Faz login e reduz a publicidade

More Than Words #30 – Campeão Ausente

Como já podem ter reparado, ao fim de 29 edições, o foco dos meus artigos é normalmente os aspetos negativos que eu vejo na WWE e secalhar, para alguns, isso faz com que eu não seja mais do que que uma daquelas pessoas que não consegue apreciar o produto como ele é ou que nunca está contente com nada, mas a verdade é que impossível apreciar o produto ou ficar satisfeito com o que vejo, quando sei que o suposto título principal da companhia está nas mãos de alguém em que dá para contar pelos dedos as vezes que apareceu num ringue da WWE este ano! Eu não teria nenhum problema com estas aparições esporádicas de Brock Lesnar, não fosse ele o principal campeão da companhia, mas o facto de ele saber que o é e aparecer uma vez ou outra, quando lhe apetece, ainda por cima para distribuir uns quantos suplexes e ganhar mais do que qualquer lutador a tempo inteiro, é no mínimo enervante.

Eu percebo que Brock Lesnar seja uma atração, que seja alguém que consegue vender uma data de bilhetes só de referirem o seu nome, Brock Lesnar é sem dúvida um dos nomes mais sonantes da indústria do Wrestling e por isso eu entendo o facto de o terem colocado como campeão universal na Wrestlemania 33. O que eu não entendo, é como é que a WWE o deixou continuar como campeão por mais de um ano, sabendo que este é um mercenário, que apenas aparece quando o dinheiro fala mais alto. Será por ter medo de perder um dos seus maiores draws? Será apenas para ser anunciado que este bateu o recorde de CM Punk de mais dias como campeão? Qualquer uma das razões não justifica o facto de a WWE chegar este ponto, em que até mesmo o General Manager do Raw, independentemente de ser kayfabe ou não, pede desculpa aos fãs pelo facto de o campeão não aparecer. Durante estes 14 meses em que Brock Lesnar foi campeão universal, o Monday Night Raw foi incrivelmente prejudicado, não só pelo facto de o campeão não aparecer, mas também pelo facto disso contribuir para que se tenha de criar storylines para distraír os principais candidatos pelo título.

Neste momento, na WWE, pelo facto de o campeão não estar presente e segundo rumores, nem sequer devendo aparecer no Summerslam em Agosto, temos Roman Reigns numa rivalidade com Bobby Lashley, cujo único objetivo neste momento deve ser ver quem é o mais adorado por Vince McMahon, temos Seth Rollins num.a rivalidade com Dolph Ziggler, o que embora justificável, dá para ver cuja finalidade principal é ocupar Rollins com alguma coisa, até que Lesnar chegue e temos um Mr. Money In The Bank a rivalizar com Kevin Owens, numa storyline cuja comédia é o foco principal. Como dá para ver, só pelo facto de Lesnar, não aparecer, os principais candidatos ao título, estão neste momento em storylines forçadas, porque não podem enfrentar o campeão que só aparece de vez em quando.

Quem é que neste momento se sente completamente entretido a ver um episódio do Monday Night Raw, sabendo que o principal título da companhia só vai ser defendido talvez daqui a uns meses? Por mais storylines coesas que construam, por mais importância que dêm ao título intercontinental e por mais gauntlets ou multi-man matches que façam, o fator comum em todos esse combates vai ser sempre a ausência do título principal e por sua vez do campeão, nada consegue apagar isso da mente dos fãs, que querem ter aquela figura importante, que é o campeão principal de uma brand, presente em todos ou praticamente todos episódios.

Quase de certeza que se agora se fôr fazer um inquérito aos fãs, perguntando quem é que eles querem ver como campeão universal, vão surgir respostas como Seth Rollins, Braun Strowman ou até mesmo Roman Reigns. Aliás, acho que neste momento, até seria preferível ver um No Way José como campeão a fazer passar o título pelos seus Rosebuds 2.0. Toda a gente, neste momento, já chegou a um ponto em que só quer ver alguém presente, alguém que lute a tempo inteiro, como campeão e o facto de a WWE estar a privar os fãs de terem isso, está a fazer com que eles se revoltem – e com razão – contra o seu produto.

Para mim, o Monday Night Raw neste momento é comparável a um mundial de futebol sem um troféu, em que as várias seleções se enfrentariam e no final, após o último jogo, se saberia quem era a melhor , mas não haveria nada que o pudesse comprovar para além do resultado. É muito isso que se passa no Raw neste momento, os vários lutadores vão se enfrentando e rivalizando uns com os outros e os que ganham esses confrontos e rivalidades não têm nada que lhes possa de facto afirmar que são os melhores, para além do seu registo de vitórias, pois o troféu que eles tanto desejam está com uma pessoa que não quer saber dele para nada. Aliás, este troféu neste momento não passa de um acessório nas mãos da Brock Lesnar, tendo o mesmo prestígio do Internet Championship de Zack Ryder. Por isso, quem de facto for capaz de tirar o título a Lesnar, boa sorte, pois terá ainda depois, a árdua tarefa de transformar um simples acessório no principal título da companhia.

Bem, agora que já expressei ou pelo menos tentei expressar a minha raiva face a toda esta situação, quero apenas falar de algo que muitos fãs dizem e que até têm razão naquilo que dizem, que é aquela pergunta clássica de: – Se não gostas porque é que ainda vês? A verdade é que apesar ser cada vez menos interessante ver um episódio do Raw ou até mesmo do Smackdown, por diferentes razões claro, a verdade é que eu sou um pouco masoquista e como já ando há tanto tempo a assitir a estes shows, é me extremamente complicado dizer: – Pronto, agora vou mesmo deixar de assistir a isto, pelo menos durante um bocado e vou-me aventurar a ver apenas NJPW, por exemplo. Secalhar muitas pessoas fazem isto com a maior das facilidades, mas para mim, por mais que não goste das storylines ou por mais que algo em ambas as brands me deixe insatisfeito, como é o caso desta ausência do campeão universal, irei continuar a assistir ao produto, tentando abstraír-me de todos esses pontos negativos e acredito que muitos fazem o mesmo que eu, caso contrário, as audiências que a WWE teria desde que Lesnar conquistou ao título, seriam no minímo preocupantes. Bem, mas o que interessa é que Lesnar ainda é campeão, provavelmente não irá aparecer no Summerslam e nós, tal como todos lutadores que lhe querem tirar o título, vamos ter de esperar que ele decida aparecer.

Quero agradecer a todos os que têm lido os meus 29 artigos até agora, se concordam ou discordam da minha opinião digam nos comentários e vemo-nos no próximo domingo, com mais um More Than Words.

10 Comentários

  1. Anónimo há 5 meses

    olha, eu confesso sinceramente que a cada dia que passa.minha vontade de assistir a wwe.diminui um pouco, e dependendo do que acontecer no summerslam eu paro de assistir esta merda, nem que seja por uns tempos…

    • Se ver WWE realmente não te interessa neste momento, então acho que deves mesmo deixar de assistir pelo menos por um tempo, ver WWE só por ver e não por gostar, é só mesmo um desperdício de tempo.

  2. Chapax há 5 meses

    o brock lesnar devia perder o titulo e sair da wwe ele ja nao eh o brock lesnar de ha uns anos atras.

  3. Ronaldo há 5 meses

    Esse Brock Lesnar de agora está muito distante do Brock Lesnar que iniciou sua carreira na luta livre,aliás não é nem sombra daquele lutador.Que ele consegue vender grandes promos isso é inegável,mas chega na hora de realizar a luta muitos até se arrependem de gastar seus dólares suados pra ver uma luta que mais dá sono do que empolga.E os telespectadores preferem mudar de canal a ver uma luta do Brock Lesnar.E esse título que o Brock Lesnar ostenta está tão fadado ao ostracismo quanto suas lutas.A WWE criou um título novo,que se tornou quase que insignificante da maneira como ele é colocado em disputa; vendeu uma imagem difícil de engolir de que Brock Lesnar é imparável e com aparições contadas nos dedos vendeu aos fãs um reinado maior do que o do CM Punk.Certa vez o Triple H disse que nenhum lutador é maior do que a WWE,mas pelo visto não é o que acontece com relação ao Brock Lesnar,visto a quantia de regalias e proteções dadas a ele.

    • O Brock está realmente muito distante do que era antes, mas isso também já se esperava, visto que a idade não perdoa, mas mesmo assim nada justifica os seus combates baseados em suplexes e F-5’s, que ao principío eram algo de novo, mas que agora são apenas monótonos. E realmente, desde que Brock Lesnar ganhou o título, o título passou a ser mesmo quase insignificante, visto que este não o defende praticamente, o que nos irrita a todos nós, como é normal. Eu até percebo que ele tenha todas aquelas regalias, mas então tirem-lhe o título, porque um wrestler com essas regalias nunca devia ser um campeão principal de uma brand.

  4. Bernardo há 5 meses

    Estado atual que reflete no que a empresa se tornou nos últimos anos, impávida, previsível, secante e com uma tremenda falta de sentido de negócio no que toca ao contexto “Wrestling”. O que se vende para além disso já são outras questões. A tomada de decisões esporádicas e péssimas por parte da WWE nos últimos anos levou a isto, títulos descredibilizados, com “lutadores” como Brock Lesnar que só se preocupam em receber o seu e dar combates de 10 minutos de suplex’s aos fãs.
    Já o CM Punk dizia e eu por muito mau que isto possa parecer e apesar de não o desejar concordo que secalhar isto só anda para a frente quando o Vince bater a bota

    • Concordo, o atual produto da WWE está tornar-se cada vez mais previsível e secante, pelo menos o Monday Night Raw, cujas três horas se tornam cada vez mais monótonas. Eu quero dizer que isto irá ficar melhor só depois de Vince bater a bota, mas que Triple H seria um ótimo sucessor, ai isso seria.

      • Bernardo há 5 meses

        3 horas de Raw realmente é um exagero e algo secante para quem assiste. Eu na altura pensei que devido a tanto lutador na Raw, fizesse algum sentido adicionar mais uma hora ao programa mas já mudei de ideias.

  5. Nj Leote há 5 meses

    Espero que o Brock Lesnar vai embora da WWE ou pelo menos nunca mais seja campeão, e ainda falavam mal do Jinder Mahal este sim é que foi um bom campeão WWE sempre presente e defendia os títulos bom as vezes tinha ajuda, prefiro até o Mojo cono campeão Universal de mal ou menos, já agora o post está excelente muito bem explicado e parabéns ao Site do sr. Luís Salvador continuem com um grande trabalho, fiquem bem.

    • Obrigado. eu nem preciso que ele se vá embora, eu só quero apenas que ele deixe de ser campeão, porque isto de aparecer de vez em quando para distribuir uns quantos suplexes, ganhar o seu salário milionário e ir-se embora por não sei quantos meses, não é definitivamente o perfil adequado para um campeão, ainda por cima o principal de uma brand.

      Quanto a Jinder, apesar de não ter gostado muito do seu reinado, acho que não foi muito bem conseguido na minha opinião, tenho que reconhecer que ele foi um campeão sempre presente e dedicado. E acho que neste momento toda a gente preferia um Mojo ou um No Way Jose, como campeão, do que o Lesnar:D

Comentar