John Morrison foi uma das oito Superstars despedidas pela WWE em meados de Novembro e destas foi a última a vir a público falar da situação e “abrir portas” quanto ao seu futuro no mundo do Wrestling.

Enquanto espera que a sua cláusula de 90 dias de não competição imposta pela WWE termine, John Hennigan (seu nome verdadeiro) partilhou um vídeo na sua conta de Instagram em que falou do despedimento da WWE, do seu objectivo enquanto lutador e do seu futuro.

Aquaholics, JoMosapiens, Johntourage, Slamtonians, quero que todos saibam como estou grato pelo apoio que me deram durante esta passagem na WWE. Também quero que saibam que, de facto, recebi um telefonema de John Laurinaitis, durante o qual me disse que a WWE já não precisava dos meus serviços como talento. Eu nem recebi um “Boa sorte em seus empreendimentos futuros”. Quer dizer, se me vão despedir, pelo menos usem a vossa catchphrase, certo?

Não sei se é algo que atrai as pessoas para o Wrestling ou algo que acontece às pessoas quando já estão no ramo há bastante tempo, mas a minha mente corre sempre na direção das maneiras de alegrar a multidão, mesmo às minhas próprias custas. A ideia de te fazeres parecer mau para fazeres outra pessoa parecer boa é uma coisa estranha, mas para mim, é uma parte tão importante do que eu faço e é um conceito estranho para tantas pessoas. Acho que é por isso que esta passagem pela WWE significou tanto para mim, sabem?

Eu vi e falei com pessoas que não via há 10 anos, tive a hipótese de me reconectar com velhos amigos, fazer novos amigos, trabalhar com alguns dos melhores produtores do ramo, alguns dos melhores lutadores profissionais da indústria. Quer dizer, tudo era nostálgico. Isso trouxe-me de volta a como me sentia quando era novo no negócio. Eu estava sempre muito nervoso. Eu só… Eu queria fazer tudo certo, então eu fazia coisas como chegar à arena super cedo o tempo todo, o que na verdade só me deu mais tempo para ficar nervoso.

Mas houve uma vez, em particular, que lembro-me que estava lá no ringue. Foi antes da abertura das portas, estava a olhar para todos os lugares vazios, a pensar que em algumas horas a arena ia estar lotada e haveria uma pessoa em cada um dos lugares, todos a olhar para mim, à espera que eu faça coisas. Eu tenho que melhorar nas nessas coisas.

Acho que talvez a coisa mais importante que aprendi durante a minha primeira passagem na WWE é: não são as “coisas” que fazem as pessoas ver Wrestling. São as histórias. Somos contadores de histórias. Acontece que eu sou um contador de histórias que tem muito orgulho em ser capaz de fazer os flips, os truques, os pontapés e os puxões de cabelo, mas isso são apenas ferramentas. Os movimentos, as cordas, o ringue e o microfone. Eles são apenas ferramentas usadas por aqueles que praticam a arte do Wrestling para contar histórias, e a grande vantagem de ser um contador de histórias é que quando um capítulo termina, outro começa.


Por onde é que achas que irá passar o futuro de John Morrison?

15 Comentários

  1. Marlon9 meses

    É triste, vê uma pessoa que se esforça tanto pra da seu melhor e ser despedido assim.

  2. Rei de lisboa9 meses

    achei uma burrice terem despedido um talento de ouro, mas enfim, talvez vá ser mais aproveitado do que foi na wwe, que foram 2 anos de perda de tempo, infelizmente. agora qual? Eu não queria dizer AEW, porque muitos fanboys burros da aew, vem aqui comentar, que logo haja despedimentos de tal lutador, “ai, ele vai para a AEW”, pq sao fanboys. Para mim vai para a impact com a esposa. acho que é a opção mais viavel, lembrando que ele teve uma boa carreira lá.

    • Surf9 meses

      Ele a falar de historias e tu vais buscar o talento 😂 mais uma prova que isso nem é o mais importante no wrestling

    • Rei de lisboa9 meses

      alguém te perguntou? Acho que não perguntei nada a ti ou a ninguém.

    • tomara que vá pra AEW 😘😘😘

    • Rei de lisboa9 meses

      Vitor, fanboy burro.

    • Surf9 meses

      Ui que a miss ficou arrebitada..

  3. TakerVanderVaart239 meses

    Era bom vê-lo na Impact! Teria muito mais “espaço” por lá e teria condições para ser o campeão principal na Impact ainda uma ou duas vezes, para não falar que seria uma excelente adição ao roster deles e que ajudaria a trazer mais atenção ao produto

    • TakerVanderVaart239 meses

      E juntando a Taya Valkerye na Impact ainda melhor ficava. Os dois como heel a liderarem ambas as divisões

  4. Fernando Caldas9 meses

    Johnny Impact?

  5. El Cuebro9 meses

    Para mim umas das demissões mais sentidas desses tempos malucos da WWE, o John voltou à empresa com um potencial enorme, foi campeão por quase todos os lugares que passou pelo mundo, já consagrado e um veterano de respeito, até foi bem no começo na parceria com o Miz, vieram títulos, boas lutas e storylines, mas aí foi só decadência, desfizeram a parceria dos dois, o colocaram como motivo de piada, com essa história de drip drip, ridículo, espero que ele possa ir bem onde for que estiver fora da WWE e mostre o que eles perderam!

  6. Que dor que isso dá, certamente não merecia uma cena dessas, sempre foi da casa à muitos anos!

  7. Gabriel9 meses

    É triste não terem nem sequer desejado boa sorte nos empreendimentos futuros, é sinal de que tem gente na gerência da WWE que é “fria” e não se importa tanto com quem estão despedindo, porém, isso não é só lá, tem em todo lugar no geral. Eu sou muito fã da AEW, claramente, venho gostando demais do trabalho lá, inclusive, só venho acompanhando a AEW recentemente. Porém, não o vejo como alguém para a AEW, eu acho que ele e a Taya deviam voltar para a Impact, é mais a cara deles, o roster da AEW já tá bem “recheado” e se for contratar mais, que sejam lutadores mais jovens ou alguém que dê um impacto a mais na divisão feminina (não vejo a Taya pra isso, vejo mais a Ember Moon por exemplo, Mandy Leon…)

  8. Facebook Profile photo
    Rafael Pereira9 meses

    Gostaria de ve-lo de volta ao Impact Wrestling