Muito se tem falado sobre os despedimentos que aconteceram na WWE na última quinta-feira, sendo apontado que a razão de algumas Superstars terem sido despedidas é porque não tinham sido vacinadas contra a COVID-19.

Segundo Dave Meltzer no Wrestling Observer Radio, apesar da WWE querer que as suas Superstars sejam vacinadas, nunca lhes explicou que essa vacinação era “obrigatória”, porque essa obrigatoriedade iria representar um caso legal.

O jornalista explicou que 5 dos 18 lutadores que foram despedidos eram pessoas que não eram vacinadas contra a COVID-19 e que essa situação contribuiu para os seus despedimentos. Porém, a WWE nunca lhes terá explicado que eles tinham de estar vacinados para continuar a trabalhar na empresa.

Apesar de se saber que a WWE queria que todos os seus lutadores estivessem vacinados, nunca houve ninguém na empresa que tivesse dito que a vacinação era “obrigatória” caso os lutadores quisessem continuar na empresa.


O que pensas de toda esta situação?

4 Comentários

  1. JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO3 semanas

    Imaginem esta notícia dar-me razão ao que tinha escrito (e que foi tão discordado), imaginem…

    • Surf3 semanas

      Estas assim tao desesperado para teres razao? Penso que saibas como é o meltzer e as suas noticias

  2. EO Caso3 semanas

    Nossa, coitados, como os lutadores poderiam imaginar que precisavam tomar vacina? Não existem muitas pessoas no mundo que saibam disso.

  3. Já ninguém percebe nada com isto!