Bryan Danielson fará a sua estreia nos ringues da AEW esta quarta-feira, tendo pela frente o AEW World Champion Kenny Omega num Non-Title Match.

Antes de lutar no especial AEW Dynamite: Grand Slam, que se realiza no Arthur Ashe Stadium, em Nova Iorque, o ex-campeão mundial falou com o WFAN e deu a entender que a sua carreira enquanto competidor a tempo inteiro está a chegar ao fim.

Muita gente olha para a situação atual como se houvesse duas opções, WWE ou AEW. Eu fico do tipo “ou poderia simplesmente ter uma agenda na cena independente onde não assine com ninguém”. Pensei nessa possibilidade. Também ponderei sobre não voltar de todo ao Wrestling, pelo menos nos próximos anos.

Depois, acabaria por perder talvez os quatro anos produtivos da minha carreira atlética e posso não ser o mesmo aos 45 [anos] como agora aos 40. Vejo estes próximos três anos como os meus últimos enquanto wrestler a tempo inteiro. Não quero ver isso como “Ok, ele está a abrandar”. Este é o clímax da minha carreira.

Ainda a respeito de Bryan Danielson, este também revelou que a música “Final Countdown” custava bastante dinheiro por cada vez que tocasse (pelo menos 100 mil dólares) e só poderia ser ouvida 20x por ano, daí que Tony Khan tenha preterido de adquirir os seus direitos.

Por fim, em conversa com Brandon F. Walker do Barstool Rasslin’, o “American Dragon” frisou que não está a corresponder aos cânticos de “YES!” do público da AEW devido a um pedido expresso de Kevin Dunn e da WWE para que não utilizasse a propriedade intelectual da antiga empregadora.


Acreditas que Bryan Danielson está mesmo a chegar ao clímax da sua carreira?

5 Comentários

  1. Gean4 semanas

    Claro que não , na minha opinião o wrestlemania moment de Daniel Bryan em 2014 foi o maior de todos os tempos, sendo o ponto alto da carreira de qualquer wrestler

  2. L26MC4 semanas

    A theme song dele atual casa muito bem com os “yes” do público, são uma grande junção, o que deve continuar o público a fazer o gesto e cântico.

    Admiro a lealdade dele e respeito pelo pedido dos responsáveis da WWE, mas a meu ver ele devia trocar a atual theme song, porque faz uma grande alusão à sua antiga enquanto lutador da WWE.

    Se formos olhar para o Jericho e para o Moxley, que são 2 nomes de peso que passaram pela WWE, conseguiram mudar e desvincular-se do seu personagem na WWE, o Bryan certamente também conseguiria visto que o público da AEW parece fácil de colaborar e aceitar as coisas novas.

    Sobre o “climax” só de dia para dia é que ele vai sentir, se o seu corpo corresponde bem às suas expectativas.

  3. El Cuebro4 semanas

    Ele não faz o “YES”, mas o “YES” é feito pelo público pois é memorável!

  4. Para mim dos pontos mais altos da carreira foi na Wrestlemania 30!

  5. Anónimo4 semanas

    Desejo tudo de bom para o Bryan, que desfrute desta nova fase na carreira dele.