Depois do Crown Jewel desta quinta-feira, a WWE transmitiu esta sexta-feira uma edição de season premiere do SmackDown no canal FOX, a partir da Intrust Bank Arena em Wichita, Kansas, já com o roster atualizado pelo Draft e rumo ao Survivor Series do dia 21 de Novembro.

Resultados

– Drew McIntyre venceu Sami Zayn
– Mansoor venceu Mustafa Ali
– Hit Row (Isaiah “Swerve” Scott & Top Dolla) venceram Daniel Williams & Dustin Lawyer
– Happy Corbin venceu Intercontinental Champion Shinsuke Nakamura (Non-Title Match)

Report

O SmackDown abriu com um video package onde tivemos um resumo do combate pelo WWE Universal Championship, entre Roman Reigns e Brock Lesnar, que aconteceu no main event do Crown Jewel desta quinta-feira.

A primeira Superstar a vir ao ringue foi o ainda WWE Universal Champion Roman Reigns, que começou por questionar Paul Heyman se este está segurar o título para ele ou para Brock Lesnar, porque no Crown Jewel atirou o título para o meio do ringue e não para ele. Roman Reigns, com o seu título na mão, começou a vangloriar-se de todos os lutadores que já destruiu, onde se inclui Brock Lesnar.

O “Tribal Chief” obrigou então Paul Heyman a ler a mensagem de Brock Lesnar onde este ameaçou que ia deixá-lo sem sentido e o WWE Universal Champion só se riu e disse que ele deu uma tareia tão grande à “Besta” que este até já faz tweets. Roman Reigns disse então que não tinha muito que fazer neste SmackDown e que não ia sair do ringue até Brock Lesnar aparecer.

O “Tribal Chief” esperou vários minutos e acusou Brock Lesnar de ter medo e de não cumprir a sua obrigação de vir ao SmackDown, e quando o WWE Universal Champion se preparava para ir embora, a “Besta” finamente apareceu.

Brock Lesnar veio com tudo para cima de Roman Reigns e tanto dentro como fora do ringue deu cabo do “Tribal Chief” e quando parecia que a “Besta” ia atirar o WWE Universal Champion através da mesa de comentadores, os The Usos vieram em auxílio do seu primo. Só que a raiva de Brock Lesnar era demasiada para alguém o controlar e continuou a destruir tudo e todos, até que várias Superstars vieram para perto do ringue e finalmente conseguiram acalmar a “Besta”, que terminou o segmento com o WWE Universal Championship nas suas mãos.

No ringue, o oficial Adam Pearce explicou que as ações de Brock Lesnar foram irresponsáveis e que depois de tudo o que aconteceu a “Besta” está suspensa por tempo indeterminado. Brock Lesnar voltou ao ringue e explicou que não ouviu bem e foi então que pegou o oficial pelo pescoço, antes de acertar dois F-5 em Adam Pearce.

Nos bastidores, Sonya Deville estava ocupada com várias questões, mas foi interrompida por Naomi que queria outro combate contra a oficial. Esta despachou a sua rival e disse que hoje não era dia.

De seguida, Sonya Deville foi interrompida por Drew McIntyre e explicou que isto está um caos e que ele vai fazer-lhe um favor: vai para o ringue e vai lançar um desafio aberto para quem o quiser enfrentar.

Já em ringue, Drew McIntyre lançou o open challenge e quem respondeu foi Sami Zayn, que veio decidido primeiro a insultar o escocês, tendo em seguida auto-proclamado-se como o líder do balneário. O “Great Liberator” voltou a afirmar que não querem que ele tenha sucesso e que ele vai vencer o “Scottish Warrior”, e mostrar que é o melhor lutador do SmackDown.

– Drew McIntyre venceu Sami Zayn: Ao fim de 40 minutos começou o primeiro combate da noite… E Sami Zayn tentou fugir, e se fora do ringue até foi o escocês que começou melhor, dentro do ringue foi o “Great Liberator” a dominar durante alguns momentos. Porém, o “Scottish Warrior” virou o combate usando a sua força, mas já se sabe que o ex-WWE Intercontinental Champion é um lutador muito resiliente e foi-se mantendo em combate.

O problema é que Sami Zayn, para além de resistência tem a mania que é esperto, e decidiu gozar com a contagem de Drew McIntyre, e essa brincadeira distraiu-o e abriu espaço para o escocês acertar o seu Claymore Kick e assim vencer o seu primeiro combate no SmackDown.

A seguir tivemos a coroação de Xavier Woods como King of the Ring. Kofi Kingston estava em ringue e pediu a todos para darmos as boas vindas a King Woods e ajudou-o na coroação, tendo ajudado o seu companheiro a vestir o manto, dando-lhe o ceptro para a mão e em seguida colocando a coroa na cabeça do novo rei. King Xavier Woods explicou então que ele será um rei justo e que todos pertencem ao seu reino, tendo o segmento acabado com Kofi Kingston a gritar “All Hail King Woods!”.

Nos bastidores, a SmackDown Women’s Champion Becky Lynch afirmou que fez história no Crown Jewel e que na verdade nunca perdeu o Raw Women’s Championship, e que se calhar está na altura de voltar a ser “Becky 2 Belts”.

Em seguida tivemos um video package a promover a chegada de Xia Li ao SmackDown para breve.

– Mansoor venceu Mustafa Ali: Mansoor entrou com tudo nesta desforra do Crown Jewel, tendo quase vencido de forma rápida. Mustafa Ali só virou o combate a seu favor quando fez alguma batota e até parecia estar melhor neste embate, mas Mansoor com um pin rápido garantiu mais uma vitória contra o seu antigo parceiro de equipa.

Nos bastidores tivemos Ridge Holland, Aliyah, Angel Garza, Humberto Carrillo e Sheamus a mostrarem-se prontos para o SmackDown.

De seguida tivemos a entrada dos Hit Row, que se apresentaram ao público do SmackDown como quatro futuras estrelas da WWE.

– Hit Row (Isaiah “Swerve” Scott & Top Dolla) venceram Daniel Williams & Dustin Lawyer: Isaiah “Swerve” Scott & Top Dolla não tiveram problemas em mostrar o seu domínio e venceram a estreia dos Hit Row em poucos minutos.

Nos bastidores, Sonya Deville foi entrevistada e explicou que Adam Pearce não está bem e que ela agora está a tomar conta do SmackDown, e ainda haverá a troca de títulos entre Charlotte Flair e Becky Lynch e que isso também pode ser uma situação bastante volátil.

– Happy Corbin venceu WWE Intercontinental Champion Shinsuke Nakamura (Non-Title Match): Shinsuke Nakamura entrou melhor neste combate, tendo dominado durante vários minutos, mas Happy Corbin fora do ringue e de forma agressiva virou o combate a seu favor.

Happy Corbin controlou durante vários momentos, mas o WWE Intercontinental Champion virou o combate a seu favor, sendo que quando se preparava para vencer, Madcap Moss foi atacar Rick Boogs. O “King Of Strong Style” ainda tentou ajudar o seu amigo, mas tudo isto abriu espaço para que Happy Corbin vencer este embate.

Em seguida tivemos um resumo do combate pelo SmackDown Women’s Championship que aconteceu no Crown Jewel desta quinta-feira.

No ringue tivemos Sonya Deville com as duas campeãs e a oficial da WWE pediu para as duas lutadoras trocarem os seus títulos sem armar confusão. Nem Charlotte Flair nem Becky Lynch queriam dar os seus títulos, mas lá fizeram a troca do Raw Women’s Championship e SmackDown Women’s Championship.

De seguida, Sasha Banks decidiu interromper as duas campeãs e explicou que é bom que Charlotte Flair não tenha ideias, porque este é o programa dela e ela é que manda no SmackDown. Depois de uma pequena troca de palavras, as duas acabaram por ter uma brawl, que foi parada por Sonya Deville, terminando o show.


O que achaste do WWE SmackDown desta semana?

24 Comentários

  1. El Cuebro1 mês

    Separaram os Vikings Raiders? E impressão minha ou não teremos mais o Mace e sim o Dio Maddin?

  2. Victor Silva1 mês

    Mustafa Ali tem muito talento, pena que é subaproveitado. As vezes ele faz uns Spots que não sei como não se machuca

  3. Luis victor1 mês

    Nuss brock voltou a ser brock kkkkk muito bom melhor q o show d ontem, infelizmente…
    Espero q o survive seja melhor ….

  4. Facebook Profile photo

    Acho horrível esta troca de títulos como se fossem simples adereços.
    Como é que funciona em termos de contabilidade?
    A Charlotte e a Becky ganham mais um título no currículo por conta da troca?

    • Facebook Profile photo

      Sim. Ou seja mais uma forma de dar mais um título no currículo da Charlotte.

    • Onde é que você viu essa informação Rodrigo?

      Pois já teve casos em que não contou como uma nova conquista, só continuou a contagem de dias do reinado antigo.

    • Alexa Bliss1 mês

      Exatamente, Brunoju. Troca de títulos só continua a contagem do reinado antigo.

    • Facebook Profile photo

      Parece-me que vamos ter que esperar para ver.

    • Facebook Profile photo

      É verdade, nunca entendi o porquê de chamar a estes títulos e aos de tag team “SmackDown” e “RAW”, qualquer outra designação evitava esta estupidez.

      A meu ver desvaloriza por completo os títulos, já no ano passado aconteceu o mesmo com os títulos de tag team. Não entendo porque não simplesmente mudar os nomes para “World” e “Universal” como acontece com os títulos mundiais.

    • Facebook Profile photo

      BRUNOju. é fácil, a única vez que ocorreu troca de títulos desta forma se não me engano foi só no ano passado com os tag titles, e há 4 meses a WWE lançou um vídeo a mostrar todas as conquistas dos New Day como tag champs, e se veres o vídeo com atenção (aqui está o link btw https://www.youtube.com/watch?v=siSbxP2BSfE) ao minuto 1:53 os New Day tornam-se 10 times champs, e pela troca. Como disse não sei se ouve outras trocas destas, acho que não, mas estamos no atual e este é o caso mais recente.

    • Normalmente quando trocam os títulos acrescenta mais um título ao currículo, penso que é assim!

  5. Joe1 mês

    Lesnar dos velhos tempos que desanca em tudo e todos 💪🏻 The beast

  6. TakerVanderVaart231 mês

    Bem, diria que foi um show assim para o “morno”.
    Destacar o inicio, segmento de Lesnar e Reigns, foi bom ver o Zayn aparecer e lutar com o McIntyre e pouco mais na minha opinião.
    Afinal simplesmente trocaram títulos femininos e pronto! Até cheguei a pensar que fossem fazer um combate entre ambas e unificassem os títulos numa das brands e introduzissem um novo título ligeiramente diferente para a outra brand mas foi só em pensamentos xD
    Espero que os próximos Smackdown comecem a entregar melhor “produto”, novas rivalidades e combates…

  7. MC1 mês

    Digam o que quiserem, que é part-timer, que é certo, que leva os títulos como reféns, que é certo, mas não há outra superstar como o Lesnar, nem na WWE, nem em outro lugar algum. Não com aquela aura de superestrela, o pacote completo.

    Um segmento tão simples mas tão eficaz, que adicionou níveis planetários à história do Reigns x Lesnar, e te deixa à espera dos próximos capítulos (que penso que ainda vão demorar um pouco…). Poucas superstars teriam a credibilidade para desatar com aquela destruição toda sem parecer “demais”, pareceu foi pouco. Oxalá a WWE consiga fazer do Reigns e de outros, superstars tão grandes quanto estas que agora são part-timers: Lesnar, Edge… Cena…

    Está a faltar aquele “spark” ao roster de full-timers…

    Já agora, bela promo do Reigns a abrir o show. De resto, um bom SmackDown em geral, destacando-se também o último segmento.

  8. Facebook Profile photo

    Os primeiros 30 minutos foram os melhores do ano. Estes são daqueles segmentos que o pessoal vai ao YouTube para ver de novo. O resto do show foi esquecível.

  9. Facebook Profile photo

    acabou lesnar x roman acabou o show e da onde saiu aqueles 2 q a hit how esquashow

  10. Sasha Banks vs Charlotte, gostinho de 2016.

    • Uma das melhores feuds femininas, essas duas são ouro! E ainda há quem tenha coragem de reclamar delas…

  11. Tiago Rodrigues1 mês

    Cansado de Mansoor já… Já chega de sair SEMRPE por cima

  12. Kick_Ass1 mês

    Bom segmento do Reings vs Lesnar e Drew vs Sami… de resto mais um show fraco para se esquecer.
    E que raio de final de show foi aquele… que porcaria, trocam de títulos como se fossem uns adereços sem valor. Sim senhora grande prestígio que são tratados estes títulos femininos.

  13. Gostei:
    – Promo de Roman Reigns. Obviamente, Brock Lesnar interrompe e ataca Roman Reigns. Os Usos tentam salvar mas também levam de Lesnar, que espanca TODOS. O restante roster da SmackDown eventualmente consegue parar Brock. Este segmento foi muito bom, apesar de esticado. O Brock Lesnar demorou imenso a chegar. No entanto, um ótimo segmento para começar o show e recomendo a verem!
    – Promo de Adam Pearce, que suspende Brock Lesnar. Isto garante-lhe um 2 F5’s de Brock Lesnar. Ótimo segmento. Fez-me muito lembrar daquele segmento em 2015 na feud entre Lesnar e Rollins.
    – Sonya Deville volta a recusar um combate contra Naomi. Entretanto, Drew McIntyre anuncia um open challenge. Parece que a WWE ainda nos vai fazer esperar por Naomi vs Deville.
    – Coroação de King Woods, com Kofi Kingston a introduzi-lo. Isto foi engraçado e emocional. Estou mesmo feliz por Woods finalmente ter o seu momento.
    – Promo de Becky Lynch. Ela quer ficar com ambos os títulos em vez de trocá-los. Não me importava de ver isso. Boa promo.
    – Estreia dos Hit Row. Todos fizeram uma boa promo e parecem manter as mesmas gimmicks e ambições do NXT. Ótimo!
    – Hit Row vs Jobbers. Uma boa exibição de Top Dolla, que está a ser construído como o destaque do grupo. Uma boa estreia.
    – Shinsuke Nakamura vs Happy Corbin. Antes do combate, temos mais estupidez de Corbin e Moss. O combate em si até foi bom. Corbin venceu quando Moss atacou Boogs fora do ring, distraindo o IC Champ.

    Não Gostei:
    – Quem vai lutar contra Drew McIntyre é Sami Zayn. Eu não gostei disto não pela escolha do adversário, mas pela nova theme de Zayn. Horrível. Consertaram o que não estava partido.
    – Drew McIntyre vs Sami Zayn. Foi preciso meia hora para chegarmos ao 1º combate e nem foi assim grande coisa. Não teve nada de mau, mas esperava-se melhor.
    – Mansoor vs Mustafa Ali. É decente, mas foi um combate curto, com Mansoor a vencer com uma roll-up.
    – Ridge Holland, Aliyah e Sheamus fazem todos promos de seguida. Nada de destaque aqui.
    – Entrevista com Sonya Deville. Não se avança história nenhuma aqui, avançando.
    – Promo de Charlotte. Típica promo de Charlotte, continuando.
    – Troca dos Women’s Titles. As 2 trocam de título, Charlotte propõem um combate quando faltavam 5 minutos para acabar o show, Sasha Banks aparece e ataca Charlotte. O segmento até é decente, no entanto, não fomos a lado nenhum. Quer dizer, começamos uma feud entre Charlotte e Sasha, não me vou queixar. Mas deram tease à Becky2Belts e não fazem nada? Final de show bem medíocre.

    Overall: 7/10. É um episódio decente. Brock, Roman e os Hit Row são os destaques. Agora muitos dos combates foram fracos, o main event foi medíocre. Podia ter sido muito melhor.

  14. Show a roçar o razoável, excetuando os excelentes segmentos em torno da história principal (Roman Reigns vs Brock Lesnar) e a introdução porreira dos Hit Row.
    O facto de não ter havido nenhum combate feminino e daquele main event ter sido uma coisa tão parva e fraca deveria preocupar a WWE, mas naturalmente “vão assobiar para o lado”.

  15. Anónimo1 mês

    Boa promo do Roman, o segmento entre ele e o Lesnar foi excelente.

  16. Aqueles primeiros minutos do Smackdown foram ouro, adoro ver o modo destruição nos programas!