutador bastante veloz, ágil com golpes até interessantes mas que até agora sem muito espaço…

  8. Mindfreak - há 3 anos

    Um bom artigo. Acho que adicionava mesmo o Hawkins e até mesmo o Ziggler visto que a WWE anda num “Apostamos ou não apostamos?” com ele.

    PS : Acho que te enganaste ali na parte do Cesaro. Ele é da Suíça, não é Russo.Tenho mesmo ideia que sim.

    Seja como for ,parabéns pelo artigo!

  9. PZD - há 3 anos

    Realmente, no caso do Drew McIntyre chega mesmo a ser ridículo. A cena dos 3 Man Band é pura perda de potencial do ‘antes-eleito-pelo-Boss-e-agora-esquecido-no-sótão’.

    É um bom tema sim Senhor, obrigado!

  10. Wagner Matheus - há 3 anos

    Bom artigo DirtCrit!! É uma pá de gente que não é bem aproveitado na WWE: Desde estes que você citou dentre outros como: Zack Ryder, Tyson Kidd, Hunico e por aí vai…

    Penso que um grande talento que a WWE têm em mãos e deveria aproveitar, é o Alex Riley, mas este foi se envolver em encrenca com o John Cena…

    Acho que a WWE deveria criar uma divisão para estes talentos que não teem muito espaço na empresa.

  11. TWWE - há 3 anos

    Acho que o pior caso é do DiBiase.
    Por mais que Cesaro, Barret, Rhodes, Gabriel e até mesmo McIntyre não estão recebendo o que merece eles ainda assim aparecem nos shows semanais.

    DiBiase só é usado em Live Events, e naqueles programas de Bully da WWE, e de vez em quando ainda consegue aparecer no WWE Superstars. Eu fico muito p*** com isso, pois DiBiase junto com o Riley (que aliás está na mesma situação) é meu Superstar favorito. Tem um talento imenso, e consegue bastante pop assim como o Riley.

    O Barret, acredito que esse ano ainda a WWE utilize ele em algo grande.

    O Cesaro agora que está com o Swagger vai conseguir o titulo de duplas. Ele tem muito pouco heat e é esse o problema, mas é um dos mais tecnicos na WWE.

    O Gabriel teria um futuro se não fosse a lesão do Tyson Kidd. E acho que agora os dois vão ser jobber forever.

    O Rhodes é utilizado e muito. E sempre faz otimos combates. Mas, na minha opinião, ele merecia 1000 vezes amais que o Sandow essa mala. “Ah mais o Rhodes vai ter uma feud incrivel com o Sandow” Mas e depois? vai voltar para o IC Championship e pronto. Nada contra o Sandow, mas o Rhodes está a mais tempo na WWE e já passou pelos titulos secundarios.

    Outros que acho são Curt Hawkins, Hunico e Natalya.

    A razão para isso é o fim da Brand Split, agora são os mesmos Main Eventers na Raw e na Smackdown, não tendo tempo para o Mid Card.

    E essa situação só tende a piorar com a WWE à trazer talentos do NXT, é muita gente no roster. Enfim é torcer para que Vince entenda que é muito bem vindo a volta da Brand Split

  12. LuisMPBO - há 3 anos

    Bom artigo.
    De facto, todos os wrestlers que mencionaste estão a ser altamente desaproveitados. No entanto talvez mudasse umas coisitas. O meu ranking:
    6 – Natalya
    5 – Curt Hawkins
    4 – Ted Dibiase
    3 – Tyson kidd
    2 – Drew Mclntyre
    1 – Wade Barrett
    Acho que as pessoas exageram com a situação do Rhodes e com a do Cesaro. O Cesaro não chegou à tanto tempo como isso e tem vindo a ser construido gradualmente, enquando vai melhorando também nos seus pontos fracos. Quanto ao Rhodes, ele a qualquer momento dá o salto, por isso não o vou chamar desaproveitado, pelo menos por agora. O tempo dele está a chegar, vão ver. E ele raramente faz daqueles jobs ridículos de dois mínutos. Outro motivo, este talvez o que o distingue muito do Barrett, para mim, é o facto de a sua construção ser gradual e com lógica, sem haver grandes declives no seu estatuto, e de não ter deixado passar oportunidades flagrantes para a sua ascensão. Na minha opinião, tem sido assim, e tudo isto é o oposto do Barrett.

  13. Gabriel Fontes - há 3 anos

    Eu realmente acho que odeio o Hunico mas uma coisa tenho qua admitir ele dentro do ring da show e botcha muito menos que o Sin Cara e até era melhor nos seus tempos de Black Sin Cara

  14. Fernando Martinho - há 3 anos

    O Mclntyre podia-se juntar ao Heyman, para “renascer” na WWE.

  15. MicaelDuarte - há 3 anos

    Gostei do artigo.

    Concordo que todos estes nomes que referiste precisem de destaque, no entanto, acho as situações do Barrett e do Rhodes ligeiramente diferentes dos restantes. Barrett e Rhodes, ao contrário dos outros, são nomes com já alguma relevância e a qualquer instante as coisas podem melhorar (já deveriam ter melhorado!), já os outros terão que ter ainda algum trabalho até lá chegarem.

    Alguns nomes que eu acho que são bastante injustiçados:

    Curt Hawkins: Mais do que Zack Ryder, este wrestler deveria ser muito mais valorizado ao invés de aparecer apenas no NXT (e é quando aparece). Adoro vê-lo em ringue e acho que indivualmente se desenrascaria ainda melhor do que Zack Ryder, já para não falar que tem uma gimmick muito mais séria que a do Ryder.

    Drew McIntyre: O que é que este wrestler está a fazer naquela “banda”?! Arranquem-no dali o mais depressa possível e valorizem-no como merece, nem que seja como o antigo “Chosen One” que até era uma gimmick bastante decente. Um dos que mais me custa ver a não ser valorizado.

    Justin Gabriel/Tyson Kidd: Excelentes wrestlers, nomeadamente o Kidd. Porque não juntá-los numa tag-team highflyer a sério, mesmo com um nome, uma verdadeira tag-team? Com certeza que teríamos combates de tag-team bastante bons e inovadores…

    Ted Dibiase: Quando ele começou os conflitos com o Orton na altura dos Legacy, onde até tiveram um combate na Raw em que o Dibiase se voltou momentaneamente contra o Orton, fiquei contentíssimo por achar que dali poderia sair um grande Dibiase como face e com um futuro bastante risonho. Como eu estava enganado! Há alguns meses corriam rumores que ele poderia dentro de pouco tempo sair da WWE, coisa que eu não queria, de todo!

    Estes são aqueles que eu acho que mais precisam de destaque e que têm muito mais para dar do que aquilo que a WWE quer dar a entender. Podem juntar-se a estes nomes Alex Riley e Natalya!

  16. don_ricardo_corleone - há 3 anos

    Só acrescentaria Tyson Kidd, Natalya e Alex Riley. Para o Drew McIntyre o melhor seria ele desaparecer uns dois meses e regressar com a antiga gimmick.

  17. Randy Orten - há 3 anos

    so mudaria umas coisas no lugar de cesaro punha tyson kidd , e por Barret punha Zack Ryder

  18. rgref - há 3 anos

    e o sin cara que no inicio ganhava todos os combates e agora e uma desilusao

  19. Eduardo R. - há 3 anos

    O grande problema desses atletas que tem talento,mas são desvalorizados, para mim, é a falta de uma gimmick criativa. Nas outras eras da WWE, os atletas sempre tinham alguma gimmick que diferenciava a característica de personagem um dos outros,hoje, na PG Era, parece que todos os atletas são iguais,sempre o mesmo papo de babyface contra heel,portanto fica difícil um wrestler se destacar.Mas sempre há as devidas exceções como por exemplo, Sheamus, ele tem uma gimmick diferente de ”celtic warrior”, além de ser um excelente entertainer e wrestler, por isso que ganhou esse destaque todo. Assim como o Daniel Bryan e o Alberto Del Rio tbm tem gimmicks mais bem definidas. Agora se pegar Ted DiBiasi,Justin Gabriel e Wade Barrett, como citados no texto, são lutadores genéricos, sem um diferencial que chame a atenção para pushs e feuds. Portanto o problema está na criação da características dos lutadores.

  20. Suicide - há 3 anos

    Óptimo artigo! Concordo plenamente
    Um pequeno reparo, se não me engano o Cesaro é Suíço e não Russo

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador