Faz login e reduz a publicidade

5 Mudanças que a WWE pode fazer para melhorar as audiências

há 1 semana Artigos 13

Um dos tópicos que tem estado no foco de todos os fãs de Wrestling tem sido as más audiências que a WWE tem registado nos últimos tempos.

E agora há a especulação do que pode a WWE fazer para inverter esta situação.

Sabemos que na WWE já não existe nenhum lutador que faça disparar as audiências, pelo menos no ativo, pois acredito se John Cena regressar, essa edição possa ter um aumento nas audiências.

Mas então o que pode a WWE fazer para que as suas audiências melhorem.

Ora eu não sou nenhum expert, mas hoje vou apontar 5 mudanças que a WWE pode fazer para que as suas audiências melhorem.

13 Comentários

  1. Jaumzinho há 1 semana

    A última com certeza ia melhorar bastante as audiências.
    O trabalho que ele faz no nxt é incrível e acho que no main roster ele também ia fazer um trabalho espectacular.
    Em relação às outras concordo com todas mas mais com a primeira, é um bocado chato agora todos os shows começarem com promos.

    • É complicado dizer que sim com toda a certeza, porque se virmos, Triple H e a sua equipa tem de escrever 4 horas mensais, se fizermos as contas que os TakeOver tem cerca de 3 meses entre eles, isto são cerca de 12 horas de televisão do NXT.
      Ora 12 horas de televisão no main roster da WWE, é 2 semanas e meia.
      É quase impossível prever como o estilo de booking de Triple H irá adaptar-se a ter de escrever tantas horas semanais, no entanto como disse no artigo, pior não deve ficar.

  2. Concordo com tudo o que disseste.

  3. Margarida Messias há 1 semana

    Concordo
    Acho que o john cena devia voltar

  4. Muito bom. Acrescento uma última que acho importante e que certamente ia melhorar as audiências na minha opinião: a haver mais tipos de combate “especiais”. Não falo de um Hell in a Cell , mas há quanto tempo não vemos um steel cage, por exemplo, num show semanal ? O RAW e o Smackdown estão “inundados” de combates 1 vs 1 e tag team ( com alguns handicap e triple threat de vez em quando), não se perdia nada fazer um combate diferente no main event de vez em quando, em vez de deixar esses combates apenas para os ppv.

  5. PedrKo há 1 semana

    1-Acabar ou minimizar o booking 50/50
    2-O Raw passar a 2 horas
    3-Existir dentro da WWE maior confidencialidade com os planos, muitas
    vezes já sabemos com muita antecedência o que vai acontecer e isso tira toda a
    curiosidade.
    4-Ser mais imprevisível, ainda esta semana no Smackdown tanto o combate pelos
    títulos de equipas como o da wwe tinham vencedores óbvios.

    • Previsibilidade não é sempre uma coisa ruim, as vezes isso significa que o produto faz sentido. O Vince Russo sempre tentava ser imprevisível no seu booking e isso fez ele fazer decisões estúpidas que acabou com a WCW e destruiu a credibilidade da TNA.

  6. Acho que tudo isso poderia aumentar um pouco a qualidade do produto, mas para aumentar a audiência dos shows é um assunto bastante mais complicado do que somente a qualidade do produto.

    • Sim concordo em parte, mas ao aumentar a qualidade do produto, acaba-se por aumentar quem vê o produto.
      Uma comparação fácil de ver como isto é verdade, é pensar nos filmes de super heróis, até à trilogia do Batman do Christian Bale “ninguém” queria saber de filmes de Super-Heróis, porque não eram de grande qualidade, aumentaram a qualidade desse estilo de filmes e agora filmes de Super-Heróis são autênticas máquinas de fazer dinheiro.
      No Wrestling pode ser a mesma coisa, aumenta-se a qualidade, aumenta-se o número de pessoas que quer ver o produto, pelo menos na minha opinião.

  7. TakerVanderVaart23 há 1 semana

    Concordo com os pontos apresentados. Mas essencialmente desses pontos acho que seria importante a questão de abrir o show com um combate de wrestling e não uma promo de 15/30 minutos que às vezes nem dá em nada de especial e apenas serve para montar o main event do respetivo show. Ou seja, muitas vezes podes passar aquilo à frente e não perdes grande coisa.

    Depois:
    1- Acho que o Raw devia baixar o tempo, pois 3 horas acaba por ser bastante tempo e nem sempre isso significa aproveitamento do tempo que tem. Há muita coisa que acontece por vezes que só serve para encher chouriços.
    2- Como já vi referido nos comentários, poderiam adicionar mais combates “especiais” no Raw ou Smackdown. Não digo para abusarem disso, mas numa feud específica ou para dar mais importância a algum combate, porque não ter de vez em quando um Steel Cage, um Extreme Rules.. um Ladder Match.. sem ser apenas nos PPV. Outro ponto semelhante, já falado, seria mudar de títulos “importantes” também no Raw e Smackdown. Combates importantes uma vez por outra como fizeram agora na última semana e acabarem mesmo com a mudança de título.
    3- Isto vai parecer um bocado parvo mas.. e as redes sociais? Não é que me chateie demasiado, mas vês o Andrade com a Zelina Vega ao seu lado como manager, se calhar até num combate contra o Aleister Black e a Zelina ali a apoiar o Andrade para ganhar e se for preciso até faz batota para o ajudar a obter a vitória, mas depois num sábado ou Domingo vês um post dela a passear com o Aleister Balck (porque são de facto um casal). Ou seja, hoje em dia com a internet, redes sociais e afins torna-se mais complicado a questão de manter a personagem, já todos sabem que eles são personagens dentro do mundo do Wrestling mas não deixa de ser um bocado contraditório quando usam os perfis deles como perfis pessoais e profissionais. Não seria melhor eles terem um perfil pessoal onde podem colocar o que querem com os seus nomes reais e depois terem o perfil da personagem só para algo relacionado com a personagem?
    Promos, treinos, passeios a sós mas de certa forma manterem-se “dentro da personagem”, isto pode ser na rede social de personagem.
    Cenas mais pessoais, colocam na sua página pessoal. Mas pronto, isto é só uma opinião, não é que seja este um grande problema ou que fosse resolver tudo.

    A verdade é que o ambiente no Wrestling mudou, muito devido a globalização.. devido a Internet!
    Quando comecei a ver wrestling, sem este mundo enorme da internet como é hoje e sem redes sociais.. o Undertaker era o Undertaker.. o Kane era o Kane.. havia uma mística em torno do mundo Wrestling e daquelas personagens.
    Eu sabia que eram personagens mas havia ali qualquer coisa de especial e misterioso..
    Hoje em dia, se for preciso, vês o Kane a meter um ring em chamas (que já não acontece também), todo badass, mas horas depois está a partilhar no twitter ou no instagram um vídeo a comer um gelado como uma pessoa normal num parque ou whatever.. isto na página oficial da personagem! (isto serve só como exemplo). Quer se queira quer não, isto veio mudar todo o ambiente em torno do Wrestling.

    Já para não falar das feuds, tipo Samoa Joe contra Drew McIntyre (vamos imaginar), mas depois partilham vídeos nas redes sociais oficiais a treinarem juntos e na brincadeira, isto enquanto a feud em si decorre na WWE! Isto não ajuda nada e já aconteceu.

    Apesar de tudo isto, eu continuo a seguir WWE e gosto de ver. Mas existe de facto algumas mudanças a ter em conta, como apontado neste artigo e nos pontos acima. Não tanto a parte das redes sociais, mas sim mais os combates, promos..

  8. Rhuan há 1 semana

    Ser o thiple h assumir so vai ser seth rollins vai ta em todos os combate do show

  9. João Pedro há 1 semana

    Reduzir o número de lutadores também ajuda. Para além desta minha medida, aconcelho ainda a reduzir o número de live events e acabar com o main event semanal. Só trás mais lesões e duvido que justifique os ordenados, o cansaço dos jogadores etc. Claro que contratos com a Arábia Saudita têm de se manter, mas pequenos live shows para mim acabavam.
    O booking é péssimo. Tenho a certeza que hoje uma personagem como o Shawn Michaels de 98 nunca teria brilhado e se calhar o Cena teria sido um jobber. Sei que estão condicionados por ene cenas mas não podem limitar tanto. A WWE tem de deixar a ideia do politicamente correcto, pois estamos a falar de um “faz de conta”. Uma das coisas mais básicas que se aprende em marketing e publicidade é que não existe um produto para todos. Claro que me dizem agora assim: “ah mas eu adoro ver os filmes da Disney e tenho 25 anos”. Tudo bem, mas não é o seu público-alvo.
    Sinto que o principal target ou o buyer persona, é neste momento o miúdo de 10-15 anos e não o jovem adulto entre os 20-35 anos, à partida, do sexo masculino. Nos últimos anos, tem-se visto uma aproximação nesse sentido, mas vão ter de melhorar muito pois esse público quer mais do que o Cena dizer “fuck” uma vez por trimestre.
    As lendas, servempara estar onde estão, como lendas. Entendo que o Taker na Arábia seja um money maker, mas mais do que isso não vale a pena. O que aconteceu com o título no último ano foi ridículo. O objectivo era substituirem o CM Punk com mais dias com o título, mas para ser defendido 2 vezes por ano, ficou só ridículo e ninguém leva isso a sério.

    Para além disso, o que já se falou aqui faz sentido. Passar o Raw para 2h, se possível reduzir o tempo de anúncios etc., mas enquanto não se mudar a mentalidade, esqueçam que não vai dar para se voltar àquilo que todos nós aprendemos a ver e a gostar da WWE. Talvez a AEW venha mexer com isto tudo, não sei…

    Já agora, uma pergunta final para o autor do artigo de opinião: porque dizes “não digo assumir o controlo total do SD como no início dos anos 2000” (referindo-se a Paul Heyman), porque não?

  10. duzonraven há 1 semana

    concordo com os pontos apresentados e acrescentaria mais dois:
    1. algo com um television title, um título de midcard que somente poderia ser defendido nos programas semanais, isso acrescentaria um motivo para ver o programa, pois atualmente eles só mostram combates que terminam com interferência, desqualificação, para preparar para um ppv, e raramente algo de mais importante acontece, como uma troca de título
    2. criar mais stables. Uma stable é uma boa maneira de revitalizar um wrestler, pois o faz aparecer constantemente no programa mesmo que não esteja envolvido em nada relevante. Nakamura, Rusev, Cesaro, diversos lutadores se beneficiariam de participar de uma stable, veja o Undisputed Era é o que há de mais interessante atualmente no NXT, além de uma stable criar boas dinâmicas para storylines

Comentar