Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pensamentos #122 – Análise ao WWE Money In The Bank

Sejam bem-vindos à melhor análise do Money in the Bank que vão ler hoje no Pensamentos. Sem mais demoras, vamos ao que interessa, o que é o mesmo que dizer que não vou analisar o Wade vs Truth porque nem sequer vejo Pre-shows, a não ser os Pre-Pre-Shows do João Basílio.

Money in the Bank Ladder Match

Foi o primeiro combate da noite e por ter sido o primeiro, não teve tanta qualidade como poderia ter tido. Apesar disso, foi um combate bastante sólido, que teve alguns momentos de maior destaque mas que, desta vez, não teve nenhum momento “Holy Shit” como a WWE nos tem vindo a habituar. Destaque para o RKO ao Neville, que apesar de ter sido visualmente vistoso, não foi nada que já não tenhamos visto. Destaque também para a Powerbomb do Roman Reigns ao Kofi, principalmente porque acho que o Kofi lesionou ao cair sobre o escadote. A maneira como o homem aterrou foi bastante feia.

Em relação ao vencedor, não estava à espera. Acho que como muita gente, pensava que o vencedor seria o Roman Reigns, porque era o favorito e era o vencedor que fazia mais sentido. Aliás, só haviam três lutadores que pareciam ser os favoritos: Roman Reigns, Randy Orton e o Kofi Kingston (este era para mim favorito porque eu imaginei um cenário em que ele ganhava a mala e perdia-a para o Brock Lesnar, já que eles têm combate marcado para o show do Japão por nenhuma razão aparente).

Mas o vencedor foi mesmo o Sheamus. Se gostei? Não, não gostei nada. Desde que Sheamus voltou que tem sido absurdamente irrelevante e de um momento para outro ganhar o MITB, não percebi. Não só não faz sentido, como baralha completamente um futuro próximo. Ora, Rollins é Heel, Lesnar (pelo menos parece) é Heel, O Roman vai andar ocupado com o Bray, o Dean nem sei…Enfim, veremos o que o futuro nos reserva.

Nota: 6/10

Paige vs Nikki Bella

Foi um combate relativamente longo, mais longo que o habitual. Nikki venceu de forma extremamente estranha, mais ou menos como o estado da divisão feminina do Main Roster: estranho. E estagnado, já agora.

Ainda por cima as regras básicas de um combate de wrestling não foram cumpridas. Se a Brie interferiu no combate, o resultado final seria uma vitória por DQ para a Paige. Mas a WWE resolveu inventar e dar mais uma vitória a Nikki. Este reinado já vai (demasiado) longo, está absolutamente aborrecido e mesmo assim não parece ter fim à vista. Aquele final só revelou que a WWE já não sabe o que fazer para refrescar os combates das Divas. E isso é preocupante. Muito preocupante.

Nota: 4/10

Big Show vs Ryback

Nem foi bom nem foi mau. Simplesmente aconteceu. Serviu para encher chouriços e foi absurdamente desnecessário.

Perdi o meu tempo a ver um combate que me apercebi rapidamente que iria acabar em DQ por interferência do Miz. Se era para isto, mais valia terem-no feito numa SmackDown.

Retirou brilho e não acrescentou nada de relevante ao PPV.

Nota: 2/10

John Cena vs Kevin Owens

Se alguém quiser reclamar o prémio de melhor combate do ano de 2015, vai ter de fazer muito melhor do que Cena e Owens fizeram neste combate. E isso é praticamente impossivel.

Se o combate no EC já tinha sido excelente, arrisco-me a dizer que este foi praticamente perfeito. Parece que Kevin Owens, não só trouxe o titulo do NXT para o main roster, também trouxe consigo a qualidade de wrestling que é apresentada no show semanal para os PPV’s do main roster. Owens conseguiu em dois combates o que muitos nunca conseguiram: sacar um combate 5 estrelas do Cena e obrigá-lo a usar manobras que nunca o vimos usar. O Inverted Suplex foi surreal e aquela espécie de Canadian Destroyer foi lindo.

A psicologia usada no combate foi perfeita, com Owens a ser vendido como aquele que Cena não conseguia derrubar. Mas derrubou. E fez todo o sentido que assim fosse. O único defeito que vi no combate foi o Springboard Stunner do Cena na sequência final do combate. Foi a única falha num combate perfeito, mas que não risca nem apaga de maneira nenhuma o trabalho realizado pelos dois lutadores.

E aquele ataque final do Owens? Neste momento, o Owens é o maior Heel do Main Roster e ainda nem sequer lá está a tempo inteiro.

Nota: 9/10

Prime Time Players vs New Day

Foi um combate normal, ao nível de uma Raw. Serviu apenas para dar o ouro ao PTP e já agora cimentá-los com Tag Team e para confirmar a noite negra que os New Day viveram no PPV.

Apesar de tudo, este combate poderia ter sido bastante melhor. Não foi mau, de todo, mas tinha potencial para muito mais.

Nota: 5/10

Dean Ambrose vs Seth Rollins

O 2o melhor combate da noite ou não fosse o Main-Event.

Foi um combate com uma história de alto nível. Seth Rollins sobre a pressão de estar sozinho e de ter de provar que consegue ser campeão sem ajudas. E em parte consegiu fazê-lo.

O trabalho feito na perna de Ambrose e o constante “Vais subir só com uma perna” por parte de Rollins foi de absoluto génio. Um trabalho mental brutal e que prova cada vez mais que a gimmick de Cerebral Assassin do Triple H está a ser herdada por Rollins.

Ambrose distribuiu bastante castigo, mas foi o que mais danos sofreu durante o combate. Aquela Sit-Out Powerbomb em cima do escadote foi bastante dura e deve ter feito legitima mossa em Ambrose.

O final do combate foi bastante fraco. O resultado era algo previsivel, mas aquele final ainda estragou mais um combate que tinha tudo para ser épico. Mais uma vez a WWE contornou as regras que dizem que naquele caso, o combate acabaria em empate e Rollins manteria o titulo. Um combate tão bom e depois de tanto esforço, ambos os lutadores mereciam um final decente.

Nota: 7/10

So there you have it, a minha análise ao PPV. No geral, foi um evento abaixo das expectativas, com demasiados “Dusty Finishs” (Dusty Finish é um termo usado para descrever um final de combate que não termina de forma limpa.)

Para a semana estarei de volta com os vossos temas.

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

14 Comentários

  1. BRUNOju #GabiForTheWin - há 1 ano

    Artigo ruim, analise sem sentido em alguns combates. Da mais nota ao combate de dupla do que ao de Divas?
    Sinceramente, você só criticou o combate feminino que aliás apresentou uma boa performance entre as 3.

    • KhaZix - há 1 ano

      Concordo com você ele nem analisou os combates pareçe que so olhou os nomes de quem combateu e preveu os combates

      • RicardinhoO - há 1 ano

        Se quiseres que analise os combates manobra por manobra, dá-me 48 horas e eu faço-te isso.

        Primeiro, não faz sentido estar a analisar profundamente tudo e mais alguma coisa. Quem viu sabe o que se passou, quem ainda não viu e vai ver, não vou estragar o combate ao dizer tudo o que se passou.

        Discurso rápido e que vai directo ao assunto.

        Análise dos destaques principais.

        Análise geral.

        É só isto.

  2. Reigns one versus all - há 1 ano

    Excelente artigo,Ricardinho.
    De forma rápida e fácil de ler,avaliaste o MITB,que para mim foi um otimo PPV.
    A minha opiniao não é muito diferente da tua,e para a semana cá espero mais um artigo.
    Bom trabalho.

  3. DMartins_WWE - há 1 ano

    Excelente artigo, concordo com tudo o que tu disseste.

  4. CAW (Cena Always Wins) - há 1 ano

    Vou dar eu as minhas notas, então:
    – O pre-show achei melhor que outros pre-shits que a WWE nos tem habituado, com o R-Truth a mostrar-se uma grande figura cómica, já acho isto desde a WM, em que ele estava numa Ladder Match e tinha medo das alturas. 7/10
    – O MITB foi muito sólido, que apesar de não ter um holy shit moment, foi espetacular, achei foi que ele foi um pouco curto e o vencedor, ENFIM, QUE Bosta! 6,5/10
    – Nas Divas, eles até têm acertado nas storylines apesar de haver pouquissimas divas no roster e as storylines serem sempre do mesmo, mas aquilo de trocarem as irmãs até foi engraçado. 7/10 (atenção que estas notas já têm atenção o hype que dei aos combates, por exemplo não acho que o combate das Divas tenha sido melhor que o MITB, nem de perto xD)
    – IC Title match foi o melhor do PPV visto que o Miz nos safou da maior penúria e seca do ano, GANDA MIZ #MIZISAWESOME Nota: 3/10
    – Cena vs Owens, foi um grande combate com grandes momentos mas não achei um clássico nem sequer o melhor do ano (o triple threat do RR foi mt melhor) mas achei um excelente combate entre dois fantásticos atletas. Nota 9/10
    – O de tag team foi algo aborrecido e o final foi uma seca, mas até que gosto dos PTP apesar de achar que deviam ter explorado mais os New Day. 4/10
    – O último combate foi muito longo e muito sem-ritmo mas estes dois deram-nos uma grande storyline com momentos awesome e não faltou emoção ao combate. Nota: 8/10
    Achei um PPV bastante positivo principlamente por ser o regresso do Wrestling pois nestes três meses o Wrestling foi uma GRANDE MERDA!

  5. CenaLunaticFringe - há 1 ano

    Acho que não faz sentido nenhum dar pontuação mais alta ao combate de Tag-team que ao das Divas, visto que este foi o 3º melhor combate da noite. Logo, também deveria ter maior pontuação que o MITB Contract Ladder Match, mas são opiniões.

    O Rollins apenas se focou na perna do Ambrose para “matar tempo”, visto que alguns dos combates tinham sido mais rápidos que o previsto (http://wrestling.pt/curiosidades-sobre-combate-de-dean-ambrose-e-seth-rollins/), mas para a notícia ainda não tinha saído quando escreveste o artigo, penso eu. E o combate acabou daquela maneira para o Ambrose não sair describilizado. Ou querias que ele depois de perder em 2/3 PPV`s seguidos para o Rollins ainda podia reclamar outro combate na RAW?

    Também achei um ótimo PPV, que superou as minhas expectativas. Mas, pelos vistos, as tuas eram bem elevadas.

    Apesar de tudo, bom artigo.

  6. Sorlei Rui Oltramari - há 1 ano

    Antes de mais nada, gostei da sua análise e concordo com quase tudo.

    O ponto em que nossa opinião não fecha exatamente é quanto a MITB Ladder Match. Para mim, foi um combate horrível, sinceramente um dos piores combates do gênero que eu já vi. Não gostei de o combate ser decidido por uma interferência externa (ainda mais que a feud só vai prejudicar o Wyatt ainda mais) e a WWE se precipitou com o Sheamus. Deviam ter dado o IC Title para ele e só mais adiante ele ter a mala ou entrar na rota do WWEWHC.

    Creio que só deram a mala para ele ter mais heat para a sua personagem e para escapar da previsibilidade do resultado. Tenho um sentimento que ele vai falhar o cash-in.

  7. Nadson'Blackout' - há 1 ano

    Apenas nao concordo na luta tag team and divas , pois na minha mizera opiniao foi o terceiro melhor combate junto com lader match pelo nivel e o ambrose ja tinha perdido dois ppvs perder o terceiro iria descredibilizar o garoto como fazem com o wyatt.

  8. Maur - há 1 ano

    Por menos que eu aprecie as Bellas, as irmãs vem sendo terrivelmente bookadas. “Heel” numa semana, “face” na outra para apanhar da Naomi, e “heel” novamente, para judiar da Paige. A divisão de Divas está uma verdadeira zona (epa!) não por culpa de nenhuma das lutadoras, mas da própria WWE. Refresquem essa joça, com um “Royal Rumble” valendo o título: todas – sim, TODAS! – contra todas – e que saia uma vencedora uma garota que nunca foi campeã antes. Criem algo como um “Queen Of The Ring”. Criem uma versão de duplas feminina. Façam as moças gastar os punhos e os pés, não as maquiagens. Trabalhe aí de alguma forma, WWE, pois as divas estão uma b*sta! Em suma: algo menos “Canal E!”, pô!

  9. The referee - há 1 ano

    Não sou um hater gosto de todos artigos por aqui mas esse foi fraco.

    Falou somente, foi crítico demais em todos os combates!
    O das Divas foi mt bom a atuação das Bellas e se você não sabe Nikki tem um grande reinado porque ela tem muitos FANS!
    O de Tag Team foi normal mas merecia uma nota 6 ou 7
    Ambrose e Rollins nota 8
    Ryback e Big Show foi ruim
    MITB ladder match foi bom! E Sheamus teve um booking pela WWE mt bom e está destruidor nessa Gimmick heel.

  10. Stone Cold - há 1 ano

    Discordo do primeiro ponto relativo ao money in the bank. A meu ver só havia dois vencedores possiveis que eram claramente o favorito Reigns e o Sheamus com hipoteses reduzidas. Alem de que a vitoria do Ryback na chamber, fora a aposta recente que o Sheamus tem vindo a receber eram apenas mais um indicador disso mesmo. Que confunde os cenarios futuros isso confunde e muito mas nao acho de todo que tenha sido assim tão surpreendente. Pessoalmente achava todos os participantes sem qualquer chance pelo fato de Orton ter vencido recentemente, Ziggler e Neuville nao estão a ser alvo de um push ao nivel de um Sheamus atualmente apesar de bem aproveitados, Kane nunca ganharia e Kofi muito menos.

    Nota de 4 ao combate das divas? Pessoalmente achei um excelente combate, dos melhores dos ultimos tempos alem de que a rivalidade em si tem sido muito melhor e mais bem construida que praticamente tudo aquilo que fizeram este ano. O pessoal é que nunca está satisfeito pelos vistos e quanto ao reinado da Nikki vai valorizar imenso quem lhe tirar o titulo e possivelmente até será alguem do NXT uma vez que o roster principal está incapaz de lhe fazer frente segundo a imagem passada pela wwe. Nao acho aborrecido muito pelo contrario inovador e interessante.

    Nao achei o combate do Ryback e do Big Show nada de especial mas tambem nao o achei horrivel como dizem por ai e fez todo o sentido a interrupção do Miz que apos uma grande promo e de mostrar que é um grande heel mostrou credenciais a lutar pelo mesmo no proximo PPV. Tudo em que o Miz participa vale a pena e o Miz tornar-se importante é muito mais muito relevante.

    O Owens safa-se muito bem fato e proporcionou um combate perfeito fato. Mas o Cena tambem esteve brilhante e calou os criticos dos 5 moves e das suas bad ringue skills e demonstrou que com uma gimmick inovadora era menino para continuar a fazer historia na wwe. Em relação a qualidade do combate e a ser o melhor heel ai ja discordo. A wwe simplesmente deu-lhe espaço para o ser e para dar show. Há muitos no main roster capazes de igual ou melhor. Apenas nao tem espaço para o mostrar.

    Combate de tag team – Podia ter sido melhor mas nao foi assim tao mal e corou os PTP que bem mereciam e como tal pelo menos deu algo de novo e criatividade que tambem e algo que faz falta ao produto.

    Rollins vs Ambrose – Claramente que aquele final matou tudo mas nao retirou o brilho ao excelente combate proporcionado. Acho que atribuiram a vitoria ao Rollins para ele provar que podia GANHAR sem ajuda uma vez que acabando em empate ele nao teria na teoria vencido apesar de reter o titulo e foi a melhor forma que arranjaram para nao descredibilizar o Ambrose.

    Pessoalmente achei um PPV muito acima da media. A wwe foi imprevisivel, surpreendeu e acho isso muito positivo para o produto. Sheamus a vencer o mitb, a forma excelente como as bellas ganharam o combate, todo o combate e pos combate do cena e do owens, o main-event, a coroação dos PTP e a interrupçao do Miz abrilhantaram este mitb que pelo menos a mim me agradou bastante.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador