Frank casino

Sasha Banks está envolvida numa grande rivalidade com a sua ex-melhor amiga Bayley, sendo que fora da WWE, “The Boss” também está a ganhar destaque por fazer parte da 2ª temporada da série de Star Wars, The Mandalorian.

No podcast dos New Day, Sasha Banks falou sobre vários temas, incluindo a sua aparição na série The Mandalorian e também ter sido alvo de racismo na sua juventude.

Começando sobre a sua aparição na série The Mandalorian, Sasha Banks não revelou muito do que é a sua personagem, mas revelou como os responsáveis da série a escolheram, dando também a entender que irá participar em mais do que um episódio.

Ainda é algo que não é real para mim… estamos a falar de Star Wars. Ainda não posso falar muito sobre isso, mas sim sou uma personagem da série e ainda não consigo acreditar nisso, mas estou muito grata por tudo.

Estou tão ansiosa para que as pessoas vejam os episódios, penso que as pessoas vão ficar chocadas com o que irão ver e eu vou ficar só a dizer “eu sei, eu sei”. A 2ª temporada de The Mandalorian vai ser incrível. Estou tão excitada, que ainda nem parece ser real.

Vou dar-vos aqui uma pequena revelação, o meu marido basicamente conhece tudo e todos, então foi ele que conseguiu que eu aparecesse no programa Hot Ones, e foi essa presença nesse programa que fez com que os responsáveis da série me quisessem na mesma. Fica aqui este pequeno segredo para vocês.

Já sobre um tema muito menos feliz, sobre o tema do racismo, Sasha Banks revelou que foi alvo de racismo durante a sua juventude e que o Wrestling foi a sua forma de escapar a isso.

Para mim foi difícil enquanto era criança. Eu durante uns tempos vivi no Iowa e era a única criança negra da cidade. Na minha cabeça só pensava o que iria ser da minha vida, porque vivia numa quinta e era negra.

Antes disso tinha vivido na Califórnia, onde me cruzei com várias culturas e raças e às vezes ouvia a n-word, mas antigamente essa palavra era quase usada como símbolo de amizade entre as pessoas do nosso grupo.

A primeira vez que ouvi a n-word a ser dirigida a mim de forma racista, foi um dia num treino de softball em que uma pessoa das bancadas me disse “hey n-word vai-te embora daqui”. Fiquei tão assustada e envergonhada na altura.

Quando comecei a ver Wrestling foi então que decidi que queria fazer disto vida, queria ser alguém maior que a vida e queria ser algo de diferente do que era enquanto criança, e queria-me livrar daquele medo.

Desde o primeiro momento que vi Wrestling, percebi que seria o Wrestling que ia salvar a minha vida e que seria o Wrestling que me iria ajudar a deixar de ser aquela criança assustada e envergonhada.


Pensas que esta participação na série The Mandalorian pode ser o início de uma carreira em Hollywood para Sasha Banks?

8 Comentários

  1. Grande Sasha Banks! Já sofreu imenso na vida mas felizmente foi forte e reergueu-se para ser o que é hoje: uma mulher de sucesso. Pode ser que essa participação da Sasha na série seja apenas o princípio de coisas melhores, sim. Tudo depende do feedback e da sua vontade no futuro.

  2. Bom discurso da Sasha que pode servir de exemplo para crianças que também sofram de racismo. Quanto a uma possível carreira de atriz, vai depender muito de como correr e forem as reações ao papel que está a fez agora.

  3. É ótimo ver como um desporto consegue mudar a vida de uma pessoa, e ainda melhor ver alguém feliz a fazer o que gosta!

  4. Anónimo1 mês

    Se é o início de uma carreira como atriz, só o tempo o dirá e a prestação dela na série. Quanto ao tema de racismo, está aí uma boa mensagem da parte dela.

  5. Adoro essa Sasha Banks! Que Mulherão!!

  6. Dany1 mês

    A Sasha é daquelas pessoas que joga sempre a carta do vitimismo, ostenta a cor da sua pele sempre como um handicap, mentalidade de extrema esquerda e auto preconcentuosa « era negra e vivia numa quinta ». Ela fala N word, mas quem lhe chamou isso eram negros como ela, qual é a cena?! Já nas eleições de 2016 veio toda virgem ofendida incendiar as redes sociais por causa da vitória republicana. Caso não saibam, Califórnia é historicamente um estado democrata que por políticas de esquerda tem-se tornado nas últimas décadas muito inseguro com taxa de desemprego acima da média e controlado por milícias armadas como o CHOP ou BLM.
    Quanto a ela como wrestler adorei vê-la ganhar os seus primeiros títulos na WWE, mas gimnick dela já não vende, desde que começou a competir em tag team.

    • SamMac1 mês

      Eu respeito seu posicionamento, mas a questão a ser abordada por ela é uma vivência de experiência de racismo durante a adolescência, que é inerente a qualquer pessoa negra (sendo mais claro ou mais próximo do retinto e isso não é de forma alguma vitimismo) e não precisamos estar falando de política para expormos nosso descontentamento e frustração para com isso. Racismo tem sim suas causas e perpetuações políticas, mas não sei como tais levantamentos feitos por você se encaixam e se relacionam nesse contexto…

  7. Pedrito1 mês

    Não sabia que tinha sido vítima de racismo é lamentável isso ter acontecido ainda bem que deu a volta por cima e faz o que gosta. Em relação à série pode ser o início de uma carreira como actriz vamos ver como corre. Ela estar numa série de uma saga tão famosa e importante ajuda vai ter muito impacto!