A Forbes divulgou há dias um vídeo a destacar o trabalho de Tony Khan na All Elite Wrestling e os fãs não tardaram a “olhar à lupa” muito do que é transmitido nesse vídeo, e numa das partes pode ter sido revelado o card do Full Gear.

Há uma parte do vídeo em que Tony Khan surge com umas folhas e numa delas parece estar listado o card completo do próximo pay-per-view da empresa, que acontecerá já daqui a um mês, no dia 13 de Novembro.

Além da confirmação de que teremos Kenny Omega vs “Hangman” Page pelo AEW World Championship no Full Gear, nas folhas estão listados os seguintes combates para o grande evento:

  • Kenny Omega vs “Hangman” Page
  • Bryan Danielson vs Jon Moxley
  • Inner Circle vs American Top Team
  • MJF vs Darby Allin
  • CM Punk vs Wardlow
  • Britt Baker vs ???
  • Thunder Rosa vs Jade Cargill
  • Christian Cage vs Adam Cole
  • Young Bucks vs Jurassic Express
  • Cody Rhodes vs Malakai Black ou Andrade El Idolo ou Miro
  • Lucha Brothers vs FTR

Aqui fica uma publicação com fotografias do momento em que o card do Full Gear foi supostamente revelado:


Achas que o card do AEW Full Gear será este que está em cima ou ainda irá sofrer alterações?

8 Comentários

  1. Surf1 semana

    Correcao – WWE revelou card do Full Gear

    • Anónimo1 semana

      Mas tu só comentas notícias da AEW? És o fã número 1 da empresa.
      Já agora, amanhã há Rampage e o Dynamite é no sábado.

    • Facebook Profile photo

      Eu não vejo nenhum funcionário da WWE segurando esse papel com o card do Full Gear, vejo o próprio Tony Khan.

    • Surf1 semana

      Anonimo andas atento aos meus comentários, bom saber

  2. El Cuebro1 semana

    Acho que ele não andaria com algo assim por aí como se fosse algo normal, pode ser falso, mas só iremos descobrir quando estiver para acontecer!

  3. joao (diferenciado)1 semana

    foi o vince que mandou um mail com o card da AEW à CMTV e deu leak, perguntem ao trouble e ao twitter

    • Hehehe, a nossa sorte é que Portugal não quer saber de wrestling para nada, senão o Correio da Manhã tratava um Vince como um Bruno de Carvalho 2.0