A última semana de Janeiro ficou marcada pelas novas alegações de que Vince McMahon terá cometido crimes de agressão sexual e abuso emocional no passado, estando agora sob investigação federal.

O TKO Group rapidamente se posicionou em relação a esta polémica, e apesar do ex-presidente da WWE ter negado as acusações, acabou por se demitir de todos os cargos que tinha na empresa.

Em entrevista no podcast Sunday Night’s Main Event, Matt Riddle foi questionado se estava surpreendido por estas alegações contra Vince McMahon.

Bem, as pessoas dizem isso (ficaram surpresas) e admito que eu não tinha ideia de nada do que estava a acontecer. Eu nem sequer faço política dos meus próprios combates. Eu apareço e faço o meu trabalho.

Honestamente, se olhares para algum do seu trabalho e performances em ringue, as coisas que ele disse e fez, a lógica vai dizer-te tudo. Especialmente, eu, pessoalmente, todos os bons lutadores que representam boas personagens, são eles [próprios]. Talvez estejam elevados a 10 ou 100, mas são eles.

Quando eu vejo o Vince [McMahon] fazer todas as coisas que ele fez nos anos 80, 90, início dos anos 2000, não fiquei surpreendido. Algumas delas, um pouco, mas sim, ele é um bilionário que possui uma empresa.

Ele fez tudo, vi tudo e quer fazer mais e ver mais. Eu não sei, não sou bilionário. Eu não era o lutador (inserido no processo). Brock [Lesnar] era o lutador com quem ele estava a conversar. Não era eu.

Realmente não tenho nenhum comentário além disso. Não estou surpreendido. Ouço pessoas dizerem que estão surpreendidas. Não estou surpreendido. Ele era um maníaco.


O que achas destas declarações de Matt Riddle?

3 Comentários

  1. tosse1 semana

    um souflé este comentário: bonito mas vazio

  2. Millwres1 semana

    Eu não coloco minha mão no fogo nem por mim, que dirá por um bilionário com histórico questionável…. Vince foi chantageado a vender a wwe em base nesses crimes