Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Wrestling, Diz Ele #41 – Shine Bright Like a Diamond

Here, now, forever. Este é o lema atual da WWE, como é de conhecimento de todos que assistam ao produto diariamente, quer esporadicamente, quer assiduamente. De qualquer forma, esta semana, o Wrestling, Diz Ele desta semana dirá respeito a estrelas da WWE, que de alguma forma são assumidas como “dark horses” na competição e talvez, de uma forma ou de outra, brilhem no próximo PPV da WWE, o Extreme Rules.

É de conhecimento geral que a WWE tem um hábito de esquecer os atletas mais trabalhosos e que mais capacidade têm dentro de um ringue, e falo de nomes como Evan Bourne, Tyson Kidd, Damien Sandow, Tensai, bem como as constantes atrocidades que cometeram com Wade Barrett e Jack Swagger no ano passado, por exemplo. Facto é que o atleta que num simples momento ganha a mala Money in the Bank, e no momento a seguir está no NXT, ou então, despedido. Por outro lado, a WWE tem ainda o hábito de tornar estas superstars, autênticos Mr. Bean’s de Segunda-feira a noite ou então juntar duas ou três e formar equipas, miraculosamente surgidas do nada. No entanto, esta mais recente Wrestlemania parece que veio alterar tudo isto, e a WWE aparenta estar num autêntico modo “reiniciar”. Muito já se discutiu na comunidade online sobre o passar de testemunho de Vince McMahon para Paul Levesque e Stephanie McMahon, e isto tem se tornado cada vez mais óbvio nos últimos tempos.

De qualquer forma, o Extreme Rules será ainda mais outro PPV onde a WWE tem a oportunidade de continuar a singrar neste nível que nos tem habituado nos últimos tempos, isto é, se a WWE conseguir fazer com que a novidade e a luz do holofote não se esbata. As possibilidades são imensas, e eis um olhar sobre elas:

5. Tamina Snuka

Este ponto leva-me a várias questões que precisam de ser abordadas. Em primeiro lugar, o facto de Tamina ter ganho o lugar de Candidata Principal ao Título das Divas, num show como o WWE MainEvent, vem enaltecer as recentes apostas da WWE neste show, que até então tinha-se mantido como um Monday Night Heat (enquanto o Superstars continua um Friday Night Velocity autêntico). Em segundo lugar, a história ou a vitória em si de Tamina vem aumentar ou criar uma série de rumores sobre o atual estado de AJ Lee, na WWE, principalmente tendo em conta a relação desta com CM Punk. Ora, tendo isto em conta, Tamina vem ocupar um lugar que não seria, exatamente dela, nesta fase do campeonato, não que não seja um lugar mais do que merecido. Posto isto, o meu terceiro ponto diz respeito a este facto precisamente. Tamina é uma, senão a diva mais powerhouse atualmente na WWE, uma vez que Kharma e Beth Phoenix não se encontram com a companhia. Tamina é uma atleta memorável, desde que compita com atletas que sabem o que também fazem dentro do ringue, e já há muito que merecia um destaque destes, principalmente face a uma audiência do Extreme Rules. Mais ainda, este combate entre Tamina e Paige é o típico combate que a WWE adora, tendo em conta que Tamina será uma força semelhante à de Golias, e Paige semelhante a David, dada a persona que tem adotado. Curiosamente, a este título não gosto muito de ver Paige a sofrer antes dos combates, a bem dizer, para depois ganhar os combates com excelentes ring-skills. De qualquer forma, ninguém pode negar o talento dela, mas se este modus operandi continuar, podemos estar quase a chegar ao nascimento de uma nova John Cena.

4. Hornswoggle

hornswoogle

Antes que mudem de página do wrestling.pt ouçam-me primeiro, ou leiam-me neste caso. Tirando as histórias trágicas do GM Anónimo, o facto de ser filho de Vince McMahon, para afinal ser de Finlay, e o reinado que lhe atribuíram como Cruiserweight Champion depois de o título ser atribuído a Chris Jericho, Gregory Helms, e outros, Hornswoggle tem uma gimmick que lhe assenta, e que serve para o efeito, consoante o que a WWE pretende. Em termos de marketing, tornar Hornswoggle visível na televisão novamente é o ideal, devido ao mais recente filme da WWE, a estrear no verão: Leprechaun – Origins. Bem, tirando isto, e a escusada união, a meu ver, de Hornswoggle a 3MB, a mais recente rivalidade entre El Torito e Hornswoggle é fresca, e uma oportunidade de rever a secção mais pequena de wrestlers do mundo. Curiosamente, o combate destes no Friday Night Smackdown da semana passada não foi, de todo, horrível, e seria uma bela aposta para o Extreme Rules, a meu ver, desde que o combate fosse bem trabalhado, e até melhor seria, se Hornswoggle adotasse uma nova gimmick semelhante à originária, com Finlay.

3. Rey Mysterio

rey

É mais do que lógico que Rey Mysterio, com 39 anos de idade e o legado de wrestling que já possui, não terá muitos mais anos pela frente, quer na WWE, quer ativamente em qualquer outra possível companhia. De qualquer forma, Mysterio tem sido mal aproveitado pela WWE recorrentemente, e o facto de estar constantemente lesionado não é desculpa para um dos maiores atletas de sempre, aquele que outrora já foi, inclusive, cara da companhia estar a ser tão mal utilizado. O Extreme Rules, seria, e dado o passado de Mysterio, uma boa forma de lhe dar um último combate, para sair em grande e de forma oficial de uma prestação mais ativa, para algo mais esporádico, à semelhança do que RVD, Batista, Jericho e Undertaker têm feito. Dado o panorama e o paradigma de base ao Extreme Rules, seria uma forma de honrar Mysterio e de lhe dar uma última homenagem, quanto mais não fosse num combate contra RVD por exemplo, num Extreme Rules Match ou algo assim parecido.

2. Cody Rhodes e Goldust

rhodes

A única coisa que me ocorre em relação aos irmãos Rhodes é, efetivamente, o passarem de bestiais a bestas para a WWE. Ambos têm uma quantidade de carisma bastante marcante, mas recentemente têm sido absolutamente mal aproveitados pela empresa. É ridículo pensar que nem há 3 meses, ambos estavam no topo da cadeia da divisão de Tag Team apenas para atualmente perderem para indivíduos como Ryback e Curtis Axel. Esta é a maior prova que tenho para o que referi no início do artigo de se passar do topo para o esquecimento. Pois bem, esta seria uma boa oportunidade para Rhodes e Goldust brilharem, não tanto pelos Títulos porque os Usos acabam por conseguir elevar os títulos por eles próprios, mas por talvez entrarem na rivalidade entre os Shield e Evolution de alguma forma, ou até quebrarem a ligação entre estes e começar a construir um futuro combate para o Summerslam deste ano. Que melhor para animar o verão da WWE do que uma rivalidade entre dois irmãos, especialmente, se o progenitor, Dusty Rhodes, estivesse envolvido.

1. Damien Sandow

idol stevens

Devo confessar que este caso mete-me uma certa pena. Em primeiro porque Sandow demonstra ter capacidade no ringue, em segundo porque abraça e interpreta a personagem que lhe compete como ninguém. E em segundo porque tem dos melhores mic skills da WWE atualmente. No entanto, parece que à semelhança de Ziggler, antigamente, e devo dizer, praticamente atualmente, e Santino Marella tornou-se o bobo da corte da WWE. A WWE não sabe o que fazer com Sandow, logo semana a semana, sempre que alguém precisa de ter algo para fazer, deve-se acabar com a reputação do ex-Idol Stevens mais um bocado. Sandow precisa de um breaktime, e não falo da patética rivalidade por dias com Big Show, nem tão pouco de um mísero combate, falo sim de uma rivalidade a sério, sem nenhum título mas que tenha história.

Daí que, tendo isto tudo em conta, não acho que seria, de todo, mal pensado, e dados os rumores que Paul Levesque presta mais atenção à Internet e ao público do que o seu sogro alguma vez prestou, formar uma stable entre Dolph Ziggler, The Miz, Damien Sandow e Zack Ryder para o Extreme Rules precisamente. E isto seria definitivamente o “best for business”, sendo que uma estreia num Extreme Rules, quem sabe aniquilando os the Shield ou atacando Daniel Bryan seria uma forma de tornar a WWE, mais uma vez, falada em todas as bocas do mundo.

E para vocês, quem deveria brilhar no Extreme Rules? Quem deveria ter o mais do que merecido destaque?

Até para a semana ;)

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Wrestling, Diz Ele”.

5 Comentários

  1. Tunes9 - há 3 anos

    Excelente artigo DirtCrit, Parabéns!. :-)

    Todos estes merecem destaque no Extreme Rules:

    – A Tamina é uma grande atleta, tem boas ring-skills, tem força e uma presença que mete respeito, é uma “Diva” que respeito e que aprecio, penso que lhe falta alguma intensidade em ringue e maior rapidez, também tem que ser menos trapalhona, mas tem tudo para ser uma “Diva” de top, espero que o combate entre ela e a Paige seja de grande qualidade e com um tempo (duração) aceitável, mas a Paige tem que vencer porque é muito cedo para perder o titulo, ela concretizou o seu sonho com muito sacrifício e precisa de um reinado digno, espero que não a tornem uma nova “John Cena” (até me dá arrepios…), isso seria ridículo e era estragar todo o talento, qualidade e potencial que a Paige tem e uma gimmick interessante que pode tornar-se em algo maior, espero que a WWE faça tudo certo.

    – O Hornswoggle tem sido um excelente profissional, tudo que lhe pedem ele faz e faz bem, sacrifica-se e merece destaque, um combate entre ele e o El Torito, se for bem trabalhado, pode ser interessante, eles têm ring skills, só é preciso que façam um combate sério e eles podem surpreender, eu gostava de ver um rematch.
    – O Mysterio tem tido várias lesões e não está a 100%, não pode continuar a lutar a tempo inteiro, ele já tem quase 40 anos e para um “High-Flyer”, isso começa a “pesar”, portanto penso que está na altura, com muita pena minha, de ele começar a ser um “part-timer” e concordo que um combate digno no Extreme Rules, seria o ideal para fazer essa mudança, com o RVD seria excelente.

    – Concordo com a parte dos Rhodes Brothers, eles têm qualidade e talento, muito carisma e o Goldust ainda está em excelente forma, é estranho passarem de um “push” e dos títulos de tag team para praticamente “jobbers” a perder com o Ryback e o Curtis Axel, se não há planos para eles na divisão de tag team, façam o combate singles entre eles, peguem no Dusty Rhodes e metam-no na feud e até como special referee, no Summerslam seria excelente e até podia durar um pouco mais, espero que sim.

    – Eu gosto do Damien Sandow, acho que a gimmick dele é interessante e que ele encaixa bem na personagem, tem excelentes mic-skills e grande carisma, fisicamente tem presença, só precisa de evoluir um pouco nas ring-skills, mas tem tudo para ser um grande “Main-Eventer”, mas precisa de uma aposta séria, de um “push” e de rivalidades com história e bem construídas, ele merece mais respeito e não pode ser um simples “jobber”, é desperdiçar talento, acho que a tua ideai da stable é interessante, podia ser a stable da “Autority” depois de os Evolution “acabarem” e entrarem em feud com os The Shield, gostava de ver.

  2. RVD_77 - há 3 anos

    Excelente artigo !!!

    Realmente uma stable entre o Ryder, Sandow, Miz e Ziggler atacando os SHIELD, daniel Bryan ou até quem sabe uma rivalidade contra a Wyatt Family iria ser sem dúvida um dos momentos do ano !!!

  3. Rodrigo Neves - há 3 anos

    só esses quatro não sei, mas acharia fantastico uma stable como os nexus , com o ryder, miz, ziggler,sandow, bourne, tyson kidd,.

  4. Barrett is back - há 3 anos

    Pessoalmente li aqui quatro excelentes ideias e uma má na minha opiniao é claro. Para mim é impensavel Hornswoogle e El Torito combaterem no extreme Rules tirando o lugar a talentos que realmente a maioria do publico quer ver. Deixem isso para a Raw se tem mesmo de ser.

    Quanto ao resto aprovo totalmente. A primeira hipotese vai mesmo acontecer e faz todo o sentido realmente Tamina merece já há muito tempo. Rey VS RVD num Extreme Rules match seria concerteza um combate memoravel e sem duvida que o Rey merece despedir-se em grande porque é inegavelmente o melhor high flyer da historia da wwe. Cody e Goldust tem de lutar isso é quase obrigatorio pois esta rivalidade definitivamente catapultaria o Cody se as coisas fossem bem feitas. Depois quem sabe com a ausencia do Batista ele até poderia ser o novo membro dos Evolution até porque seria uma forma de lhe dar algo importante para fazer nos proximos tempos em que a luta pelos titulos principais terá em outros nomes o seu foco.

    Essa stable do Ziggler, Sandow e Miz era épica. Mas o quarto elemento a meu ver nao deveria ser o Ryder pois está muito longe dos outros e nao o vejo com qualidades para acompanhar a mestria dos restantos. Daí a minha hipotese passar mais por um novo Drew McCyntire.

  5. danielLP21 - há 3 anos

    Não me importo que haja combates entre os dois anões na Raw ou na SmackDown (acho, até, que pode ser um momento relaxante no meio de histórias mais intensas, principalmente na Raw), mas um combate num PPV já seria abusar da sorte.

    De resto, gostei bastante do que li! Essa ideia que deste em relação a quatro atletas que podiam e deviam estar noutro nível é muito boa. Ainda não tinha pensado em algo do género. Pena que aquilo que o Miz fez um dia (ir à mesa de comentadores durante um combate e enviar aquele recado) não teve sequência…

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador