Bryan Danielson fez a sua estreia oficial nos ringues da AEW no Dynamite Grand Slam desta quarta-feira, tendo registado um empate por tempo limite num Non-Title Match diante do AEW World Champion Kenny Omega que foi realizado num lotado Arthur Ashe Stadium, em Nova Iorque.

Em conversa com Joseph Staszewski do New York Post, o “American Dragon” revelou que a ideia de enfrentar desde logo o “Best Bout Machine” no início do seu percurso na promotora de Tony Khan partiu de si, já que queria um sentimento de grande luta no seu primeiro combate.

Esta é uma das minhas ideias com que vim para cá [AEW], para realizá-la logo. A ideia surgiu de quando regressei da minha reforma [em 2018], pois havia imensos combates na WWE que as pessoas queriam ver e nós ou levámos bastante tempo até chegar a eles ou até nem sequer os fizemos. E eu acho que perdemos algum ímpeto quando os fãs estavam entusiasmados por eu ter voltado da reforma.

Na altura, eu senti que o melhor era construir para esses combates. Eu creio que com tanta gente excitante a chegar à AEW, podes construir um combate entre CM Punk e Kenny Omega. Podes construir para alguns desses combates, mas também acho que os fãs querem ver algo de imediato para os colocar bastante ansiosos. Para ser franco, eu quero que o meu primeiro combate na AEW pareça algo grandioso. Portanto, não há nada maior neste momento do que eu vs Kenny Omega.

Eu também já anseio por lutar contra Kenny há anos. Uma vez que estava na WWE, pensava que era um combate que realmente nunca aconteceria. Mas quando Kenny e eu lutámos anteriormente, ele ainda não era muito conhecido na cena independente e não tinha feito todas as coisas que conseguiu no Japão. Enquanto isso ocorria e eu estava na WWE, fiquei do tipo “Woah, eu adoraria enfrentar este tipo”.

Ainda nesta entrevista, Bryan Danielson revelou que não utiliza a sua própria merchandise da AEW porque não está concentrado em vendê-la às pessoas e que prefere antes fazê-las acreditar no que diz e faz durante os shows, adotando assim uma mentalidade mais simplista.

Já numa presença no WFAN Sports Radio, o antigo campeão mundial apontou Dante Martin e Daniel Garcia como os jovens que mais o têm impressionado até agora na All Elite Wrestling e que considera mais semelhantes a si quando estava a dar os primeiros passos no mundo do Wrestling.


Esperavas que este dream match tivesse sido ideia de Bryan Danielson?

5 Comentários

  1. Que combate! Acho que acima dos títulos, a passagem do Daniel Bryan pela AEW vai ficar marcada por vários combates tremendos, o de ontem foi apenas o começo. Isto promete muito mesmo

  2. El Cuebro2 meses

    O Bryan já tem uma experiência tremenda no mundo do wrestling, teve seu tempo na ROH, também WWE, etc, ele fez combates memoráveis por onde passou, conseguiu uma popularidade imensa, até quando foi heel, teve o “YES Movement” também e agora ele chega na AEW com tudo isso, já é um grande nome e um dos pilares do wrestling mundial na atualidade!

  3. Facebook Profile photo

    Também acho que a WWE não aproveitou da melhor forma o regresso do Bryan.
    A rivalidade com o Owens e com o Zayn até foi boa, mas saltar disso para uma rivalidade com o Big Cass foi um pouco meh…

    Bryan vs AJ era um dream match autêntico, mas aconteceu logo no SmackDown pós Wresltemania, sem build nenhum, e cortou um pouco a aura do que poderia ter sido um grande momento. Aqui até compensaram pela boa rivalidade que apresentaram no final do ano.

    Não desvalorizando a rivalidade com o Owens e com o Sami, mas se havia combate que os fãs queriam ver num potencial regresso do Bryan aos ringues, era com o Miz. A WWE tinha milhões de dólares nessa rivalidade. Estávamos em 2018 e aquela mítica promo no Talking Smack em 2016 ainda estava fresca, para que se entenda o quão boa foi. Até ao SummerSlam a WWE perdeu o momentum que esta feud podia ter tido se a fizessem logo no regresso do Bryan, e juntar a Brie e a Maryse à rivalidade não ajudou minimamente.

    O heel turn do Bryan foi uma das maiores surpresas que a WWE me deu, no sentido de que ao início fui contra a ideia mas acabei por me convencer com ela, que bela Run. O Bryan comportou-se como um autêntico old school heel, e ajudou imenso a construir o grande momento que foi a vitória do Kofi na WrestleMania. Isto só mostrou o talento do Bryan. Mas lá está, até esta Run como WWE champion, o Booking podia ter sido muito mas muito melhor.

  4. Anónimo2 meses

    Foi uma boa ideia do Byan.

  5. Foi uma excelente ideia!