Faz login e reduz a publicidade

Agência do governo saudita pede desculpa por anúncio da WWE

As lutadoras da WWE não foram autorizadas a participar no WWE Greatest Royal Rumble devido às diferenças culturais que existem no país, apesar de Triple H ter dito que esperar que nos próximos anos isso possa ser diferente. Por esse motivo, o “mega-evento” não contou com a participação de qualquer personagem feminina.

No entanto a WWE cometeu um deslize, emitindo um vídeo comercial durante o Greatest Royal Rumble com a participação de algumas das lutadoras, sobretudo Carmella, obrigando a General Sports Authority saudita, a agência governamental que tutela o desporto do país, a emitir um comunicado a pedir desculpa.

O anúncio em questão foi o seguinte:

A General Sports Authority saudita comunicou:

“A General Sport Authority gostava de pedir desculpa aos telespectadores e fãs que estiveram presentes na última noite no evento da WWE em Jeddah, devido à indecente cena envolvendo mulheres que foi transmitida num anúncio antes de um segmento. Confirmamos que somos totalmente contra isto e estamos comprometidos em eliminar tudo o que for contra os valores da nossa comunidade.

Fazemos questão de banir qualquer segmento que envolva mulheres relacionadas com Wrestling e já extrapolou o pedido à companhia (WWE). Desaprovamos também qualquer conteúdo promocional com imagens ou vídeos mostrando mulheres de forma indecente e temos esta regra sempre presente. É uma regra pela qual nos vamos regir para sempre em futuros eventos e programas.”

Relembramos que isto foi apenas o início e primeiro evento fruto da parceria entre a WWE e a Saudi General Sports Authority que durará 10 anos.

3 Comentários

  1. Anónimo há 6 meses

    Eh… é a tal da religião rsrs

  2. Anónimo há 6 meses

    Cultura ultrapassada de merda….

  3. Anónimo há 6 meses

    Não concordo que mulheres não possam aparecer mas entendo que os trajes em que a Carmella se encontra no vídeo possam ferir susceptibilidades.

Comentar