Frank casino

A nova política da WWE de querer proibir ou limitar a utilização de plataformas como a Twitch, Cameo, TikTok ou até YouTube por parte das suas Superstars tem dado imenso que falar, tendo sido reportado que a empresa queria controlar e gerir os ganhos dos vários canais digitais.

Entretanto Dave Meltzer, na Wrestling Observer Newsletter, reforça a informação anteriormente avançada pelo Wrestling Inc, de que a WWE pretende assumir o controlo das várias plataformas nas próximas quatro semanas, pagando às Superstars apenas uma parte dos rendimentos das mesmas.

Naturalmente que esta nova medida da WWE está a ser recebida com enorme insatisfação pelas Superstars que têm maior audiência nessas plataformas e que viam nas mesmas uma fonte de rendimento alternativa devido à falta de house shows. Algumas já apagaram as suas contas – como Roderick Strong no Cameo – e outras mudaram para outros nomes – como Xavier Woods para Austin Creed na Twitch.

Entretanto foi reportado por Andrew Yang, apoiante de Joe Biden nas próximas eleições norte-americanas e uma das vozes políticas que mais se tem expressado contra a gestão de Vince McMahon, que as Superstars da WWE estão a ser forçadas a assinar novos contratos que incluem live streams na Twitch.

O objectivo deverá ser a WWE passar a controlar a agenda de live streams das Superstars, tal como acontece com outros programas próprios similares, assim como estipular quais as comissões ou percentagens dos rendimentos ganhos pela empresa e pelas Superstars nas suas actividades online.

Quem entretanto reagiu novamente a toda esta situação foi Paige. Depois de já ter afirmado há um mês que irá continuar na Twitch usando o seu nome verdadeiro, Saraya, a ex-lutadora da WWE voltou a falar do assunto. Esta disse que o Twitch era “o seu lugar” e onde tem uma comunidade de fãs maravilhosos que podem falar e interagir de forma divertida, e que está muito orgulhosa pelo que criou na plataforma.


O que achas de toda esta situação? As Superstars deveriam rejeitar assinar estes novos contratos?

8 Comentários

  1. É complicado, a WWE pelo lado financeiro e empresarial está correta no que está a fazer. Os lutadores estão a usar da fama que ganharam (muitos deles) na WWE para ganhar dinheiro, mas também dá a entender que a WWE tem falta de bom senso quando faz isto. Parece-me que estão a ser picuinhas demais para não falar que a WWE não precisa daquele dinheiro para sobreviver.

  2. Anónimo4 semanas

    Por um lado a WWE está certa, se usam o nome das personagens, normal a empresa quer lucro disso. Por outro lado, normal os lutadores não gostarem de perder certo controlo nas suas próprias contas.

  3. É simples de resolver mete um multa pesada na wwe e pronto .

  4. Hugo4 semanas

    Bom….
    Apesar de tudo o que se tem passado com a Wwe nos últimos vá digamos 2 anos,que é mais ou menos o tempo que as notícias têm vindo a público sobre a gerência interna, os problemas que a Xfl deu( porque apesar de dizer que não,o Vince colocou dinheiros da Wwe na Xfl)os contratos com a fox,a pandemia e etc.
    Ainda se admiram que a Wwe faça destas coisas?!!! Além de o Vince ser um verdadeiro Scrooge,a verdade é que a Wwe está a passar por uma crise financeira (que ainda não sabemos o seu tamanho)e está a necessitar de entradas urgentes de dinheiro. Facto que não é alheio as recentes vendas de ações pela familia McMahon e figuras acionistas de topo.

  5. Hugo4 semanas

    Bom…..
    Mas também podemos ver isto desta maneira,os/as lutadores têm de uma vez por todas saber separar o trigo do joio
    Ou seja Não quebrem o kayfabe!!!
    Se vão para estas plataformas ou seja lá que outras usem devem usar os seus nomes e não se aproveitarem(que é aqui que a Wwe tem razão)do seu trabalho na Wwe para fazerem crescer a audiência dos seus programas nas plataformas.
    Porque na realidade o trabalho não é deles é da Wwe.(a propriadade intelectual).

  6. A quantidade de pessoas que comenta com naturalidade que isto é um direito claro da WWE assusta.
    A resposta é a mesma para os jogadores de futebol, como o João Félix, que fazem lives no youtube e daí retiram muito dinheiro? Ou seja, a entidade empregadora (lol, a wwe nem entidade empregadora é) tem direito a ficar com uma parte do que o seu trabalhador faz nos tempos livres, mesmo usando o seu nome próprio?
    A fama vai sempre dever-se a alguma coisa, seja wrestler, ou qualquer outra profissão no mundo do espetáculo.