Recentemente, a AEW teve uma reunião de emergência com o talento por causa de problemas que têm surgido nos bastidores, quer sejam más relações entre alguns dos lutadores ou simples frustração.

Na conferência de imprensa após o All Out deste domingo, Chris Jericho abordou o assunto e revelou algo que foi falado nessa reunião, nomeadamente a limitação indiretamente “imposta” pela Warner Bros. Discovery.

Os pormenores não precisam de ser discutidos, mesmo que os possa ler na internet. Essa foi uma das coisas discutidas. “Não publiques o que é suposto ser privado”. Mas penso que a minha mensagem é sempre para lembrar às pessoas o quão especial é a AEW. E não tomem isso como garantido.

Os palavrões e esse tipo de coisas. Só é preciso o tipo [responsável] errado para ver alguém dizer p*ta ou o que quer que seja, e eles vão dizer “acabou”. Acontece, nós sabemos isto. Por isso, quero sempre lembrar aos rapazes “Por favor, não arruinem, ou potencialmente arruinem, este mundo fantástico que criámos”.

De onde eu vim, a trabalhar para o Vince [McMahon] durante 20 anos, isso [desviar-se do guião e ir off script] era inaceitável. Isso nunca aconteceria, e estou apenas a tentar que as pessoas saibam onde estamos a chegar, agora que este tipo de coisas também são inaceitáveis.

Vamos começar a fazer coisas que o Tony [Khan] faria na NFL, ou no Fulham. Somos uma empresa multi-milionária de desporto profissional, com um enorme contrato televisivo, e com outro a surgir em breve. Muitos tipos não têm essa experiência, e não percebem o quão especial isto é.

Para além disso, o ex-AEW World Champion falou no podcast Superstar Crossover sobre os comentários que o roster da AEW tem demasiados lutadores sob contrato.

Talvez a ideia errada seja que temos um roster demasiado grande. É difícil colocar toda a gente na televisão com apenas 3 horas por semana, mas é importante ter um grande roster e ter muita variedade e muitos tipos diferentes em níveis diferentes.

Há veteranos como eu e o CM Punk. Depois, temos tipos no seu auge como Bryan Danielson e Kenny Omega, e depois temos os mais bem sucedidos como Daniel Garcia, Sammy Guevara, Darby Allin, e Jungle Boy.

É realmente como uma equipa de futebol, onde se tem diferentes níveis do que é necessário para se ter uma equipa de sucesso. É por isso que a nossa equipa tem sido tão bem sucedida.


O que achas das declarações de Chris Jericho?

1 Comentário

  1. Alex Kidd4 semanas

    O problema da AEW foi ter contratado lutadores com mentalidades infantis, que jamais poderiam ter alguma autoridade dentro de uma empresa séria.

    Adam Page é uma criança. Foi influenciado e comprou a briga dos amigos da panela de pressão chamada The Elite. Um lutador em ascensão mas não sabe se portar como uma estrela e não aceita conselhos dos lutadores mais experientes.

    A falta de uma postura de liderança do Tony Khan também prejudica muito a AEW. Esses cargos de EVPs jamais eram para existir.