Provavelmente a única coisa que o Arn Anderson não consegue abater, é o duradouro e resistente Top Ten! Mantém a mesma toada da semana passada, a falar de más relações, de atritos, de zangas. Entre tipos grandalhões, logo supõe-se que sejam um pouquinho mais agressivas.

Se na semana passada olhamos para casos em que as rivalidades eram reais e eles lá aproveitaram esse heat para escrever uma feud e passá-la para os ringues, para este número vamos olhar para o contrário. Ou seja, se havia animosidade entre Superstars antes de se enfrentarem em ringue, não sei, mas depois disso sim. Malta que não se deu lá muito bem a trabalhar junta e pode ser precisamente essa a fonte da discórdia. Vamos recordar estes dez casos para ver como se distinguem, uns dos outros, e dos da semana passada:

5 Comentários

  1. ??2 semanas

    Excelente como sempre.

  2. nzo2 semanas

    o cm punk sempre lutou muito bem , tomara que ele tenha uma oportunidade pelo AEW champion e acabar com o reinado do keny omega

  3. FBK1 semana

    Confesso que essa provável mágoa do Hogan com o Michaels, havia me passado despercebido, mas naquele combate Michaels só vendeu o Hogan como a parte midiática sempre o fez parecer, o supremo superstar com 200 anos ainda sendo o super Hogan, e eu adorei um Michaels escrachado fazendo o que fez.

    Outra que não fazia ideia era em relação a Orton vs Kennedy.

    E de todas não dá pra deixar de dizer que DDP va BBP fora a mais brutal, assim como a passagem de Batista e Booker.

    Pegando o gancho da primeira passagem entre a Queen e a Nia, acho que valia a menção também ao Lesnar vs Strowman, e aquele baita direto da Besta.

    Mais um ótimo artigo, parabéns e obrigado pelo conteúdo.