Faz login e remove a publicidade
Frank casino

A WWE realizou este sábado mais um grande especial da sua brand amarela, o NXT TakeOver: WarGames, que é foi também o primeiro evento deste grande fim de semana da WWE.

O NXT TakeOver: WarGames foi transmitido na WWE Network. Subscreve aqui, o primeiro mês é grátis!

O main event do NXT TakeOver: WarGames foi o Men’s WarGames Match entre os Undisputed ERA e a equipa de Tommaso Ciampa, Keith Lee, Dominik Dijakovic e o quarto membro que foi uma grande surpresa, pois foi o lutador do Raw, Kevin Owens. Se o combate feminino já tinha sido bastante violento, estes oito lutadores subiram ainda mais a parada. O final aconteceu quando Tommaso Ciampa e Adam Cole estavam no topo da jaula e o “Blackheart”, com um Air Raid Crash do topo da mesma para cima de duas mesas, garantiu a vitória.

O outro WarGames Match da noite foi o primeiro Women’s WarGames Match da história, onde tivemos a equipa de Shayna Baszler, Io Shirai, Bianca Belair & Kay Lee Ray contra a equipa de Rhea Ripley, Tegan Nox, Candice LeRae & Dakota Kai, tendo esta última substituído Mia Yim, que foi atacada no backstage durante o Kickoff. Durante o combate, Dakota Kai traiu as parceiras de equipa e atacou Tegan Nox. Ainda assim, a vitória sorriu na mesma à equipa de Team Ripley, quando a capitã de equipa conseguiu vencer as probabilidades e fazer o pin na NXT Women’s Champion Shayna Baszler.

Outro destaque deste NXT TakeOver: WarGames foi o primeiro combate no NXT em quatro anos por parte de Finn Bálor, que lutou contra Matt Riddle. O primeiro WWE Universal Champion da história conseguiu vencer o “King of Bros” com o seu 1916 e garantir assim a vitória neste seu regresso aos ringues da brand amarela.

Por fim mencionar ainda: o combate entre Angel Garza e Isaiah “Swerve” Scott no Kickoff do TakeOver, onde o mexicano foi depois atacado por Lio Rush no backstage; e o Triple Threat Match pelo lugar de candidato principal ao NXT Championship de Adam Cole no Survivor Series, no qual Pete Dunne derrotou Killian Dain e Damian Priest.

Resultados

– Angel Garza venceu Isaiah “Swerve” Scott (Kickoff)
– Team Ripley (Rhea Ripley, Tegan Nox, Candice LeRae & Dakota Kai) venceram Team Baszler (Shayna Baszler, Io Shirai, Bianca Belair & Kay Lee Ray) (Women’s WarGames Match)
– Pete Dunne venceu Killian Dain e Damian Priest (NXT Championship Nº 1 Contender’s Match)
– Finn Bálor venceu Matt Riddle
– Team Ciampa (Tommaso Ciampa, Keith Lee, Dominik Dijakovic & Kevin Owens) venceram The Undisputed ERA (Men’s WarGames Match)


O que achaste deste WWE NXT TakeOver: WarGames?

24 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Que final CAÓTICO, minha nossa senhora!
    E que grande show que foi este, fantástico, sem qualquer dúvida!!
    Venha o Survivor Series 😀

  2. Não posso comentar sobre o show inteiro, pois só assistir ambos war games, pois eu literalmente dormir durante as outras duas lutas, só acordei na hora do video promocional do main event quando meu gato fez barulho e me acordou.
    Cara a divisão masculina do NXT mim deixa entediado para c%$#. Talvez seja por eu odiar o indy style do wrestling americano, de fazer kick out de zilhões de finish, zilhões de high spots (serio, a PWG arruinou o pro wrestling). Essa é a razão por eu não gostar da AEW também.
    Gostei da participação do KO na luta, achei estupido o spot final da luta, seja lá que seja que aprovou isso deve ser demitido. Sobre a luta feminina, fiquei um pouco decepcionado por ninguém substituir a Dakota e a Nox, mas gostei bastante do resto da luta e como estão bookando a Rhea. Acho que o principal motivo de ninguém as substitui-las foi para encurtar a luta, mas não deixa de ser um booking genial em termos de storyline.
    Espero que a Rhea seja a próxima campeã, mas eu não confio no Triple H com o booking da Shayna. Ele trata ela do mesmo jeito que ele bookava a sí mesmo em 2002-2005.

    • Let Me In9 meses

      Descordo da sua opinião mas respeito a sua forma de criticar algo(pelo menos nesse comentário) a sua critica em cima da divisão male e indy style, foi uma critica bem construída, e não de simplesmente de um cara jogando hate, é bem difícil encontrar hoje em dia no site criticas que agrega algo, na maioria das das vezes são criticas vazias ou simplesmente HATE.

    • Beatriz Lynch9 meses

      Então não sei o que esperava encontrar nesse PPV, pois é essa formula que o NXT vem usando a um bom tempo e ganhando sucesso, é uma formula diferente da do main roster.

    • wesley9 meses

      Se eles estão ganhando sucesso isso depende do ponto de vista, pois até ha alguns meses atrás o NXT dava mais prejuízo do que lucro, não sei agora que eles tem um contrato com a USA Network.

    • Flávio Jr9 meses

      Hahahahajaj cara, eu tenho que rir da tua opinião, Wesley… Desculpa a sinceridade. Mas o NXT é a anos o show principal da WWE quando o assunto é a qualidade, acho que nesse site você é o único que tem essas críticas, mas sei lá, cada louco com a sua loucura. Mas o show foi SENSACIONAL

  3. Facebook Profile photo
    Silverio9 meses

    Garza vs Scott – bem fixe e leve
    War Games feminina – lutassa épica, com certeza das melhores lutas do ano todas estiveram bem e ainda tivemos direito a uma boa Heel turn duma boa diva eheheh
    Triple Threat – grande combate, já sabia que ia ser bom mas acabou por ser ainda melhor do que esperava
    Balor vs Riddle – confesso que era a luta que mais queria ver, pois são os meus dois preferidos, e foi uma grande fight sem dúvida alguma o final foi mesmo fixe bem frenético
    War Games masculino – simplesmente uma luta incrível e caótica
    Nota 10 ao Takeover

  4. AFFALLOU9 meses

    NÃO FUI SÓ EU QUE VI A BRITT BAKER APARECER NA TRANSMISSÃO (LOGO APÓS O FINAL DO MAIN EVENT)

    • Nick9 meses

      Ela é esposa do Adam Cole.

    • Dina9 meses

      O triple H disse que foi intencional.

    • O Triple H disse que NÃO foi intencional. A pessoa que a filmou não sabia que ela era da AEW. E uma vez filmada, o Mauro Ranallo teve que a mencionar.

      Segundo o Cageside Seats: “On his post-show media conference call, Triple H addressed Baker being shown on the feed. He said the person in the truck who used the shot didn’t know she worked for a rival promotion. Once she’d been shown however, they had to mention it, which is why Mauro said her name. Triple H said he’d never want to put her in a position to get heat for appearing on a WWE show.”

    • Dina9 meses

      Quis mesmo dizer que não foi de propósito

    • Anónimo9 meses

      Era mesmo ela, foi lá para ver o Adam Cole, eles namoram.

  5. Showstealer9 meses

    Mais um TakeOver épico por parte do NXT! Todos os combates foram muito bons, especialmente o opener e o main event por serem War Games. Ansioso para os próximos tempos da brand amarela.

  6. Um ótimo TakeOver com especial destaque para os WarGames o feminino foi muiiiito bom, a Dakota Kay já me estava a deixar desconfortável com aquele ataque 😅 muito bom mesmo a Tegan Nox também vendeu muito bem o ataque foi muito bom mesmo, o combate foi ótimo e o final acampanhou a qualidade do resto do combate… Muito muito bom..

    O masculino era certo que vinha alguém do main roster mas nunca pensei que fosse alguém já bookado no SS pelo que não esperava que aparecesse o KO, muito boa a forma como souberam surpreender, o combate em si mais uma vez foi muito e o final… Meu deus do céu que final f***…

    Estou ansioso para ver como vai estar hoje o Adam Cole para defender o título.

    Esperemos que esta qualidade de mantenha para o SS.

  7. Bruno9 meses

    Nunca gostei do NXT , mas desde que comecei a ver a umas semanas, estou a gostar bastante, acho que tem tido melhores espetaculos do que os main roster, tem aproveitado melhores os seus lutadores e tudo

    Parabens ao nxt!

    • Flávio Jr9 meses

      O NXT só eleva o nível todos esses anos, mas entendo porque n gostava antes, mas desde o Seth o primeiro campeão ever, o show já era bom

  8. BRRM9 meses

    Ótimo Takeover que só pecou pela participação do NXT na “battle for brand supremacy” e nas consequências negativas que isso teve na construção deste evento.

    Garza vs Scott – alguns botches aqui e ali e faltou fluidez mas até que acabou por servir o seu propósito.

    Team Ripley vs Team Baszler – puta de combate, adorei! Grandes spots, um heel turn muito bem feito e um final cheio de emoção.

    Dunne vs Priest vs Dain – nonstop e hard hitting pra caralho, belo combate.

    Bálor vs Riddle – sinceramente esperava mais mas não foi nada mau.

    Team Ciampa vs Undisputed Era – para surpresa de literalmente ninguém isto foi um combate brutal. O retorno do Owens ao NXT, os spots, a puta daquele final… extraordinário.

  9. Bankonthat9 meses

    Adorei este take over! So demonstra que o nxt ha muito que deixou de ser uma marca de desenvolvimento. Adorei o war games feminino. Provavelmente o combate feminino do ano. Muito bom storytelling e prestaçao de todas! Destaco talvez a Kay Lee Ray que levou uns bons bumps.
    O war games masculino foi… soberbo. Nao sei como esse pessoal conseguirá lutae hoje no SS… a ver vamos.
    Tomaso… um homem que teve uma lesao seria ha bem pouco tempo, fazer um bump daqueles… coragem e amor a camisola

  10. Giuseppe Faè9 meses

    Uma “critica” que eu quero fazer sobre o Matt Riddle, a um tempo atrás ele zoava o Goldberg pelos botchs que ele cometeu no crown jewel, só que ontem o Bromission(twister) foi muito mal executado ao meu ver, não que ele fez um botch mais foi muito mal vendido aquela submission, quem entende de mma ou submissions em geral vendo aquilo(bromission) pode ser dizer que é qualquer coisa mas menos um TWISTER.

    • Flávio Jr9 meses

      O Ridle mais fala do que luta, ele já cometeu botch visíveis várias vezes, eu particularmente não gosto muito, tem no mínimo 10 westlers na frente dele hj

  11. ÉPICO!
    Dois War Games bastante bons, e bastante diferentes, mais dois combates fantásticos, absolutamente espectacular este TakeOver.

    Quanto ao primeiro, excelente heel turn, brutal mesmo, e o final foi muito bem feito, porque a vitória no 2 para 4 ficou credivel graças à garra das faces, e à arrogância das heels, além de que o uso das algemas foi extremamente inteligente.

    O Triple threat foi uma loucura, grande combate mesmo, só mudava o final, achei desnecessário o Killian Dain conseguir interromper um pin, para 30 segundos depois não conseguir fazer o mesmo depois de estar 5 segundos numa sleeper hold. Achei que mais valia ter acabado o combate com o Bitter End, que era um final porreiro, porque até dava a ideia de que o Dunne era mais pequeno, mas foi forte o suficiente para fazer um superplex, e um bitter end, de seguida, a 2 gajos com o dobro do tamanho dele.
    Mas pronto, grande combate na mesma.

    O Riddle vs Balor foi muito bom, faz sentido a vitória do Balor, até porque foi o primeiro grande combate no regresso ao NXT, quanto ao Riddle, gostei de mais uma provocação ao Goldberg, com o Jackhammer e o spear (que por acaso não foi muito bonito, mas pronto), no entanto espero que isto não leve a um combate entre os 2 na Wrestlemania (pelo menos para já), porque quero ver o Riddle a vencer a Royal Rumble, e a tirar o titulo ao Lesnar no main event.

    Quanto ao segundo War Games, nem sei bem o que dizer, foi brutal, grandes spots, bom storytelling, grande regresso ao NXT do KO (era a minha grande aposta para ser o parceiro mistério, no entanto esperava um heel turn, que não aconteceu).
    O Final foi brutal, excelente spot para acabar o combate.
    Deixo só uma pequena critica relativamente ao booking dos combates, que é, desde que o War Games voltou, já houve 4 combates, em todos eles, os heels têm sempre a vantagem… Acho que a WWE deveria fazer isto de forma diferente de vez em quando.
    Percebe-se o porquê de fazer assim, visto que é o que faz mais sentido, mas acho que seria uma dinâmica muito interessante se fossem os faces a terem a vantagem, neste combate seria muito complicado, mas num combate com um monster heel, que dominava completamente os primeiros 5 minutos do combate, acho que teríamos uma dinâmica bastante interessante, e refrescante para este combate, que continuando a ser sempre assim, independentemente do quão bons são os spots, pode acabar por vir ser mais do mesmo.
    No entanto, adorei, grande combate, grande show, grande NXT

  12. Anónimo9 meses

    Sem dúvida alguma foi um excelente Takeover, muito bom mesmo!!!!

  13. Flávio Jr9 meses

    Que PPV, meu amigos… Anos luz a frente do Dynamite, se for pontuar cada luta da muito o que falar, o único ponto que faltou um pouquinho foi na Luta do Balor x Ridle, esperava mais, porém mesmo assim foi uma luta de alto nível, fora isso foi SENSACIONAL!!